24 julho 2016

EVIDÊNCIAS HISTÓRICAS DA EXISTÊNCIA DE JESUS


A ARQUEOLOGIA (apenas alguns exemplos): O pátio onde JESUS foi julgado por Pilatos, chamado o Pavimento(João 19:13), foi descoberto apenas recentemente, pois, o local ficou soterrado quando da reconstrução de Jerusalém na época do Imperador Adriano. O poço(tanque) de Betesda(João 5:2), localiza-se na zona nordeste da cidade velha(em Jerusalém), foi descoberto em 1888.

CORNÉLIO TÁCITO (nascido em 52-24 a.C.): Historiador romano, governador da Ásia(112 A.D.). Ao escrever sobre o governo de Nero, afirmou que “Christus, o que deu origem ao nome cristão, foi condenado à morte por Pôncio Pilatos, durante o reinado de Tibério; mas, reprimida por algum tempo, a superstição perniciosa irrompeu novamente, não apenas em toda a judéia, onde o problema teve início, mas também em toda a cidade de Roma” (Anais XV.44).

LUCIANO DE SAMOSATA: Escritor satírico do Séc. II. Se referiu aos cristãos relacionando-os às sinagogas da Palestina e ao referir-se a Cristo, afirmou: “...o homem que foi crucificado na Palestina porque introduziu uma nova seita no mundo...Além disso, o primeiro legislador dos cristãos os persuadiu de que todos eles seriam irmãos uns dos outros, após terem finalmente cometido o pecado de negar os deuses gregos, adorar o sofista crucificado e viver de acordo com as leis que ele deixou” (O Peregrino Passageiro). Samosata também menciona os cristãos em sua obra “Alexandre, o Falso Profeta”, seções 25 e 29.

SUETÔNIO (120 A.D.): Historiador judeu, oficial da corte do Imperador Adriano. Afirmou: “Como os judeus, por instigação de Chrestus (uma outra forma de escrever Christus), estivessem constantemente provocando distúrbios, ele os expulsou de Roma” (Vida de Cláudio, 25.4). E também que “Nero infligiu castigo aos cristãos, um grupo de pessoas dadas a uma superstição nova e maléfica” (Vida dos Césares, 26.2).

PLÍNIO SEGUNDO, PLÍNIO O JOVEM: Foi governador da Bitínia (Ásia Menor, 112 A.D.) e escreveu ao imperador Trajano no intuito de obter orientações de como tratar os cristãos. Ele disse, sobre os cristãos, que “os fez amaldiçoarem a Cristo, o que não se consegue obrigar um cristão verdadeiro a fazer”.  Mais a frente, ele menciona os cristãos que estavam sendo julgados: “Eles afirmavam, no entanto, que sua única culpa, seu único erro, era terem o costume de se reunirem antes do amanhecer num certo dia determinado, quando então cantavam responsivamente os versos de um hino a Cristo, tratando-o como Deus, e prometiam solenemente uns aos outros a não cometerem maldade alguma, não defraudarem, não roubarem, não adulterarem, nunca mentirem, e a não negar a fé quanto fossem instados a fazê-lo”(Epístolas X.96).

TALO, O HISTORIADOR SAMARITANO: É um dos primeiros não judeus a mencionar Cristo (52 A.D.), mas seus escritos se perderam, sendo que temos apenas citações dele oriundas de outros escritores, como Júlio Africano (220 A.D.), cristão: “Talo, no terceiro dos livros que escreveu sobre a história, explica essa escuridão como um eclipse do sol – o que me parece ilógico”. Para esta afirmação e a seguinte, abaixo, vejam Mateus 27:45; Marcos 15:33; Lucas 3:1; 23:44.

FLÊGÃO, UM HISTORIADOR DO PRIMEIRO SÉCULO: Suas “Crônicas” também se perderam, mas um trecho desta obra, também mencionado por Júlio Africano, afirma que “durante o tempo de Tibério César, ocorreu um eclipse do sol durante a lua cheia”(7/IIB, seção 256, fl6, p. 1165).

OS TALMUDES JUDEUS: “...e penduraram-no na véspera da Páscoa”. Os títulos “Ben Pandera” (o Ben Pantere) e Jeshu Ben Pandera” dados a Jesus podem ser um jogo de palavras com a expressão grega “panthenos”, ou seja, “nascido de uma virgem”, chamando-O, então, de “filho de uma virgem”. Há comentários na Baraila sobre Jesus como sendo Yeshu (de Nazaré) e que já havia uma ameaça que Ele poderia ser apedrejado por ter praticado magia e desviado Israel (Talmude Babilônico, Sanhedrim 43a).

A ENCICLOPÉDIA BRITÂNICA: A Edição de 1974 desta enciclopédia renomada, utilizou 20.000 palavras em sua descrição de Jesus, oriundas de inúmeros relatos não bíblicos sobre Ele, muito mais do que o número de palavras empregadas para outros personagens históricos de outras religiões. Uma das declarações da enciclopédia foi que “esses relatos independentes comprovam que nos tempos antigos até mesmo os adversários do cristianismo jamais duvidaram da historicidade de Jesus...”

FLÁVIO JOSEFO (nascido em 37 A.D.): Conhecido historiador judeu. Em Antiguidades (18.3.3), ele afirmou: “Nessa época havia um homem sábio chamado Jesus. Seu comportamento era bom, e sabe-se que era uma pessoa de virtudes. Muitos dentre os judeus e de outras nações tornaram-se seus discípulos. Pilatos condenou-o à crucificação e à morte. E aqueles que haviam sido seus discípulos não deixaram de segui-lo. Eles relataram que ele lhes havia aparecido três dias depois da crucificação e que ele estava vivo (...) talvez ele fosse o Messias, sobre o qual os profetas relatavam maravilhas” (versão árabe, a mais confiável).

Veja também esse vídeo:




Viva vencendo com a certeza de que Jesus, nosso Senhor e Salvador, viveu nessa terra e hoje, vive no céu, bem como no coração dos que O temem!!!

Abraços.

Seu irmão menor.


23 julho 2016

AUGUSTUS NICODEMUS LOPES, CPAD E O "MIMI" DE CERTOS CALVINISTAS


É impressionante como fazem barulho esses críticos da Assembleia de Deus, que por sinal, é a maior Igreja Evangélica Pentecostal do Brasil.
Explico, O Reverendo Augustus Nicodemus Lopes iria, (eu disse iria), falar sobre o tema  "renovação apostólica" na loja da CPAD MegaStore, no Rio de Janeiro (RJ), claro que isso deixou alguns homens sérios da CPAD e da CGADB descontentes, até porque acompanham as palestras, os vídeos e as sátiras do reverendo cessacionista na net.

Porque "mimi"? Afinal, isso estava decretado ou não estava?
Ora, chega de chamar os assembleianos de bairristas. Certo blogueiro escreveu: "Acontece que a CPAD cedeu a pressão de meia duzia de gatos pingados, enciumados e raivosos, que não conseguem colocar de lado seu espírito faccioso nem por um momento. "Sectários até o tutano, essa meia dúzia de pseudo-intelectuais...(Gostaria de ver as credenciais acadêmicas desse escritor/blogueiro 'intelectual').

Espírito faccioso? de quem? De quem chama pastores e teólogos preocupados com a doutrina pentecostal ortodoxa nas assembleias de Deus de "gatos pingados", "sectários"? 

Outro blogueiro ainda diz: "O que tem feito mal às Assembleias de Deus é a politicagem que há anos vem nela imperando da forma mais rasteira possível, principalmente entre a cúpula."  Interessante que depois de comer no prato certas pessoas não contentes em apenas cuspir, parece que tem o prazer em defecar também, infelizmente. Se existem problemas, coronelismo, luta pelo poder na cúpula das  Assembleias de Deus, se algumas dessas coisas ferem a Lei, que sejam resolvidas pela lei (como o foi recentemente em Acordo de Paz), mas se isso é questão interna, apenas os que fazem parte dela é que devem se preocupar, ou não? Quanto a Doutrina, sim, as Assembleias de Deus tem homens preparados teologicamente para defenderem a Doutrina Assembleiana daqueles que querem satirizar e infiltrar  em seu meio.

Faço minhas as palavras do site http://www.pointrhema.com.br/2016/07/cpad-editora-cancela-evento-com.html, na sessão de comentários:

"Entendo que a palestra do Reverendo Augustus Nicodemus nada tinha a ver com o tema Calvinismo e Arminianismo, porém seu modo humorístico de satirizar o tema, coisas que em tempos de internet sai do intramuros denominacional e torna público o que se pensava estar privado, acirrou um discórdia, a qual provocou o cancelamento do evento em cima da hora, o que ficou no mínimo deselegante, mas por outro lado não deixou de ser uma resposta politicamente correta para o seu público alvo.

Qualquer que fosse a atitude da Editora CPAD, o cancelamento ou a manutenção do evento, produziria "barulho", afinal o problema aconteceu no nascedouro. Infelizmente a decisão foi tomada sem uma avaliação prévia das possíveis consequências."

Explicação

No comunicado, a CPAD diz que a suspensão do evento não teve a ver com o conteúdo do livro nem com a pessoa do pastor Augustus Nicodemus. Informa ainda que “não é do interesse da CPAD causar ou alimentar celeuma alguma dentro da igreja”.
Agora vamos combinar calvinistas? O que está "decretado'" não é para ser questionado né?
Apenas aceito, pronto falei.
Bereiana


Confira a nota abaixo:
Screenshot

22 julho 2016

LIÇÃO 04 - 24/07/2016 - "O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS"

Texto Áureo
“Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério” (2Tm. 4.5)
VERDADE PRÁTICA
A missão do evangelista é falar de Cristo a todos, em todo Lugar e tempo, por todos os meios possíveis.
LEITURA EM CLASSE
 Atos 8.26-40 = II  Co 5.11, 18-21
INTRODUÇÃO
Ao iniciarmos o estudo de mais uma série de lições desse trimestre,  vale salientar o privilégio que Deus nos oferece através do tema geral deste trimestre – ganhar almas. Devemos ter em mente que fazemos parte de um poderoso avivamento que o Espírito iniciou e tem feito prosperai-; e em todos os avivamentos da História uma tônica tem sido observada: o zelo de ganhar almas para Cristo Jesus.
O EVANGELISTA É ALGUEM QUE É ENVIADO
O evangelista é um mensageiro – alguém que é enviado para fazer uma proclamação. Semelhantemente a João Batista, o evangelista anuncia Jesus às pessoas.
“Evangelho” é uma palavra que significa boas novas. Assim sendo, o evangelista leva uma mensagem de boas novas às pessoas que precisam ouvi-la. É a melhor notícia do mundo, sobre como Jesus morreu na Cruz para carregar toda a ira de Deus pelos nossos pecados, e, desta maneira, obter para nós o perdão dos pecados, e dar-nos a vida eterna.
João Batista foi enviado por Deus ao Rio Jordão no deserto (Mt 3:1-12; Jo 1:6-8,19-34). O evangelista freqüentemente é enviado a um lugar onde as pessoas não conhecem ou ainda não ouviram nada sobre Jesus. O termo “evangelista” significa uma pessoa enviada com uma mensagem. Deus escolhe os evangelistas para que eles possam ir com a mensagem de Jesus e contá-la aos outros. A evangelização requer um trabalho árduo – inclusive um estudo diligente da Palavra de Deus, bem como sacrifício, planejamento, coragem e jejum.
Ser Evangelista é um Dom Leia Efésios 4:11,12: “E Ele Mesmo deu alguns para serem apóstolos, alguns profetas, alguns evangelistas, e alguns pastores e mestres, para o treinamento dos santos, para a obra do ministério, para a edificação do Corpo de Cristo.” Esses versículos nos dizem que Jesus dá o dom de ser evangelista. Um dom tem o propósito de ser recebido com agradecimento e apreciação. Às vezes os evangelistas não são estimados pelos pastores ou pelas igrejas.
No entanto, as pessoas que vêm a Cristo através da obra do evangelista agradecem a Deus vez após vez pelo presente que Ele lhes enviou – alguém que lhes contou sobre Jesus e lhes explicou como poderiam ter a salvação e a nova vida através de Cristo.
O dom de evangelista é um dos cinco dons de servos líderes dados por Jesus (Ef 4:11). O evangelista é um dom à Igreja, porque ele ou ela leva as pessoas a Cristo. As pessoas que são verdadeiramente salvas vão a igrejas e aprendem como seguirem e servirem a Deus.
O evangelista também é um dom às pessoas do mundo. Ele ou ela lhes conta as maravilhosas novas sobre o Salvador, Jesus, que morreu e ressuscitou. Através da pregação do Evangelho, as pessoas ouvem como elas podem ter os seus pecados perdoados e receber a vida eterna. A pregação do Evangelho é a essência do ministério do evangelista.
O PROPÓSITO É QUE O PÁSTOR E O EVANGELISTA SE AJUDEM MUTUAMENTE
Os pastores e os evangelistas têm diferentes tarefas e chamados, mas eles são igualmente colaboradores no mundo por Jesus Cristo. Os pastores e os evangelistas devem valorizar e honrar os dons e chamados uns dos outros. Um chamado não é mais importante do que o outro: ambos são necessários. Os pastores e os evangelistas têm diferentes funções. Eles devem tentar ajudar um ao outro na obra do Evangelho. Alguns dizem que o pastor é o líder mais importante da Igreja. Isso não é verdade. Todos os líderes do Novo Testamento são importantes e muito valiosos para Deus e para os Seus propósitos.
Lembre-se de que Jesus chama e dá estes homens e mulheres ao mundo. Enquanto Jesus estava na terra, Ele trabalhou como apóstolo, evangelista, pastor, mestre, e profeta. Agora ele deixou essas mesmas obras para que outros a fizessem (Ef 4:11,12).
O evangelista ajuda o pastor, introduzindo novos cristãos na igreja. A igreja cresce. O evangelista sabe que o pastor ensinará os novos crentes e os ajudará a se fortalecerem em Cristo. O pastor ajuda o evangelista, orando por ele, estimulando as pessoas a ajudá-lo em sua obra, e sustentando-o com dinheiro e recursos.
O pastor e o evangelista submetem-se um ao outro, preferindo um ao outro em amor (Rm 12:10; Ef 4:1-6). Um não diz ao outro o que fazer. Ambos estão sob a autoridade de Deus.
Alguns São Pastores-Evangelistas Em alguns lugares muitas pessoas são salvas num curto período de tempo. Elas precisam ser ensinadas e precisam crescer em sua vida com Jesus. Os evangelistas que pregam a mensagem de Cristo e ganham crentes talvez
precisem tomar conta dessas novas ovelhas no aprisco de Deus até que pastores possam ser encontrados para cuidarem dos novos crentes.
Alguns homens e mulheres têm um “chamado duplo” de levar os pecadores a Jesus, e, aí então, de ensinar também os novos crentes. Eles têm uma paixão de fazer discípulos para Cristo.
Talvez você seja um pastor com um forte chamado para a evangelização. Se você está ocupado, trazendo almas para Jesus, você está vivendo na prática a mensagem do
Apóstolo Paulo ao Pastor Timóteo: “Faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério” (2 Tm 4:5). Deus o plantou num lugar para você cuidar das Suas ovelhas, e você também pode fazer um forte trabalho de evangelização neste lugar. Talvez Deus queira que você inicie uma igreja numa outra cidade ou vila. Os seus dons na evangelização podem ajudar a fazer com que muitas pessoas sejam salvas. No entanto, tenha cuidado para que você não esteja treinando a serem pastores os que são chamados para serem evangelistas!
O EVANGELISTA É UM ESPECIALISTA
Deus fala a homens ou mulheres específicos para pregarem e contarem a mensagem da salvação. O evangelista diz “sim” ao serviço a Deus desta maneira. Todos os cristãos têm o mandamento de compartilharem a sua fé em Cristo com outros (Mt 28:18-20; Mc 16:15; Lc 24:46-48; At 1:8). Todos os cristãos devem falar alegremente sobre quem Cristo é e o que Ele fez por eles. Todos os cristãos devem ganhar outros para Jesus Cristo!
No entanto, o evangelista tem um chamado especial para fazer isso. O evangelista é treinado e equipado no ministério específico de trazer almas para Cristo. O evangelista recebeu o chamado vitalício de “pescar” homens e mulheres para Jesus. Jesus disse a Pedro: “Vinde após Mim, e Eu vos farei pescadores de homens” (Mc 1:17).
O EVANGELISTA É DOTADO
Deus dá dons e ferramentas aos evangelistas para equipá-los em sua obra. Os evangelistas podem pregar com autoridade e poder porque isso faz parte do seu dom proveniente de Deus. Milagres geralmente acontecem quando um evangelista está ministrando – mas é o Evangelho em si que salva, e não os milagres (Rm 1:16; 1 Co 1:21-24).
Deus pode ensinar ao evangelista como pregar, a fim de que as pessoas compreendam o Evangelho e creiam. Se você é um evangelista, você pode pedir a Deus para lhe dar ferramentas e entendimento para que você possa fazer o seu trabalho melhor.
O EVANGELISTA É IMPORTANTE
Não haveria nenhum cristão hoje em seu país se alguém não tivesse ido até ele pregar o Evangelho. O Apóstolo Tomé foi o primeiro a viajar à Índia para compartilhar as Boas Novas. O eunuco etíope de Atos 8 levou o Evangelho à África. Os evangelistas podem muito bem ter incluído os soldados e os comerciantes romanos que levaram a mensagem de Jesus à Europa e à Grã-Bretanha.
As pessoas perdidas não podem ser salvas a menos que sejam conscientizadas sobre o Evangelho da salvação através de Jesus Cristo (Rm 10:14,15).
O EVANGELISTA DEVE SER SUSTENTADO E ESTIMULADO
O evangelista é uma pessoa, homem ou mulher, com um zelo dado por Deus de compartilhar a verdade da salvação com tantas pessoas quanto possível. Isso pode trazer dificuldades ao evangelista. Deus freqüentemente envia evangelistas a lugares remotos, ou a lugares resistentes ao Evangelho.
O Diabo luta contra a obra do verdadeiro evangelista. Satanás se opõe à evangelização porque ele conhece o grande poder do Evangelho de salvar as pessoas do Inferno, de transformar suas vidas, e de libertá-las do pecado e de espíritos demoníacos.
O evangelista ora pelos enfermos e para que os endemoninhados sejam libertos. O evangelista fala às pessoas para se arrependerem de seus pecados e servirem ao verdadeiro Deus Vivo. Os evangelistas freqüentemente vão a um lugar para trazer os outros a Cristo e prepará-los para a implantação de uma igreja.
Os pastores e as igrejas devem valorizar os evangelistas e sustentar os trabalhos deles com orações e finanças. Não podemos esperar que as pessoas não-salvas paguem um evangelista para trazer-lhes as Boas Novas sobre Jesus. É um privilégio e responsabilidade de cristãos e igrejas sustentar e estimular os evangelistas. A Igreja precisa de evangelistas!
No entanto, todos os ministros também devem estar dispostos a trabalharem para ajudarem a sustentar a si próprios. O Apóstolo Paulo fez isso, fazendo tendas (At 18:1-3; 20:34; 1 Co 4:12). Paulo declarou que era correto receber sustento de outros, na qualidade de ministro (1 Co 9:1-23). No entanto, Paulo também declara que ele não dependia desta provisão. “A fim de que quando eu pregar o Evangelho, eu possa apresentar o Evangelho de Cristo de graça, para que eu não abuse da minha autoridade no Evangelho” (1 Co 9:18). Os evangelistas – e todos os ministros – precisam usar de sabedoria e ser dirigidos pelo Espírito Santo nestas questões, para que nenhuma crítica ou acusação possa ser dirigida contra eles ou contra o Evangelho de Jesus Cristo.
A MISSÃO DE UM EVANGELISTA
“E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens” (Mateus 4:19)
Jesus nos fez um claro chamado para que O sigamos. Mas, o “vinde a mim” inclui uma tarefa especial: deixar com que Ele nos torne pescadores de homens. É importante notar que neste versículo parece haver uma indicação de que seguir a Jesus nos torna gradativamente pescadores de homens: “e, indo, pregai, dizendo: É chegado o Reino dos céus” (Mateus 10:7). Mateus 28:19 poderia ser traduzido assim: “Portanto, enquanto ides, fazei discípulos todas os grupos de pessoas, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” […]
 A missão do evangelista se resume em cinco ações: ir, testemunhar, pregar, ensinar e preparar outros para irem também
 ■Ir. Sair do aprisco para buscar os perdidos. Ir aos lugares mais profundos do inferno para resgatar as almas. Pisar a terra e conquistar as nações para Cristo.
■Testemunhar. O conhecimento pessoal da salvação em Jesus e da unção do Espírito farão com que o evangelista seja uma testemunha viva do poder do Evangelho. Este testemunho é feito até mesmo sem palavras por meio de um viver santo e agradável ao Senhor.
 ■Pregar. Pregar a Palavra é um requisito de todos ministro. Contudo, quando falamos em pregar estamos falando daquela mensagem que é poderosa para transformar e é confirmada por Deus através de sinais e maravilhas.
■Ensinar. “… todas as coisas que eu vos tenho ensinado.” O evangelista será um canal do Senhor Jesus ao perdidos para que aprendam a verdade que liberta. Ele não vai ensinar simples doutrina e sim uma pessoa: Jesus Cristo.
Preparar outros para irem também. O ciclo da obra do evangelista fará com que seus frutos também frutifiquem. O evangelista enviará outros a fazerem a mesma obra de ganhar almas. Fazer discípulos é criar em outros ministros como nós.

21 julho 2016

"CONGRESSO INTERNACIONAL DE UNÇÃO E CONSAGRAÇÃO" - ISSO EXISTE??

Congresso Internacional de Unção e Consagração

Meus amados leitores,
a paz do Senhor.

Cada dia que vai passando, vejo coisas muito estranhas acontecerem. Dessa vez,  circula pela internet um anúncio de uma 'unção e consagração' gospel, é claro, por atacado.
Trata-se de uma suposta  'Faculdade Gospel' que , no uso de suas atribuições, estaria promovendo um grandioso evento para consagração-unção de pessoas para diversos tipos de 'ministérios', até mesmo, pasmem, o de 'levita'.
É melhor você mesmo ler.

Estarei ao longo da Matéria, fazendo alguns comentários.

42º CONGRESSO DE UNÇÃO E CONSAGRAÇÃO DE: MISSIONÁRIOS, EVANGELISTAS, PASTORES, BISPOS E APÓSTOLOS.

1ª Samuel 16:12.13 “... e disse o SENHOR DEUS: Levanta-te, e unge-o, porque é este mesmo. Então Samuel tomou o chifre de azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos: e desde aquele dia em diante o Espírito do SENHOR DEUS se apoderou de Davi...” 

LOCAL:
Cidade de Ituiutaba - MG: Dias 14 e 15 de Outubro de 2016. No Centro de Convenções do Seminário Gospel.

REALIZAÇÃO:
Conselho Federal de Pastor  CFP;
Convenção das Igrejas e Comunidades Autônomas e Independentes  CICAI;
Convenção Geral das Igrejas Assembleia de Deus  CGIADB;
Convenção Batista Internacional  CBI;
Associação dos Pastores e Missionários do Brasil – APAMEB;
Conselho Nacional de Pastor – CNP;
Conselho Internacional de Pastor – CIP;
Associação Internacional de Juízes Eclesiásticos – AIJE;
Seminário Internacional de Teologia Gospel – Seminário Gospel.

INSCRIÇÕES:
Estão sendo feitas na sede em Ituiutaba-MG.,

Duvidas Ligue Grátis: 0800 942 31530800 942 3153 FREE ou (34) 3271 4500(34) 3271 4500
WHATSAPP
TIM (34) 99301-2384(34) 99301-2384 - OI (34) 98866- 4337(34) 98866- 4337
VIVO (34) 99914-7781(34) 99914-7781 - CLARO (34) 98400-8040(34) 98400-8040
Sites: www.conselhofederaldepastor.com.br -  www.seminariogospel.com.br  -  www.cgiadb.com.br.
Atenção vagas limitadas. Ligue e confirme a sua presença:

Atenção vagas limitadas. Ligue e confirme a sua presença:

DOCUMENTAÇÃO NECESSARIA:
Vagas limitadas! Para se inscrever envie pelo correio, fax ou e-mail a xérox:
1 – Certidão de Casamento;
2 – RG, CPF e comprovante de residência;
3 – Dois telefones de referências para pesquisa da vida pregressa;
4 – Certidão de antecedentes criminais;
5 – Declaração do Cônjuge apresentando o(a) Consagrado(a).
6 – Foto 3 x 4

ATENÇÃO:
Poderá participar apenas homem ou mulher acima de 21 anos. Esta festa de Unção é considerada a melhor do Brasil e do mundo(Grifo meu - nem um pouco humildes, não?). Não pode ser consagrado amasiado, união estável ou praticando sexo pré-conjugal ou extra-conjugal ou quem faz uso de cerveja ou derivado de álcool(E quem é que vai responder por essas pessoas? Nâo teriam que ter um pastor que as estivesse acompanhando para testificar que foram libertas dessas coisas? Qualquer um poderá dizer que não fuma, nem bebe, nem é amasiado e etc. Grifo meu)

REQUISITOS ESPIRITUAIS:
Jejuar e orar 14 dias antes do evento e 7 dias após o evento(Entrou-se aqui, os '21 dias de Daniel' - Grifo meu).


PROGRAMAÇÃO DO EVENTO:

Dia 14 – Sexta
8:00 às 18:00 - Visita Faculdade Gospel (Rua 18 com 17 e 19 n° 1363 centro)
12:00 Inicio da diária no hotel
18:00 às 20:00 - Jantar
20:00 às 23:00 - Reunião de boas vindas e gravações no centro de convenções do Seminário Gospel.

Dia 15 – Sábado o dia todo: 
08:00 às 11:00 - Colação de Grau;
11:00 às 13:00 - Almoço.
13:00 às 17:00 - Curso de Escatologia, Sobre a Consagração, fotos e filmagens(Tudo isso em apenas 4 horas? Só o Curso de Escatologia, demandaria umas 30 horas - grifo meu);
17:00 às 19:00 - banho e jantar;
19:00 às 24:00(não seria ás 00h?-Grifo meu) - 41º Congresso de Unção e Consagração, fotos e filmagens; a reunião oficial fica encerrada.


DOCUMENTAÇÃO OFICIAL DO EVENTO 

Ata de consagração com firma registrada em cartório
  1. Certificado de Participação de Unção e Consagração*
  2. Credencial de Unção e Consagração*
*Obs: os termos 'unção' e 'consagração', designam o mesmo ato. Quem é 'consagrado' a algum ministério, ou 'função', é também 'ungido'. Outro termo muito usado é 'ordenado'.
Parece-me, que estão colocando muita ênfase nesse ato.

Cada participante receberá ainda a doação de um Curso Antidrogas da Coleção Saúde www.colecaosaude.com.br para ser DOUTOR ANTIDROGAS#.

#Obs: Não pode ser verdade isso. Deve ser brincadeira, ou erro de digitação. Quem, é um "Doutor Antidrogras"? Nâo existe essa 'função', 'cargo', nem profissão no Brasil e muito menos numa igreja evangélica!
Irmãos, estão achando que todos são desinformados?
Eu não sei se choro de tristeza, ou se sorrio de constrangimento, ao saber que uma organizaçao chamada de 'gospel', esteja ludibriando o povo com tanta 'cara de madeira', assim!!

Documentação para os participantes:
1)  Requerimento à ANATEL para criar rádio FM na cidade;
2)  Carta de recomendação para pastores itinerantes a outras igrejas;
**3)  Modelo de petição de requerimento para internação gratuita e forçada de usuário de drogas;
4)  Requerimento para ser Juiz de Paz Eclesiástico;
5)  Carta de representação para ganhar comissão na venda de produtos gospel;
6)  Requerimento para fazer casamento comunitário gratuito;
7)  Solicitação de inclusão no Conselho Municipal de Pastores;
8)  Requerimento para delegado autorizar visitas;
9)  Requerimento para ganhar 10 lotes para ONG;
10)  Autorização do nome e logomarca de nossa igreja para iniciar células e filiais.
11)  Requerimento para ganhar 10 lotes para construção da igreja;
12)  Os alunos poderão ser Có-Reitores e ungir obreiros em suas igrejas.

 ** - Não existe essa possibilidade: 'internação forçada'. Veja isso:

"Quando uma pessoa não quer se internar voluntariamente, pode-se recorrer à internação involuntária ou à internação compulsória. São dois tipos diferentes de internação. Portanto, não use os termos involuntário, compulsório ou força- do indistintamente.

Secretário apoia internação forçada de viciado

O secretário nacional de Políticas sobre Drogas, Vitore Maximiano, defendeu a internação involuntária de viciados, desde que sob indicação de médico especialista.


Lei 10.216/2001 define três modalidades de internação psiquiátrica:

a) internação voluntária: aquela que se dá com o consentimento do usuário;
b) internação involuntária: aquela que se dá sem o consentimento do usuário e a pedido de terceiro;
c) internação compulsória: aquela determinada pela Justiça.


Internação voluntária
A pessoa que solicita voluntariamente a própria internação, ou que a consente, deve assinar, no momento da admissão, uma declaração de que optou por esse regime de tratamento. O término da internação se dá por solicitação escrita do paciente ou por determinação do médico responsável. Uma internação voluntária pode, contudo, se transformar em involuntária e o paciente, então, não poderá sair do estabelecimento sem a prévia autorização.

Internação involuntária
É a que ocorre sem o consentimento do paciente e a pedido de terceiros. Geralmente, são os familiares que solicitam a internação do paciente, mas é possível que o pedido venha de outras fontes. O pedido tem que ser feito por escrito e aceito pelo médico psiquiatra.
A lei determina que, nesses casos, os responsáveis técnicos do estabelecimento de saúde têm prazo de 72 horas para informar ao Ministério Público do estado sobre a internação e os motivos dela. O objetivo é evitar a possibilidade de esse tipo de internação ser utilizado para a cárcere privado.

Internação compulsória
Nesse caso não é necessária a autorização familiar. A internação compulsória é sempre determinada pelo juiz competente, depois de pedido formal, feito por um médico, atestando que a pessoa não tem domínio sobre a própria condição psicológica e física. O juiz levará em conta o laudo médico especializado, as condições de segurança do estabelecimento,quanto à salvaguarda do paciente, dos demais internados e funcionários.

Fontes: Lei 10.216/2001, Ministério da Justiça; Associação Brasileira de Psiquiatria; Cartilha Direito à Saúde Mental, 

do Ministério Público Federal e da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão; governo do estado de São Paulo"

https://www12.senado.leg.br/manualdecomunicacao/redacao-e-estilo/internacao-involuntaria-compulsoria

Obs: Grifos meu


CARGOS A SEREM CONSAGRADOS:
##Apostolo; Bispo; ##Capelão; ##Conferencista; ##Cooperador; 
##Diácono; ##Doutor Eclesiástico;  Evangelista; ##Juiz de Paz; ##Levita; Missionário; Pastor; ##Pastor Presidente; ##Pregador;  Presbítero; ##Psicanalista Eclesiástico; ##Psicólogo Eclesiástico; ##Reverendo; 
##Teólogo.

Quanta loucura! Quanta insensatez!!! Vejamos:

-Apóstolo: não é chamada ministerial -  Para se ser apóstolo tem alguns critérios(At.1:15-26;1Co. 15:1-10;Gl.1:11-242:7-10). Se existe ainda alguém que viveu essas experiências, tudo bem. Fora isso, não existem mais apóstolos. Na atualidade, caberia bem o título de Missionários a esses que se auto-intitulam apóstolos. Mesmo assim, se estes homens estivessem desbravando uma nova Obra do Senhor, 'fincando' igrejas onde ainda não há ou, levando o Evangelho até aqueles que ainda não o ouviram. Isso é ser um 'apóstolo'(missionário), hoje.

-Capelão: Não é cargo eclesiástico também, portanto não há consagração e/ou unção. Um capelão oferece orientação espiritual a pessoas que enfrentam circunstâncias difíceis. Por exemplo, hospitais, prisões e instalações militares costumam ter um capelão(padre ou pastor), disponível para aqueles necessitados de apoio religioso. Se essa profissão admirável parece ser a escolha certa para você, é necessário buscar uma certificação de um conselho de certificação de capelania reconhecido nacionalmente.

-Conferencista: Outro erro dramático! Quanta falta de conhecimento até mesmo da Língua Portuguesa!
O Conferencista, é um indivíduo que faz conferência(s), palestra(s), preleção(ões). É um orador. No caso evangélico, é alguém que prega a Palavra de Deus. E isso não é ofício, isso não é cargo eclesiástico. Será que para pregar alguém vai querer uma 'carteirinha' de Conferencista Nacional(ou, Internacional)? Deus me livre!!!

-Cooperador: É aquele irmão(ã), que estão na igreja local, começando a aprender trabalhar na Obra. É um aprendiz. Um aluno. Um discípulo. Alguém que coopera. O termo já diz tudo. Não há consagração para esses irmãos. Nunca!

-Diácono: É aquele que serve. Do original, o termo é servente. É um homem que já está sendo 'testado','observado' para ver se ele poderá ser um diácono. E ser for aprovado, é sua igreja quem deve 'ungi-lo', ou noutros casos, 'separa-lo', como obreiro local. Não se consagra/unge!

-'Doutor Eclesiástico' e 'Reverendo', não são funções eclesiásticas. Pelo contrário, são títulos honoríficos, isto é, como homenagem e agradecimento ao indicado pelos serviços prestados ao Evangelho, á Pátria, á Sociedade e etc.

-Juiz de Paz Evangélico: O título de Juiz de Paz Eclesiástico(Evangelico), é um título Honorífico, já que cada Ministro do Evangelho pode celebrar casamento Religioso com efeito civil, conforme as Leis resumidas abaixo:
De acordo com a CONSTITUIÇÃO da REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, Capítulo VII, Artigo 226, parágrafo 2º da LEI 1.110 de 23 de Maio de 1950 e da LEI Nº 6.015 de 31 de Dezembro de 1973 , mediante Certidão de Habilitação para casamento Civil e em casos específicos sem habilitação,estabelecidos pelos artigos 1515 e 1516 do Novo Código Civil Brasileiro , todos os Ministros religiosos atuantes em seus ministérios poderão exercer e serem titulados JUIZES DE PAZ ECLESIÁSTICO.

Percebeu que não existe consagração para tal? Basta apenas ser um Ministro do Evangelho - Presbítero, Bispo, Padre, Pastor, para exercer essa função, quando se fizer necessária.


-Levita: Com certeza, alguém que pertence á família de Arão, da tribo de Levi, como nos diz a Palavra. E esses homens-levitas, eram responsáveis por todo o cuidado referente ao templo, ao óleo da unção a ser fabricado, a manter em ordem a lenha no altar do sacrifício, manter a luz do tabernáculo acesa, tocar instrumentos, cantar louvores, desmontar/montar carregar o tabernáculo quando se fizesse necessário. Enfim, faziam todo o serviço. E um pequeno detalhe: esses homens e seus descendentes não tinham 'direito á nenhuma herança terrena. Sua herança seria o Senhor'. E seriam apenas homens. 
Interessante é que, os chamados levitas(cantores gospel) de hoje, que se auto intitularam, cobram para cantar. Não poderiam faze-lo, caso fossem levitas. E o sendo, só poderiam ser então, cantores - homens.
Veja o que o Texto Sagrado diz:


"Os sacerdotes levitas, toda a tribo de Levi, não terão parte nem herança com Israel; das ofertas queimadas do SENHOR e da sua herança comerão.
Por isso não terão herança no meio de seus irmãos; o Senhor é a sua herança, como lhes tem dito.
Este, pois, será o direito dos sacerdotes, a receber do povo, dos que oferecerem sacrifício, seja boi ou gado miúdo; que darão ao sacerdote a espádua e as queixadas e o bucho.
Dar-lhe-ás as primícias do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e as primícias da tosquia das tuas ovelhas.
Porque o Senhor teu Deus o escolheu de todas as tuas tribos, para que assista e sirva no nome do Senhor, ele e seus filhos, todos os dias.
E, quando chegar um levita de alguma das tuas portas, de todo o Israel, onde habitar; e vier com todo o desejo da sua alma ao lugar que o Senhor escolheu;
E servir no nome do Senhor seu Deus, como também todos os seus irmãos, os levitas, que assistem ali perante o Senhor,
Igual porção comerão, além das vendas do seu patrimônio".Dt 18:1-8.

-Pastor Presidente - É uma confusão generalizada o que andam fazendo: Não existe consagração/unção para Pastor Presidente!!!
Isso é falta de inteligência, nem é de bíblia.
Um pastor que está servindo á uma igreja, poderá num futuro, se tornar seu pastor  presidente, havendo a necessidade e se a igreja lhe fizer o convite.
APENAS ISSO, NADA MAIS!!!

-Pregador: Qualquer pessoa que prega a Palavra de Deus, com conhecimento das Escrituras. NÃO há consagração, porque não é função eclesiástica. Não há ordenação/unção/consagração para quem prega a Palavra. Será que todos os pregadores do Brasil terão que ser consagrados para serem reconhecidos como pregadores?

Psicanalista Eclesiástico:  Veja só, o que é o Curso de Psicanálise na esfera secular:
"A clínica psicanalítica opera com o que Freud chamou de transferência, orientando-se por suas manifestações. Lacan renova o conceito de transferência, privilegiando o laço libidinal do analisante com o analista a partir da instauração da suposição de saber. Portanto, no tratamento psicanalítico não se trabalha propriamente com uma técnica: a existência do inconsciente – e o trabalho com suas formações – se vale das formas de estabelecimento do laço de transferência com o analista. Por isso, nesta primeira Unidade do Curso, buscaremos elucidar os princípios que norteiam a operação analítica na instauração da transferência e no tratamento das manifestações sintomáticas. No Seminário de Leitura serão trabalhados textos provenientes dos Artigos sobre a técnica e o Seminário de Investigação será dedicado às considerações lacanianas sobre a transferência, a suposição de saber e a inclusão do analista como objeto na economia libidinal do sujeito"
Fonte:

Veja só o que o Curso 'Psicanalista Eclesiástico' é, e quanto tempo dura nessa instituição que estamos averiguando:
"Há uma grande necessidade de psicanalistas para orientar as pessoas na solução de seus problemas existenciais, tais como: fobias, ansiedades, depressões, obsessões, impulsos auto e heteroagressivos, angústias e crises de toda ordem. O profissional de Psicanálise ajudará a sociedade a ficar mais humana e a vida a ter mais sentido!"

"O Curso é composto por 3 apostilas mais 3 slides de treinamento, e corresponde a carga horária de 400 hrs de atividades acadêmicas.

O curso de Psicanálise Cristã, do Seminário IBTID, está disponível apenas na Modalidade a distância, temos duas opções para a realização do curso.

1º Opção: O material do curso é enviado por e-mail, Mais os Documentos (Certificado, Credencial de Psicanálista Cristão, termo de nomeação e Credencial de Seminarista), são enviados pelos correios, Custa R$400,00

2º Opção: O material é impresso e enviado por correspondência como também os documentos com a conclusão do curso, Custa R$850,00

Fica minha pergunta: Consegue formar-se um profissional em Psicanálise por correspondência?????

Ora, na igreja, para  se resolver problemas da alma, usamos apenas a bíblia, oração e jejum. Talvez alguém me ache radical. Pode ser que eu o seja. Mas, prefiro cuidar das ovelhas usando o método de Jesus, que sei, funciona, do que me aventurar a fazer um Curso por Correspondência que supostamente vai me dar todo o embasamento para eu cuidar da 'psiquê' dos outros e que não garante sucesso algum no tratamento.
A bíblia sim, me garante.

-Psicólogo Eclesiástico: Mais uma forma de arrancar dinheiro dos irmãos. Não existe esse Curso nem essa formação, reconhecida. É o mesmo caso do já citado acima.

-Teólogo: Me dá vontade de sorrir. Teólogo é todo aquele que faz, ou fez um Curso de Teologia. Seja ele básico, médio ou Bacharel. E essas pessoas nunca são consagradas ou e/ ungidas, porque isso não é chamada para ministério. É uma forma da pessoa querer receber um título e uma carteira. Vaidade pessoal!

COLAÇÃO DE GRAU DOS SEGUINTES CURSOS:
Aconselhamento Cristão; Bacharel em Teologia; Doutor em Teologia; Formação Pastoral; Mestre em Teologia; PhD em Teologia; Psicanálise Eclesiástico; Psicologia Eclesiástica.

"COLAÇÃO DE GRAU DE AUTORIDADE ECLESIÁSTICA OU MINISTRO DE CONFISSÃO RELIGIOSA" é realizada em reunião solene e com vestes talares "beca/toga e capelo" após juramento público obtém o Grau Legal de Ministro de Confissão Religiosa e de Autoridade Eclesiástica conforme artigo 295 VIII § 4º do Decreto Lei 3.689/41 e, obtém o Certificado e a Credencial com base na Lei Brasileira. Documento que em caso de prisão(???), garante direito a: comunicar um advogado, transporte individual(???) e cela especial separada dos presos comuns(kkkkkkkkkk. Onde? Aqui no Brasil? Quanta mentira!!! Grifo meu), pois se equipara em status, proteção e amparo legal de igual para igual com as demais Autoridades Constituídas do Brasil dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário(KKKKKKKKKKK). Credencia e habilita o portador a aconselhar os membros dos 3 Poderes e da ONU e, reunir e influenciar no Congresso Nacional(Será que existe alguém nesse país que ainda acredita em papai noel, também? kkkkkk -Grifo meu), para reprovar as leis antibíblicas e imorais como as que querem obrigar as igrejas a: fazer casamento de pessoas do mesmo sexo; concordar com o aborto; pena de morte; fim do casamento e legalização da união estável etc. etc.

"Você receberá uma credencial de autoridade eclesiástica e Deus vai te exaltar sendo um Conselheiro dos reis da Terra(a prepotência e o interesse de querer ser grande aqui. Justamente ao contrário do que Jesus ensinou - Grifo meu), e você será reconhecido por todos"(Grifo meu). 
Garante Ministração em igrejas, mídias, presídios e hospitais, tudo conforme o artigo 1º Lei 9.982 de 14.7.00 e os artigos: 24 Lei 7.210/84; 5º V, VI, VII, VIII, X, XVII e XVIII e 19, I, 150 VI, "b", 210 § 1º; 213; 226, § 3º CF; 306 CPP e 208 C.Penal e, artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos e ONU".

"UNÇÃO E CONSAGRAÇÃO DE PASTORES, BISPOS E APÓSTOLOS", 

Após comprovação do dom, vocação e chamado de Deus, é feita a confirmação pública perante os homens para ratificar o que Deus já chamou, conforme I Sam. 16:12-13 e 1º S. João 2.27 diz que o poder do conhecimento e da palavra que Deus libera por meio do seu Espírito que habita em nós é a arma de última geração e sempre foi a mais eficiente que possa existir, ela penetra até a divisão da alma e do espírito e esparge o Sangue Imaculado do Cordeiro Jesus purificando o pecador de todo o pecado e o arrancando das trevas do inferno para a eterna luz da Jerusalém Celeste(Não, os textos biblicos não dizem nada, absolutamente nada disso- Grifo meu).

O Senhor Jesus Cristo ungiu a Igreja para saber tudo "I S. João 2.20". E essa unção que é derramada pelo Espírito Santo e tem como símbolo o óleo, nos ensina todas as coisas, é verdadeira e não mentirosa, para que possamos permanecer eternamente com Cristo, e sejamos verdadeiros guerreiros e vitoriosos, cheios de sabedoria, graça e poder. 
O Obreiro de joelho e com a mão sobre a Bíblia faz juramento antes ser UNGIDO com azeite sobre a cabeça e, CONSAGRADO ao cargo ministerial, eclesiástico e bíblico vocacionado e, ser revestido de AUTORIDADE ESPIRITUAL e de PROFETA DE DEUS para evangelizar as nações, criar e dirigir igrejas e ministérios, participar ou criar conselho de pastores, ministrar libertação, restauração, cura divina, batismo, santa ceia, casamento e ensinar a doutrina para os fiéis, gerar e incentivar novos obreiros e, zelar do rebanho de Deus até o momento do arrebatamento ou do último minuto de vida, Mt 28.19-20 e Ef. 4.11 e, momento que é orado e derramado o óleo do chifre de carneiro sobre a cabeça de cada um dos presentes e ainda imposição de mãos.

INSCRIÇÃO E INVESTIMENTO: 
Alunos da Faculdade Gospel e filiados ao Conselho Federal de Pastor tem desconto de 30%. 

QUEM DEVE PARTICIPAR
  • Pessoas que já trabalham como pastores, e ainda não tiveram a oportunidade de serem consagrados pela convenção;
  • Obreiros que desejam e têm o chamado para ser pastor;
  • Quem tem o chamado para criar e fundar, dirigir e presidir uma igreja ou ministério;
  • Quem deseja crescer na sua própria igreja como pastor auxiliar e, depois, como titular;
  • Quem deseja ficar preparado para ser enviado pelo próprio ministério para outra cidade ou país;
  • Conhecimentos culturais e de crescimento na Bíblia e na doutrina cristã;
  • Quem deseja enriquecer o currículo e ajudar como conselheiro na própria igreja;
  • Quem deseja padecer por amor às almas e acelerar o dia do arrebatamento da Igreja;
  • Missionários, capelães ou obreiros que desejam ter um documento para facilitar o visto e viagens com fins religiosos para o Exterior;
  • Pessoas que já estejam no Exterior e desejam fazer o curso para continuar tendo a permanência de visto;
  • Pastores leigos para legalizar a situação perante a lei e convenções, com cursos, diplomas e credencial devidamente registrados (para poder fazer casamentos religiosos, participar de Conselhos, votar e ser votado, participar de diretoria, requerer alvará de funcionamento e trabalhar livremente com habilitação).  
Sou Pastor há mais de 30 anos, todavia não tinha nenhuma documentação nenhum curso e os membros sempre questionava minha formação teológica, ao fazer este curso minha vida nunca mais foi à mesma! Pastor Santo – Minas Gerais
Sempre tive vontade de ser Pastora mais na minha igreja não aceitava mulheres no cargo de Pastora, ao fazer o curso senti que meu chamado era para ser Presidenta de Ministério foi quando abri minha própria igreja, afinal não adianta ter chamado e ficar na igreja de braços cruzados sem oportunidade e sendo humilhada. Recomendo. Pastora Maria – São Paulo( Só o nome, sem sobrenome, sem telefone, email de contato - Estranho, não? -Grifo meu
Antes de fazer este curso e ser um pastor documentado e legalizado as pessoas viviam falando que minha igreja era pirata e clandestina hoje sou reconhecido pelo conselho de pastor da minha cidade e do meu estado e, faço parte do Conselho Federal e o Internacional de Pastor. Pastor Ricardo – Rio de Janeiro( Só o nome, sem sobrenome, sem telefone, email de contato - Estranho, não?)Grifo meu
Fiz o Curso de Pastor e Bacharel em teologia apenas para conhecer mais a palavra de Deus, hoje já sou líder na minha igreja local, mais não desejo ser pastora ao menos por enquanto. Irmã Teóloga Cristina - Bahia

Fotos da Ultima festa de Formatura:

Congresso Internacional de Unção e Consagração

Conselho Federal de Pastor
Faculdade Gospel
CGIADB
APAMEB
Formação de Pastor

Viva vencendo os impostores que negociam o reino de Deus e, pretensamente falam em nome Dele, quando Ele nunca os mandou!!! 

Abraços tristes.

Seu irmão menor.