17 dezembro 2014

SENADO PODERÁ APROVAR LEI DO ABORTO HOJE, 17/12


Nosso governo teve que preocupar-se muito para reeleger-se. Gastou tempo e trabalho para apurar escândalos financeiros.

Agora que estamos chegando ao fim do ano, nestas semanas em que todos se preparam para as festas de Natal e no Congresso não se esperam mais grandes novidades por causa do próximo recesso, os mesmos  parlamentares que ajudaram a suavizar o impacto dos escândalos da  Petrobrás, estão preparando, na calada das festas natalinas, para  aprovação imediata na semana que vem, UMA LEGISLAÇÃO  QUE LIBERALIZA O ABORTO NO BRASIL MAIS AVANÇADA DO QUE AQUELA QUE FOI INTRODUZIDA NA INGLATERRA.

O Senador Vital do Rego preparou para aprovar, hoje, sua versão do projeto de lei que reforma o Código Penal brasileiro.  No dizer dos próprios congressistas, é um documento de um tamanho amazônico. Em suas várias centenas de páginas, além de, nesta  semana, o Senador haver modificado de última hora as disposições da  versão anterior sobre o aborto, adaptando para o Brasil a estratégia  inglesa pela qual o procedimento foi aprovado no Reino Unido entre  1965 e 1967, o texto ainda traz não se sabe mais quantas  outras possíveis centenas de gravissímas irregularidades.

Qualquer pessoa sabe e o governo também sabe, que neste final de semana, nos dois dias de prazo que lhes foram dados, os parlamentares não terão tempo de ler e de corrigir, e nem de tomar conhecimento,  de quantas irregularidades estão introduzidas no projeto.

Quando, nesta manhã do dia 10 de dezembro de 2014, o  relatório do Projeto foi apresentado na Comissão de  Constitucionalidade e Justiça e deveria ter sido lido, os próprios  senadores pediram a dispensa da simples leitura corrida da documentação, alegando que se tratava de documentação de dimensões amazônicas.

O documento foi dado por lido sem ter sido lido, já que, de tão  grande, não havia tempo para isso, mesmo considerando que havia sido  o único assunto da pauta da sessão.

Mas o governo parece ter a certeza que os senadores leram o documento a bordo dos aviões que os levaram de volta para seus lares nesta  quinta feira dia 11 de dezembro e protocolarão todas as correções  necessárias na sexta feira dia 12 de dezembro, data que foi estabelecida para expirar o prazo de apresentação das emendas. O  fato de que o Congresso sempre está vazio às sextas feiras não significa nada para quem quer aprovar o documento a qualquer custo.

Precisamos de sua ajuda urgentíssima para alertar o Congresso  Nacional sobre a armadilha em que está caindo.

Além da completa legalização do aborto contida no artigo 127, entre centenas de irregularidades constantes do texto, que exigiriam muitos meses de estudo e debate para corrigir, cito apenas algumas a título de exemplo:

[1] O Projeto legaliza a venda de drogas abortivas, porque revoga o Decreto Lei 3688 de 3 de outubro de 1941, também conhecido como Lei das Contravenções Penais, que estabelece, no seu artigo 20, como contravenção penal, "ANUNCIAR PROCESSO, SUBSTÂNCIA OU  OBJETO DESTINADO A PROVOCAR ABORTO".

[2] O Projeto abre as portas para o infanticídio de indígenas,  ao substituir a lei a Lei nº 6.001, de 19 de dezembro de 1973, que dizia claramente que  "será tolerada a aplicação, pelos grupos tribais, de acordo com as instituições próprias, de sanções penais ou disciplinares contra os seus membros, desde que não revistam caráter cruel ou infamante,  proibida em qualquer caso a pena de morte",  por uma expressão mais vaga, sujeita a novas jurisprudências de  interpretação mais complacentes, a qual afirma:

"na medida em que for compatível com o sistema jurídico nacional e  com os direitos humanos internacionalmente reconhecidos, deverão ser respeitados os métodos aos quais os povos indígenas recorrem tradicionalmente para a repressão dos delitos cometidos pelos seus membros".

[3] Ao contrário do Código Penal vigente, que permite que o juiz, a seu critério, diminua ou absolva de pena em circunstâncias excepcionais o homicídio culposo entre parentes, o Projeto a ser aprovado obriga ao juiz, em qualquer caso, segundo o artigo 121 §10º, a não aplicar qualquer pena ao homicídio culposo quando realizados entre parentes.

[4] O artigo 245 §2 do Projeto afirma que o terrorismo não  será considerado crime quando praticado por pessoas movidas por propósitos sociais.

"NÃO CONSTITUI CRIME DE TERRORISMO A  CONDUTA INDIVIDUAL OU COLETIVA DE  PESSOAS MOVIDAS POR PROPÓSITOS SOCIAIS OU REIVINDICATÓRIOS, DESDE QUE OS  OBJETIVOS E MEIOS SEJAM COMPATÍVEIS E ADEQUADOS À SUA FINALIDADE".

[5] O artigo 541 do Projeto revoga os dispositivos das Leis  10.300/2001 e 11.254/2005 que proibiam no Brasil  a fabricação e uso de minas terrestres e o uso de armas químicas.

[6] O artigo 541 do Projeto revoga os dispositivos das Leis  1.579/1952 que estabelece penas para quem impede, mediante violência ou ameaça, o funcionamento de Comissão Parlamentar de Inquérito, o livre exercício das atribuições de qualquer dos seus membros, assim como fazer afirmação      falsa, negar ou calar a verdade perante uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Apesar de que a Constituição afirma que as Comissões Parlamentares de Inquérito  tem poderes de investigação próprios das autoridades judiciais, as
penas necessitam ser regulamentadas para poderem ser aplicadas. Esta regulamentação está sendo revogada pelo Projeto de Código Penal, e provavelmente nenhum senador tomou conhecimento disto, dos demais itens desta lista, nem dos itens que não estão nesta lista. 

[7] O projeto elimina totalmente os artigos 196 e 197 do atual  Código Penal que proibiam a praticar de ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público; fazer, importar,  exportar, adquirir ou ter, para fim de comércio, de distribuição ou de exposição pública, escrito, desenho, pintura, estampa ou  objetos obsceno; ou realizar, em lugar público ou acessível ao público, representação teatral, exibição cinematográfica ou  televisiva de caráter obsceno, ou qualquer outro espetáculo, que tenha o mesmo caráter.

[8] O projeto introduz a ideologia de gênero no ordenamento  jurídico nacional, ao criar o crime praticamente inexistente de transgenerização forçada, pelo qual se obrigaria alguém a  "ALTERAR A PERCEPÇÃO SOCIAL DO GÊNERO  DESIGNADA PELO NASCIMENTO". O crime na  prática não existe, e se existisse poderia ser punido pelas normas  atualmente vigentes, mas com este artifício os conceitos fundamentais  da ideologia de gênero passam a ser reconhecidos no ordenamento  jurídico nacional, para posterior ampliação pela legislação e  jurisprudência.

A introdução da ideologia de gênero no ordenamento jurídico  brasileiro, um assunto muito mais complexo do que o que pode ser aqui descrito, faz parte do programa constante nas diretrizes do atual  governo, encontradas no Plano Nacional de Direitos Humanos, na AÇÃO PROGRAMÁTICA, contida no quinto objetivo  estratégico do programa:

"Reconhecer todas as configurações familiares constituídas por  lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT),  COM BASE NA DESCONSTRUÇÃO DA  HETERONORMATIVIDADE".


Todo cidadão que ainda vive em um regime democrático tem o dever de de entender como está sendo implementada a nova revolução socialista através da introdução progressiva da ideologia de gênero. Para entender melhor o que é a ideologia de gênero que está sendo propositalmente inoculada no Código Penal, na legislação escolar e em outros projetos legislativos, acesse os seguintes recursos:

DOUTRINAS QUE NÃO PODEM SER COMPROMETIDAS - PARTE V - Final

CONCLUSÃO

9) CRENÇA “VIVA” EM NOSSA IMORTALIDADE E NUMA

ETERNIDADE FUTURA

Por causa do Humanismo e deificação da humanidade, o conceito de morte está quase fora do reino da realidade. Ao mundo é dito para se divertir muito e viver a vida presente. De fato, o exato termo “hedonismo” significa “o presente”, “querer tudo agora”.

Visto como muitos de nós vão cruzar a grande divisão em um esterilizado leito de hospital, e por causa da arte da preservação do corpo por embalsamento, poucos americanos vêem todo o aterrorizante impacto da morte. Mas, a nossa mortalidade é real!

E a única esperança além do túmulo é uma fé pessoal em Jesus Cristo como nosso Salvador e nossa esperança. Mas, existe também um grande escopo a ser considerado, quando se toma a Escatologia. Muitos cristãos hoje estão confusos sobre esta doutrina da Escatologia. Muitos argumentam contra a ideia do arrebatamento da Igreja, na base de que esta visão conduz ao pessimismo e a uma atitude de "piein the sky by and by!" [achar que uma coisa seria ótima se pudesse vir a ser verdade, mas quase certamente não virá de verdade.]Alguns

também argumentam que a ideia do arrebatamento conduz a um relaxamento na vida cristã e que ela anula o incentivo de testemunhar. Realmente, nenhuma das objeções acima é verdadeira.

O treinamento maior e mais efetivo nas escolas, no século passado, foi o ensino do arrebatamento pre milenial como o do Moody Bible Instituteou o do Philadelphia College of Bible. Porque estas escolas e outras ensinavam a próxima vinda de Cristo, o imperativo missionário foi tremendo.

Também, quase todas as passagens bíblicas sobre Arrebatamento têm versos logo em seguida que dão um forte comando a viver uma vida piedosa, “porque Ele vai voltar, sem demora!"

Esta e outras importantes verdades escatológicas causam impacto, pelo fato de que “este mundo não é a nossa pátria”. "

Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador,o Senhor Jesus Cristo...” (Filipenses 3:20). Paulo prossegue: "Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.” (2Coríntios 4:18) “E por isso também gememos, desejando ser revestidos da nossa habitação, que é do céu;  (5:2), Mas também "E esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura”. (1 Tessalonicenses. 1:10). Embora você pense diferente de mim, sobre alguns detalhes dos eventos do final dos tempos, a Escatologia é importante e deve ser ensinada.

Mas existe o aspecto pessoal da Escatologia. Por exemplo, os evangélicos não podem diluir as doutrinas do céu e do inferno. Universalmente. "... aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,"(Hebreus 9:27). Para os que estão em Cristo, a ausência do corpo os conduz à presença do Senhor, (2Coríntios 5:6). Para os que não têm o Senhor Jesus,haverá chamas "Onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga”. (Marcos 9:48).

Os evangélicos não podem desistir, nem enfraquecer na visão do julgamento eterno. Não podemos testemunhar como salda terra sobre um Deus amoroso e deixar de admoestar a respeito da Sua ira sobre os sem Cristo. E o modo pelo qual tratamos os itens eternos pode refletir-se em como proclamamos e vivemos os itens presentes! Se acreditamos honestamente que o Evangelho é verdadeiro e o único caminho para a vida eterna, do mesmo modo devemos acreditar que todos precisam ser salvos de um inferno eterno, por este Evangelho!

10) FINALMENTE…

Usando a cultura, Satanás está tentando destruir o testemunho da Igreja. Eu seu comentário do livro de João, Van Doren diz que a tendência deste mundo é: (1) Acirrar e fortalecer os impulsos de nossa natureza animal; (2) destruir o senso de responsabilidade individual; (3) produzir hábitos para o pensamento superficial, e também, (4) produzir o esquecimento de Deus.

A doutrina bíblica forma os muros de concreto que mantêm fora essa erosão moral e espiritual. Daí por que Paulo disse a Timóteo:

“Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá.Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem”. (1 Timóteo 4:13-16).

Sua lista do que é mais doutrinariamente importante deve ser diferente da minha. Mas, realmente, cada verdade colocada na Escritura deve ser observada e obedecida, simplesmente porque "Deus no-la deu!". Cada doutrina de Deus é crucial!

Em conclusão, John Armstrong em seu livro THE COMING EVANGELICAL CRISIS (A CRISE EVANGÉLICA VINDOURA) faz uma aterrorizante imagem sobre onde estamos hoje. O que ele escreve é muito aplicável:

[Concernente a alguns itens práticos], nós damos apenas uma relativa autoridade à Escritura. Dar-lhe autoridade absoluta seria questionar uma grande parte do que está acontecendo atualmente em um significativo número de áreas [doutrinárias]. Crescemos, acostumados às coisas conforme elas são; e, enquanto elas parecem funcionar, planejamos continuar no curso. A Palavra verdadeiramente irrestrita realmente nos julga. Seriamos forçados a começar um processo [doutrinário] reformador, o qual seria penoso e oneroso. Ainda não temos certeza se desejamos fazer isso, especialmente enquanto “rolam os bons tempos”. (p. 23).

11) RESPOSTA DE PAULO AO ERRO DOUTRINÁRIO NA IGREJA

Simplesmente colocado, o apóstolo [sempre] se dirigiu ao desvio doutrinário em atitude de "colisão de frente". Paulo não economizou palavras. Ele se recusou a atenuar controvérsias. Ele também não temeu chamar [os errados] pelos [seus] nomes [próprios] e ser específico com a natureza do erro.Através de suas cartas, ele deixou claro que a maneira de silenciar o erro era ensinar a sã doutrina e instruir. Pelo poder do Espírito Santo e das sãs palavras, Paulo sentiu que a mente deveria ser mudada pela imputação de uma nova verdade espiritual.

A igreja primitiva estava cheia de heresia e de erro. Por exemplo, falsas religiões como (1) O Gnosticismo eram, aparentemente, rompantes, no estabelecimento da Igreja primitiva.Por isso, o apóstolo Paulo considerava (2) o Legalismo Judaico como heresia, à quais ele precisava se dirigir com a maior rapidez, para que ela não destruíssem a verdade da justificação pela fé somente pela graça. Havia também (3) a mistura, "assimilação", ou sincretismo do paganismo com o Cristianismo, a qual iria resultar no Catolicismo. Estes três erros principais são descritos abaixo:

Gnosticismo  - Os gnósticos eram os nova-erenses de hoje. Embora não saibamos tudo que os grupos gnósticos ensinavam, eles tinham certeza de que tinham o dom de receber revelações que os outros não podiam conhecer. Desse modo, a palavra ”gnóstico”,significava: CONHECER O QUE OS OUTROS NÃO PODEM

CONHECER OU TER UM CONHECIMENTO ESPECIAL! Muitos gnósticos se entregavam ao estrito ascetismo, pronunciamentos proféticos, deificação dos seres humanos e criam na existência de muitos caminhos para Deus.  [N.T. Os católicos têm uma boa porção de gnosticismo em suas crenças.] Eles também negavam a verdadeira humanidade de Cristo. [N.T. porque achavam que a matéria era a razão de todos os pecados.].

Legalismo Judaico - Em Gálatas, Paulo confronta o legalismo judaico. Até mesmo os cristãos judeus estavam, aparentemente,argumentando em favor da fé em Cristo MAIS obras, afim de obterem a salvação. Certamente, eles estavam ardentemente defendendo o casamento da fé com a guarda da lei, para se gozar a experiência de salvação. Paulo parece que ficou mais zangado

por causa deste item do que por nenhum outro. Não pode haver mistura da Lei com a Graça!

Assimilação do Paganismo pelo Cristianismo – a mistura mais importante do Paganismo com o Cristianismo o no Novo Testamento  é encontrada no Livro do Apocalipse. Segundo alguns pais de igreja, os nicolaítas (Apocalipse 2:6) eram uma seita advogando a indecência e o amor livre. Eles promoveram uma hierarquia [isto é, uma separação entre o "clero", que teria enorme superioridade em tudo, e "os reles leigos", que teriam uma enorme inferioridade em tudo], que pode ter sido o que levou ao conceito do sacerdócio romano. O apóstolo João dá a entender que alguns na igreja de Pérgamo haviam voltado à idolatria. (Apocalipse 2:14) e alguns toleravam Jezabel, a qual conduzia muitos a praticarem atos de imoralidade e de sacrifício aos ídolos (Apocalipse 2:20). Mais tarde, muitas igrejas resvalaram ainda mais profundamente na idolatria e nas práticas pagãs.

Contudo, é do conhecimento comum que, após o período inicial do Novo Testamento, e do desenvolvimento inicial da igreja, durante o início da Era das Trevas [476 dC, com a queda de Roma e do último Cesar, Romulus Augustulus?] , a cristandade estava assimilando o Paganismo. A mariolatria e o desvio doutrinário mais óbvio da doutrina bíblica ortodoxa, citando Dave Hunt, em seu livro “A MULHER MONTADA NA BESTA” (traduzido por esta tradutora) diz o seguinte: “A única rainha mencionada na Escritura é um ídolo que era adorado pelos pagãos e a quem as mulheres judias faziam ofertas, atraindo sobre elas a ira de Deus”  “Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres preparam a massa, para fazerem bolos à rainha dos céus, e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira.” (Jeremias 7:18)“Então responderam a Jeremias todos os homens que sabiam que suas mulheres queimavam incenso a deuses estranhos, e todas as mulheres que estavam presentes em grande multidão, como também todo o povo que habitava na terra do Egito, em Patros, dizendo...” (Jeremias 44:15). Em vez de ficar embaraçada, por estas conexões, Roma as promove.

Os católicos podem se jactar de que Maria tomou o lugar de "Maia, a ninfa da mitologia grega, a qual era mãe de Hermes por Zeus, o deus do firmamento”. O mês de maio foi nomeado conforme Maia, a qual era conhecida como a deusa de maio. [N.T. Maria também não é venerada, especialmente no mês de maio?). Os jesuítas se esforçaram para transformar Maria na Rainha de Maio, conforme a mitologia pagã, no que tiveram sucesso. (p. 441, Harvest House, 1994).

12) OS APÓSTOLOS PEDRO E JUDAS

Estes dois homens nos falaram fortemente para estarmos em guarda e não sermos arrastados para longe pelos erros de homens abomináveis, insubmissos a toda forma de lei (2Pe 3:17). Pedro diz que os falsos profetas se encontravam no meio dos crentes (2 Pedro 2:1).


16 dezembro 2014

PE. MARCELO ROSSI - MUITO DEBILITADO: "ACABOU A ALEGRIA"


No De Frente com Gabi desta semana, exibido neste domingo, a apresentadora recebeu Padre Marcelo Rossi. Após admitir publicamente que estava sofrendo de depressão, ele falou na entrevista sobre a superação da doença, o lançamento do novo CD, sobre ter sido investigado por dez anos pelo Vaticano e revelou ainda seu posicionamento com relação à legalização do aborto, a pedofilia e o uso da camisinha.

Depois de superar um quadro de depressão, o padre Marcelo Rossi revelou que chegou a pensar em suicídio. "O pior são os pensamentos autodestrutivos. Tenho um caso de suicídio na família, meu avô tirou a própria vida. E eu cheguei a pensar nisso. Pensei: "Meu Deus, será que 'herdei' alguma coisa?", contou o sacerdote em entrevista a Marília Gabriela, que foi  exibida na noite deste domingo (14) no programa "De Frente Com Gabi", no SBT.

O padre disse ainda que achava que depressão "era frescura" até passar por isso. "Completei 20 anos de padre e amo o que faço. Lido com muitas pessoas deprimidas e a tendência é somatizar. Querendo ou não, você sofre junto. Eu achava que depressão era frescura. Até que Deus permitiu que eu caísse. Não tomei nenhum antidepressivo. Eu quis fazer uma experiência e provar a um amigo meu, psiquiatra, que era possível sair da depressão [sem remédios]", disse.

Ele também comentou sobre a investigação que sofreu do Vaticano por quase uma década – a informação divulgada com exclusividade pelo jornalista Ricardo Feltrin, do UOL, no dia 30 de setembro. "Só com o santuário novo são milhões e eu doei tudo, não fiquei com nada. Não é pelo dinheiro, não queria e nem quero. Eu vejo como positivo, porque não tem problema me analisar, tanto a parte financeira quanto os meus objetivos". E disse que tem medo de "fanatizar" as pessoas. "Há uma linha tênue entre o fanatismo e a loucura", afirmou.

E disse ficar feliz ao ver outros padres fazendo sucesso: "Fico tão feliz quando vejo o Padre Fábio de Melo, ele é um grande amigo. Padre Reginaldo (Manzotti), outros padres, porque a missão é tão grande e os operários são poucos".


Vídeo 1



Vídeo 2



Vídeo 3



Vídeo 4



Comentário de Wáldson:

Embora dizendo que já venceu a doença, lamento o fato de que o padre não reconheça que foi apenas Deus quem o livrou. Ele continua crendo em imagens de supostos 'santos'. Leia abaixo o que ele escreveu para o Jornal O Tempo - BH, sobre a comemoração do Dia da 'Senhora' das Graças:

"Amados, nesta semana, mais precisamente na última quarta feira, dia 27, comemoramos o Dia de Nossa Senhora das Graças e sua medalha milagrosa. Você conhece a história por traz dessa data?

Em 27 de novembro de 1830, em Paris, na França, Nossa Senhora apareceu a uma das Irmãs da Caridade de São Vicente de Paulo, a então noviça Santa Catarina Labouré, que relatou a revelação da Medalha da Imaculada Conceição. Segundo ela “a Virgem apareceu sobre um globo, pisando uma serpente e segurando nas mãos um globo menor, oferecendo-o à Deus, num gesto de súplica e disse: ‘Esse globo que vês representa o mundo inteiro e cada pessoa em particular. Os raios são o símbolo das Graças que derramo sobre as pessoas que me as pedem. Os raios mais espessos correspondem às graças que as pessoas se recordam de pedir. Os mais finos, correspondem às graças que as pessoas não se lembram de pedir’”.

Desde então, muitas são as orações feitas nessa época do ano, em honra a Nossa Senhora das Graças da Medalha Milagrosa.

Por isso, convido você a reservar alguns minutos de seu dia e orar com muita fé para que Nossa Senhora das Graças da Medalha Milagrosa abençoe nossa vida e a vida de nossos familiares.
Vamos pedir a proteção para nossos assuntos pessoais, profissionais e em todas as esferas de nossa vida. Acreditem de coração no poder da medalha milagrosa de Nossa Senhora das Graças, pois são incontáveis os relatos das bênçãos recebidas por meio dessa devoção.

Você está com a sua fé vacilante? Conhece alguém nessa situação? Quantas pessoas se encontram enfraquecidas em seu espírito? Então, vamos juntos transformar uma fé vacilante em um sentimento firme! Quando temos a verdadeira fé em Deus, nos transformamos em defensores de Cristo e mensageiros da boa nova!

Vamos dedicar nossas orações e pedidos para que o momento da graça, o instante certo para que tudo ocorra da melhor maneira, aconteça rapidamente em nossa vida e na vida daqueles que amamos. Boa semana a todos. Deus os abençoe!"

Padre Marcelo Rossi

Jornal O Tempo/Opinião

10 MENTIRAS QUE O DIABO CONTA PARA VOCÊ


1º- Deus não existe:
“Diz o insensato em seu coração: “Deus não existe!” Suas ações são corrompidas e abomináveis: não há um que faça o bem (Sl 14,11).

O ateísta, materialista e marxista alemão Ludwig Feuerback (1804-1872), disse: “Não foi Deus que criou o homem; ao contrário, foi o homem que criou Deus”.
O naturalista inglês Charles Darwin (1809-1882), autor da teoria da evolução, disse: que tudo que existe é obra de um processo evolutivo.

Falando sobre cientistas que acreditam que o Universo e a vida nele resultam dum planejamento inteligente, uma resenha no mais importante jornal do mundo o The New York Time comentou: “Eles têm doutorado e ocupam cargos importantes em algumas das universidades de maior prestígio. Seus argumentos contra o darwinismo não se baseiam na autoridade das Escrituras Sagradas; antes, baseiam-se em argumentos científicos”.

Vários cientistas concluíram que as evidências a favor da evolução são demasiadamente fracas e contraditórias. O engenheiro aeroespacial Luther D. Sutherland escreveu em seu livro Darwin’s Enigma (O Enigma de Darwin): “A evidência cientifica indica que sempre que qualquer espécie básica de vida surgia na Terra; desde protozoários monocelulares até o homem, cada forma de vida era completa, e seus órgãos e estruturas, inteiramente funcionais. A conclusão inevitável a ser tirada desse fato é que havia algum tipo de inteligência antes de surgir à vida na terra”.

Depois de uma longa vida de pesquisas e trabalhos científicos bem-sucedidos, o astrônomo Allan Sandage declarou: “Foi o estudo da ciência que me fez chegar à conclusão de que o mundo é muito mais complexo do que a própria ciência pode explicar. É somente por meio do sobrenatural que consigo entender o mistério de tudo que existe”.

O biólogo americano Francis Collins é um dos cientistas mais notáveis da atualidade. Diretor do Projeto Genoma, foi um dos responsáveis por um feito espetacular da ciência moderna: o mapeamento do DNA humano, em 2001. Autor do livro de grande sucesso internacional “A Linguagem de Deus”. Nas 300 páginas da obra, o renomado cientista conta como deixou de ser ateu para se tornar um fervoroso cristão.

Afirma Collins: “As sociedades precisam da ciência como da religião. Elas não são incompatíveis, mas complementares”. Afirma mais: “O ateísmo é a mais irracional das escolhas”

2º- Pai de Santo: 
"...Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo". 1 Pedro 1:16.

Ouço muitas pessoas chamando de pai de santo se referindo a um camarada que entre outras coisas, faz "macumba", fala com espíritos demoníacos e etc... Tais pessoas não são nem aqui e nem na China pais de santo. A Bíblia é clara em dizer que nós devemos ser Santos como Jesus Cristo é e portanto Pai de Santo é meu pai,  serei eu e vocês se ensinaram ou se ensinam ou ainda quando ensinarão ao seus filhos a VERDADE. A Bíblia que é a palavra de Deus, explica que a Santidade advém com o tempo e o céu é um lugar para os santos, logo, santo é todo aquele que vai para o céu e aqueles que adoram a demônios, a satanás e a seus anjos decaídos não são nem pais de santo, que dirá pais de satanás e seus anjos, são apenas filhos das trevas. 

3º- Todos são Filhos de Deus:
"Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus",1 João 4:15
"Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo".
"Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses". Gálatas 4:7-8

DOUTRINAS QUE NÃO PODEM SER COMPROMETIDAS - PARTE IV

7) OS CRISTÃOS DEVEM SER ESCRAVOS” DO SEU MESTRE

[reconhecerem que têm por finalidade de vida servir a Ele, e não Ele a nós]Em quase cada página do Novo Testamento,somos lembrados de que Jesus é o Senhor e somos os Seus servos! Hoje existe uma não declarada suposição de que o Senhor é Quem nos serve!

Qualquer dos devocionais "pop", e até mesmo muitas de nossas canções cristãs contemporâneas, proclamam como Jesus quer nos deixar felizes. É-nos dito, sempre e sempre, quão valiosos somos para Ele. Em tantas palavras nos dizem como devemos cooperar com Ele, como Seus planos são impedidos sem a nossa ajuda. Mas as Escrituras não contêm coisa alguma neste sentido. Em vez disso, a Bíblia diz que Jesus é o “nosso Senhor” (Romanos 1:4). Somos “chamados” por Ele e recebemos a graça e o apostolado (Romanos 1:5). Agora somos servos da justiça (Romanos 6:16),servos de Deus (1 Pedro 2:16). Paulo nos lembra que fomos comprados por um preço. "Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. " (Romanos 6:22).

Por causa da psicologia e de sua ênfase sobre o ego, poucos cristãos se vêem como servindo ao seu Mestre! Mas, a nossa redenção e salvação devem trazer honra e glória ao Senhor. Não podemos considerá-la de outra maneira. Normal à erada Igreja é sofrer perseguição por amor a Cristo. Ele deve usar-nos do modo como Lhe agradar. O apóstolo Paulo entendeu bem o plano do sofrimento.

Paulo escreve: "Em tudo somos atribulados, mas não angustiados;perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados;abatidos, mas não destruídos”. (2 Coríntios 4:8-9). A perseguição“...produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”. (2 Cor. 4:17-18).

Se não sofrermos hoje por amor a Cristo, isto significa que Ele nos deu uma janela estreita de trégua e adiamento de perseguição.Mas, no passado, a Igreja do Senhor muito sofreu por amor do Seu nome!

O movimento da autoestima tem esmaecido o fator humildade no corpo de Cristo. Mas Paulo nos lembra: “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu,mas cada qual também para o que é dos outros.” (Filipenses 2:3-4).

Quando os judeus que haviam retornado da Babilônia verificaram como haviam ficado tão longe do Senhor, pelo casamento com as mulheres cananéias, eles, junto com Esdras, ficaram espiritualmente quebrados. Esdras escreve: "eles tremeram às palavras do Senhor, por causa da sua infidelidade”(Esdras 9:4), eles sentiram sua culpa e exposta vergonha (Esdras 9:6, 7). Esdras clamou “Porque somos servos; porém na nossa servidão não nos desamparou o nosso Deus; antes estendeu sobre nós asua benignidade perante os reis da Pérsia, para que nos desse vida,para levantarmos a casa do nosso Deus, e para restaurarmos as suas assolações; e para que nos desse uma parede de proteção em Judá e em Jerusalém”.

Precisamos ensinar ao nosso povo sobre voltar à humildade.

Todos nós precisamos chorar sobre os nossos pecados e sobre os pecados da igreja.

8) A PUREZA DOUTRINÁRIA É ESSENCIAL À ESTABILIDADE NO CORPO DE CRISTO

Foi dito sobre um dos escritores evangélicos “conservadores” mais populares nas área da batalha espiritual, que ler os seus livros é como comer um bife com 1% de arsênico. O bife é gostoso e constitui 99% da mistura, mas o arsênico nele embebido vai matar você. Não posso pensar numa analogia melhor sobre o que está acontecendo hoje no evangelicalismo. "Falar a verdade em amor” já não é “popular” nem “politicamente correto”, de modo que muitos no mundo evangélico perderam o gosto por isso. Assim, uma das armas mais efetivas de Satanás contra a Igreja de Cristo é ferir os outros no exato coração do Cristianismo bíblico.

O portador da arma ensina uma porção de verdade e mistura um pouquinho de erro. Quando se desenvolveu o gosto pelo erro, a dosagem pode ser elevada.

Um dos problemas é que assumimos a mentira de que, quando confrontamos o erro, não estamos demonstrando amor.Temos redefinido o amor! No contexto da Escritura não é aquele que permite que o seu irmão prossiga no erro que está demonstrando amor, mas é aquele que o confronta que está demonstrando amor. (Mateus. 18:15). O amor e a verdade não podem mais ser separados do que Deus pode ser, Ele que é amor e verdade, por natureza.

A frase ”falar a verdade em amor”está em Efésios 4:15. Paulo começa este capítulo de Efésios com um apelo no sentido de “seguir a verdade em amor”. Desse modo, a unidade era extremamente importante para ele. Paulo até faz uma lista dos elementos da unidade em Cristo, os quais são:

(1) Um só corpo (a igreja universal) [Nota de Hélio: o corpo de Cristo é cada igreja local; a teoria da existência,hoje, de uma igreja universal- difusa- invisível sobre esta terra é errada e causa de muitos erros e prejuízos: http://solascriptura-tt.org/EclesiologiaEBatistas/IgUniv-TeoriaMito-montgomery.html];

(2) Um só Espírito;

(3) Uma só esperança (uma eternidade futura com Deus);

(4) Um só Senhor (este histórico Cristo bíblico)

(5) Uma só fé uma vez entregue aos santos);

(6) Um só batismo (identificação dos crentes com o corpo de Cristo (1 Coríntios 12:13); Romanos 6:1-4).

Não pode haver unidade com os que não se unem nestes sete elementos! [N.T.: o autor só citou seis elementos ...]

Paulo continua, em Efésios 4:7-16 discutindo como essa união no corpo de Cristo é preservada. Após discutir os homens dotados com dons que foram dados à igreja, "querendo o aperfeiçoamento dos santos para obra do ministério" 4:12, Paulo continua a mostrar como somente através deste processo de equipar, nós amadureceremos ao ponto de conhecer a sã doutrina, de maneira a não sermos “desviados aqui e ali”... nem levados ao redor por todo vento de doutrina. (Efésios 4:15). Com uma sólida compreensão doutrinária, podemos falar a verdade em amor e alcançar a maturidade. ("crescer em todos os aspectos naquele que é o cabeça, Cristo”.

A verdade é que, sem compreensão doutrinária, não  pode haver estabilidade no corpo e, portanto, maturidade alguma. Provavelmente, em nenhum lugar a insistência de Paulo sobre o ensino da sã doutrina na igreja foi vista mais claramente do que nas epístolas pastorais. Isto faz sentido, visto como são os anciãos (mestres pastores) os responsáveis por estudar, aprender e transmitir esta verdade ao corpo. Nas palavras finais de sabedoria de Paulo aos seus discípulos e sucessores espirituais, vejam a ênfase sobre o ensino da verdade e a confrontação do erro, somente na 1 Timóteo!

* "... Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina...” (1Timóteo 1:3)

* “Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida”. (1 Timóteo 1:5).

* “Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens,para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à SàDOUTRINA...”  (1 Timóteo 1:10).

"A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição...." (2:11).

•  “Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar;” (1 Timóteo

3:2).

•  “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios...” (1 Timóteo 4:1).

"Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo,criado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido." (1Timóteo 4:6).

"MANDA estas coisas e ENSINA-AS. " (1 Timóteo 4:11).

“Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos." (4:13).

" Manda, pois, estas coisas, para que elas sejam irrepreensíveis." (5:7).

"Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina”. (1 Timóteo 5:17).

"E os que têm SENHORES crentes não os desprezem, por serem irmãos;antes os sirvam melhor, porque eles, que participam do benefício, são crentes e amados. Isto ensina e exorta. (1 Timóteo 6:2)

Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos;”(1 Timóteo 6:17)

A maior preocupação de Paulo, em seus últimos anos de vida, foi que esses homens ensinassem a verdade doutrinária. Como já vimos em Efésios 4, o ensino doutrinário é essencial à maturidade e estabilidade no Corpo e um comprometimento nesta área pode conduzir a um eventual abandono do verdadeiro Evangelho, em favor da unidade. Paulo disse a Timóteo: “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem” (1 Tim. 4:16).

Continuaremos amanhã...

Abraços.

Vivam vencendo as heresias que, camufladas, entram em nosso meio, como se fora coisa boa!!!

Seu irmão menor.

15 dezembro 2014

MAIS BIZARRICES DO 'GOSPEL'

Pastor Lucinho Barreto se veste de Chapolin para pregar

“Não contavam com a minha astúcia”. A frase, amplamente conhecida no Brasil por causa do personagem Chapolin, criado e interpretado por Roberto Gómez Bolaños, foi usada pelo pastor Lucinho Barreto na introdução de um sermão recente.
Vestido de Chapolin, Lucinho intitulou sua mensagem com outra frase comum nos episódios do programa de humor que Bolaños produzia: “E agora, quem poderá me defender?”.
O pastor Lucinho Barreto ficou conhecido nacionalmente quando, num culto de jovens da Igreja Batista da Lagoinha (IBL), simulou o uso de cocaína nas páginas da Bíblia. Sua intenção era ilustrar uma suposta “dependência” da Palavra de Deus.
O malfadado episódio recebeu inúmeras críticas e foi lamentado em rede nacional pelo jornalista José Luiz Datena, na Band. “Isso é uma profanação de um livro sagrado, da Palavra de Deus”, disse Datena à época.
Novamente, Lucinho centrou sua mensagem na “dependência de Deus” e afirmou que não tem como ser condicionado a Ele e a “outras coisas ao mesmo tempo”.
O líder de mocidade da IBL disse aos presentes no culto que é preciso “aprender a depender de Deus”, assim como o poeta no Salmo 121: “Levanto os meus olhos para os montes e pergunto: De onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra. Ele não permitirá que você tropece; o seu protetor se manterá alerta, sim, o protetor de Israel não dormirá, ele está sempre alerta!”.
Próximo de concluir seu sermão, o polêmico pastor deu um tom triunfalista ao sermão e afirmou que na dependência de Deus é possível ter forças para vencer os inimigos e ser bem-sucedido: “Se você colocar sua dependência n’Ele, Ele vai te dar força. Força muito louca. Você vai levantar de manhã e falar assim: ‘Sai da minha frente, [por] que eu acordei’. E você vai conquistar”.
Gospel+


 
Copyright 2013 Todos os direitos reservados | Blog Uma Alma Sedenta | Em Defesa da Fé Cristã Protestante