31 janeiro 2018

CRIACIONISMO X EVOLUCIONISMO - ORIGEM DA VIDA


Credenciais do autor: Resultado de imagem para adauto lourenço é de qual igreja
O Dr.Adauto J. B. Lourenço, servo de Deus, Adauto J. B. Lourenço, B. Sc., MSc., é formado em Física pela Bob Jones University, USA. Mestrado em Física Nuclear pela Clemson University, USA. Pesquisador responsável em Sistemas de Imagem de Estruturas Atômicas (Oak Ridge National Laboratory), é membro da American Physics Society, EUA e pesquisador em Trocas de Energia em Nível Atômico (Max Planck Institut für Stromunsgsforchung, Alemanha). Uma das características mais marcantes de prof. Adauto Lourenço tem sido a sua habilidade em transmitir conceitos difíceis da Ciência de uma forma compreensível e agradável, para públicos de várias idades e de diferentes níveis de conhecimento.


Vídeo - 01



Vídeo - 02



31 dezembro 2017

FELICIDADES NO NOVO ANO QUE VEM CHEGANDO

Imagem relacionada

FELIZ ANO NOVO!!

QUE CADA UM DOS 365 DIAS VINDOUROS, POSSAM SER UMA ESCOLA PARA NÓS.
QUE SAIBAMOS VIVE-LOS BEM!

OBRIGADO A VOCÊ DE DIVERSOS PAÍSES QUE TEM ME ACOMPANHADO PELO 'UMA ALMA SEDENTA'! VOCÊ ME FAZ BEM, MESMO QUANDO NÃO CONCORDA COMIGO.



FELIZ 2018!!

QUE JESUS, NÃO O MENINO, MAS O  HOMEM, O SENHOR E SALVADOR, SEJA SEU COMPANHEIRO EM CADA DIA DO NOVO ANO!

VIVA VENCENDO TAMBÉM EM 2018!!

ABRAÇOS.

SEU IRMÃO MENOR.

22 dezembro 2017

NOVA REVISTA' LIÇÕES BÍBLICAS' - 1º TRIMESTRE 2018 JÁ Á DISPOSIÇÃO

Imagem relacionada

SUMÁRIO:

Lição 1 – A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 2 – Uma Salvação Grandiosa
Lição 3 – A Superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 4 – Jesus é Superior a Josué – O meio de entrar no Repouso de Deus
Lição 5 – Cristo é Superior a Arão e à Ordem Levítica
Lição 6 – Perseverança e Fé em Tempo de Apostasia
Lição 7 – Jesus – Sumo Sacerdote de uma Ordem Superior
Lição 8 – Uma Aliança Superior
Lição 9 – Contrastes na Adoração da Antiga e Nova Aliança
Lição 10 – Dádiva, Privilégios e Responsabilidades na Nova Aliança
Lição 11 – Os Gigantes da Fé e o seu Legado para a Igreja
Lição 12 – Exortações Finais na Grande Maratona da Fé


21 dezembro 2017

ONZE MORTOS EM ATAQUE SÃO ENTERRADOS NO PAQUISTÃO

Onze mortos em ataque são enterrados no Paquistão

Nesta segunda feira, os cristãos paquistaneses enlutados enterraram seus onze mortos, vítimas de um ataque a uma igreja metodista ocorrido domingo em Quetta, no Baluchistão, maior província do Paquistão. Por volta das 13h no horário local (6h da manhã, no horário de Brasília), após cantarem, verem a apresentação das crianças e ouvirem o sermão, os fiéis estavam em fila para tomar a ceia, quando ouviram o barulho de tiros do lado de fora. “Nós trancamos todas as portas e começamos a orar para Deus nos proteger. Então um homem-bomba se explodiu na porta principal. A explosão despedaçou a porta e feriu a muitos dentro da igreja. Alguns correram para fora e foram atingidos por tiros”, relata Sohail Yousuf, que perdeu uma filha de 13 anos no ataque e está com a outra de 16 anos em estado grave no hospital. Segundo fontes não oficiais, 50 pessoas ficaram feridas.
Uma fonte local contou à Portas Abertas que o primeiro a morrer foi o segurança da igreja, George Masih, que avançou contra os homens que iam na direção da igreja. Enquanto um outro segurança fechava a porta, dois homens se aproximavam. Há mais dois mortos que não foram contabilizados, porque a família levou os corpos. O brigadeiro aposentado Samson Simon Sharaf, um analista político próximo a agências de segurança, disse que havia quatro homens e que "eles estavam equipados com um amplo suprimento de munição e visavam fazer os fiéis reféns e matá-los um a um, prolongando a cena do terror o tanto quanto pudessem". Ele diz ainda que um terrorista foi morto no complexo da igreja antes que pudesse se explodir. Os outros dois conseguiram fugir. O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque, mas não apresentou nenhuma evidência, de acordo com um jornal do país.
Segundo a rede de TV Al-Jazeera, o chefe de polícia do Baluchistão disse que eles já vasculharam a área ao redor da igreja e agora estão vasculhando a área periférica. Na mesma província, dez dias atrás um menino de sete anos foi morto por uma granada na entrada de uma colônia cristã na cidade de Chaman. Algumas horas após o ataque em Quetta, cristãos de Lahore fizeram um protesto em frente ao clube de imprensa da cidade. Eles chamaram a atenção para o fato de que o governo não garante segurança suficiente contra extremistas islâmicos. Continue orando pelos cristãos da Igreja Perseguida no Paquistão, de forma especial pelos familiares enlutados e também pelos cerca de 50 que ficaram feridos.
/universo-cristao/42497

20 dezembro 2017

JESUS CRISTO SERIA UM SOCIALISTA? VEJAMOS:

Resultado de imagem para jesus nunca foi da esquerda

Quando é feita a pergunta: “Jesus é socialista?” a resposta clara é: “Não, evidentemente!” A afirmação de que Jesus era socialista foi recentemente feita no Washington Post, por Gregory Paul, que tenta argumentar em favor de um socialismo ordenado biblicamente a partir dos primeiros capítulos de Atos.[1] As afirmações de Paul não têm nada de novo e provavelmente surgiram de um debate abrangente que está sendo travado nos EUA em relação a socialismo versus mercados livres. O presidente Obama e seu grupo queriam o socialismo, enquanto o restante da nação quer se mover para longe do controle governamental da economia.

O que é socialismo?
Precisamos primeiramente iniciar este exame com uma definição exata de socialismo. The Oxford English Dictionary define socialismo como “uma teoria política e econômica de organização social que defende que os meios de produção, distribuição e troca devem ser de posse da comunidade como um todo e regulados por ela”.[2] O fato de ser uma teoria política e econômica sempre significa que, na realidade, o governo possui ou regula a economia. Quando o governo regula, mas não possui os meios de produção, isso é chamado de fascismo, como na Alemanha nazista. Quando o governo possui e controla os meios de produção, isso é chamado de comunismo, como na antiga União Soviética. As duas versões se encaixam na idéia mais ampla de socialismo".

Onde é que a Bíblia fala sobre uma teoria política e econômica? De acordo com Gregory Paul, a ideia é abordada nos primeiros capítulos de Atos. Paul diz que Atos 2 e 4 mostram o socialismo:
"Bem, amigos, esta é uma afirmação direta do socialismo do tipo descrito milênios mais tarde por Marx, que provavelmente obteve a ideia geral a partir dos evangelhos".[3]
Paul também declara que “a Bíblia contém a primeira descrição de socialismo da história”. Não satisfeito por ter massacrado a Palavra de Deus em Atos 2 e 4, Paul segue adiante para Atos 5, dizendo:
"O capítulo 5 detalha a ocasião em que um membro da igreja não entrega toda a sua propriedade à igreja e “cai morto”. Mais tarde, quando sua mulher fez o mesmo, “cai morta”.[4]
E Paul ainda continua com suas barbaridades:
"Prezados leitores, isto não se parece com uma forma de comunismo imposta pelo terror por um Deus que acha que os cristãos que não se juntam à coletividade merecem morrer? Não apenas o socialismo é uma invenção cristã, mas também sua variação extrema, o comunismo. A afirmação de muitos cristãos, de que Cristo odeia o socialismo, não é verdadeira, uma vez que nenhuma descrição explícita do capitalismo pode ser encontrada na Bíblia – o que não é surpresa, já que o capitalismo ainda não havia se desenvolvido".[5]

Propriedades privadas em Atos
Onde é que, em Atos, o governo estava envolvido, exceto na tentativa de suprimir a pregação do Evangelho?
Não existe sequer uma sombra de socialismo no livro de Atos pelos seguintes motivos: primeiro, se o socialismo estivesse em Atos, não poderia ter havido nenhuma propriedade privada porque a posse de todas as propriedades pelo governo está no coração do socialismo. Onde é que, em Atos, o governo estava envolvido, exceto na tentativa de suprimir a pregação do Evangelho? Não eram funcionários do governo que estavam tratando com a Igreja Primitiva; eram os Apóstolos. Visto que o Deus do Antigo Testamento é o mesmo do Novo Testamento, deve haver continuidade em qualquer que seja o assunto. Wayne Grudem observa: “A Bíblia pressupõe e reforça um sistema no qual as propriedades pertencem aos indivíduos, não ao governo ou à sociedade como um todo”.[6] Mais adiante, Grudem observa que o direito à propriedade privada está pressuposto no oitavo e no décimo mandamentos e por toda a Lei dada por meio de Moisés. "Como alguém poderia roubar ou cobiçar as posses de seu próximo se não houvesse propriedades pessoais? No livro de Atos, como seria possível que alguém vendesse suas propriedades pessoais e desse o dinheiro aos Apóstolos se não houvesse propriedades individuais? Se não existissem propriedades pessoais, então o governo possuiria tudo e as pessoas não teriam propriedades para vender. Se os Apóstolos eram de alguma forma os cabeças de um ajuntamento comunitário, então eles é que teriam tido controle sobre as propriedades de todos os demais e não os indivíduos que venderam suas propriedades".

Segundo, Paul argumenta em favor do socialismo baseado na afirmação que está em Atos 2.44-45: “Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. Vendiam suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade”. Como é que isto, de alguma maneira, modo ou forma, apóia o socialismo? O contexto é claro: por causa da fé comum que esses convertidos tinham em Cristo (ver versículos 41-43), eles estavam unidos em seu objetivo de espalhar a nova fé entre outros. Entretanto, sabemos, a partir do contexto anterior (At 2.5-11) que muitos dos novos convertidos estavam visitando Jerusalém, vindos de muitos outros países. Portanto, a fim de proporcionar apoio para as necessidades físicas dos que eram de outras localidades enquanto estes estavam sendo instruídos na nova fé, o grupo todo cooperava para ajudar a pagar pelas necessidades deles. A afirmação de que os crentes “tinham tudo em comum” significa que muitos deram suas propriedades privadas para a causa de sustentar a nova congregação. Essa afirmativa demonstra o fruto do Espírito em operação na vida deles, de forma que davam espontaneamente de suas riquezas materiais da mesma forma que hoje fazem muitos cristãos com suas propriedades pessoais.
Ananias e Safira não foram mortos por não serem bons socialistas.

Terceiro, Paul diz que o motivo pelo qual Ananias e Safira foram mortos pelo Espírito Santo em Atos 5 foi que "...eles se recusaram a entregar o preço de toda a sua propriedade às autoridades porque a comunidade deveria possuir tudo".
Tal visão, à luz do contexto, é ridícula! Paul ignora o versículo 4, no qual Pedro diz ao casal: “Conservando-o, porventura, não seria teu? E, vendido, não estaria em teu poder?” Tais palavras ditas por Pedro não dão suporte à noção de Paul de que Ananias e Safira foram mortos por não serem bons socialistas. Pelo contrário, o que Pedro diz se encaixa perfeitamente com o ponto de vista do restante da Bíblia, de que o campo do casal era propriedade do casal. Bem como o dinheiro recebido da venda de sua terra. O problema foi que eles mentiram sobre a quantia que estavam doando à Igreja Primitiva. Ananias e Safira fizeram com que parecesse que eles haviam ofertado todo o valor obtido com a venda de sua propriedade, quando, na verdade, haviam ficado com parte do dinheiro para eles mesmos. Tal enganação não era fruto do Espírito Santo, e o Senhor demonstrou logo que, de fato, o Espírito de Deus estava no meio deles porque apenas Ananias e Safira sabiam que estavam mentindo aos Apóstolos.

O que Jesus faria?
A afirmação de que Jesus é socialista é uma afirmação inverídica. Essa afirmação e outras semelhantes a ela têm sido feitas comumente por progressistas por, pelo menos, os últimos cento e cinqüenta anos. Os progressistas não acreditam que a Bíblia é a Palavra de Deus inspirada e infalível e, portanto, tentam tomar partes da narrativa do Novo Testamento (Mateus, Marcos, Lucas, João e Atos) e manipular o significado desses textos a fim de defender suas idéias pré-concebidas. Aparentemente eles acham que tal abordagem atrairá aqueles que estão dentro da Igreja que, de outra forma, não estariam abertos a seus pontos de vista. Portanto, quando Jesus faz afirmações sobre os pobres e contra os ricos, eles não conseguem perceber através do contexto qual era a intenção de Jesus. Em vez disso, apelam para sua noção socialista de luta de classes como se os pobres e os ricos não fossem igualmente pecadores e não necessitassem ambos da graciosa provisão de Cristo.

Atualmente, também vemos que muitos dentro do evangelicalismo estão cada vez em maior número adotando visões progressistas (isto é, visões não-bíblicas) a respeito de todas as coisas, especialmente nas áreas políticas e sociais. Os progressistas freqüentemente retiram palavras e frases do contexto das passagens (os progressistas não são os únicos que fazem isto) e as reempacotam dentro da estrutura de suas próprias idéias (isto foi demonstrado no artigo de Gregory Paul). Eles freqüentemente tentam se opor a Jesus através de outras partes da Bíblia, pintando uma figura de Jesus que a Bíblia não apóia. Depois, eles fazem perguntas sobre esse Jesus ridículo, por exemplo: “Que carro Jesus dirigiria?” Eles têm certeza de que não seria uma SUV. O mesmo acontece quando tentam fazer de Jesus um líder do socialismo. Adoram pegar palavras da Bíblia, como “justiça”. Eles a reempacotam com seus padrões de justiça em vez de usarem o padrão de justiça de Deus, ao qual não dão a mínima. Bem, Jesus faria o que a Bíblia diz que Ele faria e o fará no futuro. Parece não haver a menor preocupação com o que Jesus fará em Sua segunda vinda.

Conclusão
Por isso há inúmeros entre os que são chamados “evangélicos” que são defensores do socialismo, como Jim Wallis, dos Sojourners, Brian McLaren, Ron Sider e Tony Campolo, para falar apenas de uns poucos. Essas idéias estão sendo semeadas gradativamente nas denominadas faculdades e universidades “evangélicas” como sendo questões “de justiça social”. Independentemente do que essas idéias possam ser ou de onde elas vêm, uma coisa é certa: a Palavra de Deus não é a fonte delas. 

De fato, as fontes de tais idéias são claramente satânicas. De acordo com a profecia bíblica, o mundo está sendo preparado para um tempo em que o socialismo realmente virá a dominar sob o governo do Anticristo. Dessa forma, não é Jesus que é socialista; mas será o Anticristo que posará como “anjo de luz” a fim de usar o socialismo como veículo para fazer surgir temporariamente um período no qual o governo tentará possuir todos os bens dos homens, inclusive seus corações. Não, Jesus não é, nem nunca foi e também jamais será socialista. A Bíblia nos diz que Jesus usará toda a eternidade derramando Suas bênçãos ilimitadas e riquezas sobre os crentes. 

Thomas Ice 

18 dezembro 2017

APÓS APURAR ABUSOS, AUSTRÁLIA PEDE FIM DO CELIBATO DE PADRES

Comissão acredita que celibato
é uma das causas dos estupros

Depois de cinco anos de investigação, a Comissão Real da Austrália que apura abusos sexuais infantis está recomendando que a Igreja Católica derrube a obrigatoriedade do celibato para seus clérigos, uma vez que tal condição pode aumentar os riscos, notou um relatório divulgado nesta sexta-feira, 15 de dezembro de 2017.

Uma das maiores apurações sobre o tema já vistas no mundo, a averiguação durou cinco anos e resultou em um documento de 17 volumes e 189 recomendações de ações para o governo e instituições religiosas.
A investigação não focou apenas na Igreja Católica e incluiu outras entidades religiosas, abrigos para menores e escolas.

Agora, foram entrevistadas 7 mil vítimas e 61,4% daqueles que foram abusados em uma instituição religiosa citaram que o caso ocorreu na Igreja Católica. 64,3% dos entrevistados eram homens e mais da metade tinha entre 10 e 14 anos de idade quando os crimes aconteceram. 93,8% foram abusados por homens e 83,8% foram vítimas de adultos. Constatou-se, ainda que a duração média dos abusos foi de 2,2 anos.

Além da medida relacionada ao celibato, há, ainda, a sugestão para uma lei que torne obrigatório que clérigos reportem às autoridades os casos de abusos sexuais infantis relatados durante confissões.

Sugere também que a Santa Sé passe a considerar esse tipo de violência um crime à luz do Direito Canônico.


O arcebispo de Sydney, Anthony Fisher, disse em entrevista à rede de notícias CNN, que a sugestão de fim do celibato obrigatório é uma “distração”, já que isso não necessariamente impactaria no fim dos abusos.

http://expresso.sapo.pt/internacional/2017-12-15-Australia-quer-celibato-voluntario-de-padres-para-combater-a-pedofilia

17 dezembro 2017

JUIZ EMITE SENTENÇA DIZENDO QUE CONSELHO DE PSICOLOGIA “ESTIMULA DISCRIMINAÇÃO” E GAYS PODEM BUSCAR 'REORIENTAÇÃO' SEMPRE QUE QUISEREM


Cerca de três meses após garantir por liminar o direito de psicólogos tratarem gays e lésbicas com terapias de “reversão sexual”, o juiz da 14ª Vara Federal do Distrito Federal, Waldemar Claudio de Carvalho, emitiu uma decisão que inibe que o CFP (Conselho Federal de Psicologia) puna os profissionais que assim procederem.

Sendo assim, os pacientes que não aceitem a própria orientação sexual poderão procurar os consultórios sem que os psicólogos sejam punidos, como ocorria até recentemente. O juiz considera que esse tipo de ação representa “dano à liberdade profissional para criações cientificas”.

A sentença foi publicada nesta sexta-feira (15) e possui 15 páginas. Ela é resultado de uma ação popular impetrada por um grupo de psicólogos cristãos. Assim, é anulada a resolução de 1999 pela qual o conselho proibia esse tipo de tratamento.

Uma das líderes do movimento que entrou com a ação é a psicóloga Rozangela Alves Justino, que sofreu censura profissional por oferecer a terapia a seus pacientes gays.

Em sua nova decisão, Carvalho destacou que não cabe ao juízo “dizer sequer se existe e muito menos qual o tipo de terapia mais adequada para esses conflitos de ordem psicológica e comportamental”. Ao mesmo tempo, insiste que “não pode deixar desamparados os psicólogos que se disponham, no livre exercício de sua profissão, estudar e aplicar suas técnicas e procedimentos psicoterapêuticos que entenderem mais adequadas àqueles que, espontaneamente, procurarem suporte psicológico no enfrentamento de seus mais variados dilemas e profundos sofrimentos relacionado à orientação sexual egodistônica”.

A egodistonia mencionada pelo juiz é um transtorno psíquico catalogado no CID-10 [Catálogo Internacional de Doenças], onde o indivíduo, ciente de sua orientação sexual, procura mudá-la em razão de transtornos psicológicos e comportamentais associados. O magistrado lembrou na sentença que “a própria OMS [Organização Mundial da Saúde] reconhece a egodistonia como passível de tratamento, o qual deverá ser oferecido pelos psicoterapeutas.”

Outro argumento de Carvalho que chama atenção é que o Conselho Federal de Psicologia promove “verdadeira discriminação” ao manter uma “atitude intransigente” ao não admitir “qualquer outro tipo de atendimento aos homossexuais egodistônicos, mesmo quando esses, voluntariamente, procuram auxílio” no “recinto reservado” de consultórios psicológicos.

O juiz aponta que o CFP alega ser “motivado pelo combate à homofobia”, ao proceder dessa maneira, mas acaba fazendo “censura aos psicólogos que queiram promover eventual estudo ou investigação científica relacionada à orientação sexual egodistônica”, ferindo a liberdade garantida na Constituição Federal. 

Com informações UOL



16 dezembro 2017

LIÇÃO 12 - "PERSEVERANDO NA FÉ" - 17/12/2017

Resultado de imagem para LIÇÃO 12 PERSEVERANDO NA FÉ


TEXTO ÁUREO
"A que vencer, lhe concederei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono." (Ap 3.21)

VERDADE PRÁTICA
 A vida cristã exige perseverança, coragem e determinação. Há uma gloriosa promessa para quem perseverar até o fim.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
 2 Timóteo 4.6-8

6 "Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo.
7 Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.
8 Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda".

INTRODUÇÃO

Conservar-se firme e constante; persistir, prosseguir, Continuar a ser ou ficar; manter-se, permanecer, conservar-se, persistir, Conservar a sua força ou ação; continuar, perdurar, subsistir, persistir, Ter ou mostrar perseverança, firmeza; permanecer sem mudar ou sem variar de intento.
A perseverança é uma das mais belas e maravilhosas virtudes encontradas na vida cristã, acredito que a perseverança é uma das características que compõe a base, a estrutura, o alicerce para garantirmos o sucesso, alcançando todas as vitórias almejadas na vida cristã. E, também acredito que o motivo de muitas derrotas, na vida de muitos cristãos é devido à abstinência desta admirável virtude que é a PERSEVERANÇA.

Conceito bíblico de perseverança. A perseverança trabalha na natureza, no temperamento, no comportamento do cristão, tornando-o resistente para vencer os obstáculos, II Pe 1:4.
perseverança é uma qualidade daquele que persiste, que tem constância nas suas ações e não desiste diante das dificuldades. Perseverar é conquistar seus objetivos devido ao fato de manter-se firme e fiel a seus ideias e propósitos. Como por exemplo na frase "com talento e perseverança ele conquistou o cargo que sonhava desde criança". Um sinônimo para perseverança é persistência, assim como tenacidade e constância. A perseverança é uma qualidade que aparece frequentemente ligada à fé. Mais de um versículo bíblico fala nesta qualidade do fiel, e está ligado à evangelização e à prática da fé cristã, em que se acredita que ter perseverança é a qualidade de seguir Jesus mesmo diante das dificuldades e/ou tentações, e sempre fazer o bem

Logo, o cristão passa ter a mente de Cristo, I Co 2: 16 .A perseverança ajuda o cristão a vencer as provações e tribulações da vida espiritual, Rm 12:12 .A perseverança é sinal de vitória, II Tm 4:7. A perseverança produz vitória !!! O cristão perseverante não pode se separar de Cristo, Gl 5: 4 .
Devemos perseverar porque a Bíblia nos diz em Mateus 24:13 - "Mas aquele que perseverar até o fim, será salvo".

A Palavra de Deus também nos adverte em relação a apostasia, que significa: desviar-se da fé, desistir ... , não podemos parar, não podemos desistir, e sim, devemos seguir olhando para o alvo que é Cristo Jesus, I Tm 4:1-3; Mt 24:4-5. E satanás anda enganando, seduzindo o mundo, portanto não se deixe levar pelas banalidades desta vida, pelas camuflagens do inimigo, pois este mundo está rodeado de falsas aparências, seja um vencedor e tenha discernimento do Espírito de Deus para identificar as ciladas do inimigo, Ap 12:9; I Jo 2:16,17.

Provisão divina e cooperação humana

Abraão. Ele passou um longo período de tempo aguardando o cumprimento das promessas do Senhor. Acredito que o exemplo de Abraão é mais próximo de nossas atitudes (enquanto ser humano), pois depois de receber a promessa que seria pai de muitas nações (Gn 12:2 e 13.16), tentou “encurtar o caminho” tendo um filho com a serva de Sara, a Agar. Prosseguindo na história, vemos que não era este os planos do Senhor para Abraão (Gn 17.16, 19, 21), acredito inclusive que a passagem em Gn 17.1 é um “puxão de orelha” que o Senhor deu em Abraão.

A promessa do Senhor de fazer a descendência de Abraão prospera e incontável, implicaria em um início de no mínimo um filho, mas havia ali uma enorme dificuldade, uma vez que Sara era estéril (Gn 11.30), mas Deus não se limita as circunstâncias naturais.

Podemos crer em suas promessas, por mais que pareçam impossíveis como no caso de Abraão. Não precisamos encurtar o caminho! Mas tenho que admitir que é isso é muito mais fácil na “teoria” do que na prática.

A promessa do Senhor de fazer a descendência de Abraão prospera e incontável, implicaria em um início de no mínimo um filho, mas havia ali uma enorme dificuldade, uma vez que Sara era estéril (Gn 11.30), mas Deus não se limita as circunstâncias naturais. Podemos crer em suas promessas, por mais que pareçam impossíveis como no caso de Abraão. Não precisamos encurtar o caminho! Mas tenho que admitir que é isso é muito mais fácil na “teoria” do que na prática.

Outro grande exemplo bíblico de perseverança é José, que após ter revelações em sonhos (Gn 37.5-9), passou por situações adversas, sendo inclusive jogado em uma cova por seus próprios irmãos (Gn 37.24) e depois foi vendido como escravo a mercadores (Gn 37.28). Neste instante, vemos que a situação não estava nada favorável a José. Ele poderia pensar que todos os seus sonhos não passaram de bobagens e ilusões, mas não foi o que aconteceu. Durante todo o momento de adversidade que José estava vivendo, o Senhor era com ele (Gn 39:2, 21), e com perseverança, José alcançou as promessas reveladas por sonho a ele (Gn 42.6).

Provisão divina e cooperação humana. A perseverança dos santos e o pecado. A esta altura é importante salientar que esta perseverança  não significa ausência de lutas na vida cristã e a abolição por completo da responsabilidade pessoal que cada um tem diante de Deus. Temos a convicção que há uma luta ferrenha contra a carne, o mundo e o diabo. A vida cristã é uma batalha diária contra as forças do mal, contra a nossa natureza pecaminosa e contra o mundo que nos rodeia.
Porém, o que esta perseverança nos ensina, é que apesar de todas estas lutas, temos a garantia da vitória. Não por causa das nossas próprias forças, mas porque o Senhor que nos manda ser fiéis até a morte e perseverar até o fim, ele também nos dá os meios para cumpramos os seus mandamentos. Esta doutrina nos auxilia e nos estimula na nossa caminhada cristã, sabendo que podemos lutar dia após dia, que o inimigo não será vitorioso na nossa vida e que se Deus é por nós, quem será contra nós.

A perseverança revela os crente genuínos. A Bíblia diz em Marcos 13:13 “E sereis odiados de todos por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo.”
A perseverança revela fé genuína. A Bíblia diz em Hebreus 3:6 “Mas Cristo é como Filho sobre a casa de Deus; a qual casa somos nós, se tão-somente conservarmos firmes até o fim a nossa confiança e a glória da esperança.”

Àqueles que perseveram, Deus promete-lhes victória. A Bíblia diz em Filipenses 3:13-14 “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.”

NOVA BASE CURRICULAR DO BRASIL É APROVADA SEM IDEOLOGIA DE GÊNERO

Imagem relacionada

Após meses de debate, o Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou nesta sexta-feira (15) a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que define os parâmetros a serem seguidos por escolas de ensino infantil e fundamental em todo o país. Foram 19 votos favoráveis e 3 contrários.

A BNCC é prevista no Plano Nacional da Educação e na Lei de Diretrizes e Bases (LDB), que estabelece tanto as competências quanto as habilidades esperadas dos alunos. Falta apenas ser homologado pelo Ministério da Educação.

As escolas, devem começar a adaptar seus currículos já no ano que vem, mas os novos critérios serão obrigatórios apenas em 2020. Há uma determinação para que estados e municípios criem seus próprios currículos para as redes estaduais e municipais.

Contrariando muito do que foi estabelecido nos anos em que o Partido dos Trabalhadores esteve no poder, a nova versão da BNCC traz normas para o ensino religioso e a retirada de menções a “questões de gênero”.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, acredita que o novo texto é “plural e contemporâneo” e que terá “papel crucial na melhoria da qualidade e da equidade da educação no Brasil”.

A supressão das menções a questões de gênero e orientação sexual foi considerada uma vitória pela Frente Parlamentar Evangélica, presidida pelo deputado pastor Takayama (PSC/PR).

Em nota ao Gospel Prime diz: “Não baixamos a guarda. Não descansamos e nem dormimos!  A Frente Parlamentar Evangélica, juntamente com as Frentes Católica e Em Defesa da Família se uniram e conseguiram essa grande vitória! Foi o primeiro passo! Não esmoreceremos. As orientações sobre identidade de gênero serão discutidas pela comissão do CNE – Conselho Nacional de Educação! E nós estaremos lá. Não vamos deixar que confundam nossas crianças!  O Ensino religioso, também por pressão nossa, ganhará diretrizes sobre o que deve ser ensinado do 1º ao 9º ano. Fizemos isto por todas as crianças e famílias cristãs do nosso Brasil!”. 

Com informações de Gazeta


15 dezembro 2017

APOSTASIA EM FRANCO PROGRESSO: PR. ED RENE NÃO ACEITA A IDÉIA DE UM INFERNO


Veja o vídeo:





Claro que não nega abertamente. Mas, o vídeo é confuso e escapatório. Ele em 2.:10 em diante, diz que o inferno como punição é incompatível com o caráter de Deus.
Bem, não sei em que Bíblia ele encontrou isso. É como se o inferno existisse sem a vontade de Deus. Deus não quer, mas fazer o que?
De 3:20 em diante, ele começa a dizer que a sua oração é que "eu". Sempre usando a primeira pessoa. Salvos não podem se incluir na possibilidade de condenação. Muito confuso.



Apesar de ter muito respeito pelo pastor Ed. Rene Kivitz, nesse assunto ele pisou na Teologia Bíblica.
A doutrina do inferno além de ser bíblica é afirmada em toda história e tradição cristã, desde os pais da igreja, passando pela traição da igreja romana e ortodoxa grega, afirmado também por todos os reformadores e grandes teólogos até hoje.

Acho muita pretensão de um pastor tão novo, baseado em "achismos" acabar influenciando os "leigos" de sua igreja, os quais deveria pastorear bem.