27 janeiro 2012

“Quanto mais conheço os homens mais admiro os animais”


“Quanto mais conheço os homens mais admiro os animais”

Essa frase é muito antiga. Data de 1840 . Mas é tão nova, quanto o dia de hoje. Foi dita por Alexandre Herculano, escritor Português.
Meditando em minha vida, descobri que nestes 43 anos de vida, tenho experiências de sobra. Talvez, se eu resolvesse escrever sobre as 'minhas experiências, você acharia que já tenho uns 60 anos de idade.
Aprendi muito nesse período com as pessoas.
Já pude desfrutar do prazer de ter ao meu lado pessoas boas, amáveis, sinceras, honestas, servas de fato de Jesus Cristo e também pessoas amigas.
Com essas aprendi o valor da amizade, como conservar coisas boas, aprendi a viver e conviver com problemas; pude aprender a noção de equidade, justiça sem ter que pender para um dos lados.
Mas encontrei nessa caminhada muitas pessoas ruins, azedas, hipócritas, desonestas, servas do Diabo e que se mostraram monstruosas em suas atitudes para com seus semelhantes.
Pessoas existem de todas as maneiras que se possa imaginar.
Há pessoas que, diante do que fazem a outrem, custa-me acreditar que são de fato 'humanas', pois as ações testificam que não são.
Mas além do convívio com homens, pude conviver também com animais. E como sempre gostei muito dos felinos, pude ter, durante esses anos, 4 bichanos. Todos eles viveram muito. O que mais viveu foi uma gatinha muito meiga que morreu de velhice ao completar seus 14 anos de idade.
Meus gatinhos foram companheiros, 'preocupados' com meu atraso ao chegar tarde em casa e numa ocasião, devido à força maior, tive que me ausentar de casa por alguns dias e quando cheguei, fui recebido como se fosse o único ser vivo que o bichinho conhecia.
Me lembro que ele enfiava a carinha em minhas mãos, querendo me abraçar. Passava seu focinho em meu rosto, querendo me afagar. E mais: durante uns 40 minutos, não me deixou só. Tive que ficar com ele no colo.
Difícil de entender isso. Mas isso também é amor. Eles não pensam, mas sentem a ausência.
Não sabem falar, mas demonstram com atitudes que amam.
Não conseguem verbalizar seus sentimentos, mas o põe à mostra.
Sempre vejo pela mídia, as diversas, que uma mãe abandona seu bebê em algum lugar ou o mata. Atitude no mínimo 'animal', para um ser dotado de inteligência. Em contrapartida, pelas mesmas mídias, vejo cadelas que adotam porquinhos, gatas que adotam cachorrinhos, e até ví dia desses uma galinha que adotou três gatinhos, porque a mãe gata, os rejeitara.
Que lição para a raça humana, não?
De toda a criação de Deus, a mais bela é sem dúvida a raça humana, que ele criou com Suas próprias mãos e assoprando nela, o Seu fõlego de vida.
O homem deveria ser o mais bem dotado de inteligência, amor e respeito para com os seus semelhantes, no entanto não é assim.
Desde que o pecado adentrou o mundo, o homem ficou à mercê dele. E a raça humana se degenerou.
Voltando à frase acima, fico admirado em enxergar tanta verdade em poucas palavras.
Ora, à medida que venho convivendo com diversas pessoas e em diversas situações, percebo o quanto o ser humano é 'desalmado'. Como a bíblia diz, através de Paulo a Timóteo, o homem perdeu o 'afeto natural', com o qual nascemos e se tornou extremamente duro e insensível.
Tenho vivido dias difíceis, pois cuidar, zelar de pessoas não é nada fácial, pois essas pessoas com quem se lida, não têm dificuldade alguma em planejar e executar um plano ardil, para destruir outras pessoas, relacionamentos, entidades e/ou qualquer situação que possa lhe servir como ameaça.
Perdeu-se o temor a Deus. E não estou dizendo isso lá no mundo, 'que jáz no maligno', mas dentro do arraial dos santos de Deus.
Hoje, eu desconheço pessoas que prezam por uma amizade real e verdadeira de fato.
Não consigo ver pessoas que amam outras, sem terem algum interesse.
Percebo a facilidade como os amigos se tornam inimigos por causa de traições que foram feitas, em troca de algum beneficio.
Vejo que estamos nos destruindo mutuamente.
A falta de respeito e de carinho para com as pessoas à nossa volta, está tão distante que algumas pessoas não têm conhecimento do que seja isso.
Pessoas trocam 'favores', querendo favores. Sejam estes lícitos ou ilícitos.
No meio evangélico e/ou gospel, isso fica mais evidente: pessoas que você a tem como irmão( e veja que irmão é uma denominação do laço parentesco mais forte), estão procurando meios para destruí-lo, simplesmente pelo fato de que você, por exemplo, canta bem; ensina bem; é admirado por várias outras pessoas pelo bom trabalho exercido na Comunidade e/ou Igreja que frequenta.
Sei que a 'raça humana' é uma só independente do tempo e lugar, mas, como ficam as Escrituras que afirmam categoricamente que “se alguém está em Cristo, nova criatura é...”.
Essa palavra é verdadeira, como é que pessoas desse nosso meio, continuam sendo avarentas, mentirosas, hipócritas, inventoras de males, caluniadoras, sem respeito e até mesmo ás vezes, sem nenhum pudor, sem compaixão e prontas para tomarem qualquer atitude, desde que elas sejam beneficiadas.
Como crentes em Jesus que somos, continuamos do mesmo jeito?
Como pode um amigo, de vários anos, em quem se tem total confiança trair o outro, e ainda pensar que 'o fêz por que acreditava que isso era o melhor'? Desde quando uma separação produzida, criada por alguém, é melhor do que uma amizade verdadeira e fiel?
Estou muito gasto por ver e rever essas coisas sempre acontecerem e alguém sempre querer ter um 'argumento' que justifique sua falha, o seu erro 'quase imperdoável',(da parte humana).
Estou aborrecido, em ver o quanto não se preza hoje por uma boa amizade e companheirismo.
Isso me enfada e sempre me decepciono também com situações que acontecem comigo, bem semelhantes a essas.
Nunca jamis direi que um animal é melhor que o homem porque na verdade não o é.
Jamais direi que conviver com um animal é mais vantajoso do que com uma pessoa, porque não é. Mas existem algumas coisas que quero compartilhar com você, no que diz respeito a 'possibilidade de se estar em algum tempo' com animais do que com certas pessoas.
1- O Homem é o único animal que pode permanecer, em termos amigáveis, ao lado das vitimas que pretende engolir, antes de engoli-las.
2-Na busca desesperada de ter, o homem esquece de ser
3-Os males de que padece o ser humano, em seu maior número, vêm dele mesmo
4-O que os homens mais lentamente perdoam é o mal que de ti disseram.
5-Os homens não têm muito respeito pelos outros porque têm pouco até por sí próprios
6-O homem é o único animal que pensa. Entretanto é o único que pensa que não é animal.
7-Uma nação está em estado de decomposição quando os maus são ovacionados e os bons discriminados!
8-No fim, os animais estão certos. É...e nós é que dizemos que somos racionais...Quanta racionalidade. Destruímos a nós mesmos, com nossas armas e bombas, com nosso egoísmo, além de destruir tudo o que está ao nosso redor. Se existe alguém que poderia fazer tudo muito coerente e viver digna e amigavelmente, esse alguém é o Ser Humano. Mas, ele quer isso?
O homem, apesar de ser racional, age de uma forma bem diferente do animal, destacando a sua inteligência e a forma do seu comportamento.
O homem tem inteligência, consciência e capacidade para analisar seus atos, executar suas tarefas, planejar suas atividades e colocá-las em prática.
O homem através de sua inteligência e capacitação, chega a atingir as coisas sensíveis e corporais e também as realidades imateriais e incorporais. Como por exemplo: a verdade, o tempo, o espaço, o bem, a virtude etc.
O homem, através das suas diferenças defronta-se com seu comportamento, pois o homem é um ser surpreendente; sua mudança é constante, seus hábitos, costumes, crenças e culturas. A palavra “razão”é o que predomina em seu vocabulário.
Hoje é lamentável a forma em que o homem vive, ele se destrói a cada minuto, tanto de uma forma carnal, como espiritual.
Os animais, considerados como um ser irracional, por mais que possamos pensar que ele é um ser livre, realiza seus atos impelido pelas suas sensações, pelos apetites e pelo instinto natural, para um fim de que ele mesmo ignora e cujas conseqüências não consegue nunca prever.
Os animais também são seres inteligentes, mas sempre se reduz à sensibilidade, é um ser que age de acordo com seu instinto, porém seus sentimentos são fortes e puros em relação ao homem.
Os animais não visam um conhecimento para o futuro, mas vivem a realidade do momento, se expressam de uma maneira natural para a vida.
Os animais são na verdade seres organizados, dotados de um sentimento profundo e expressam essa forma de vida aos olhos dos homens que não entendem, nem compreendem e nem respeitam um ser que é tão lindo e natural, independente de sua espécie.
O homem domina todo espaço que encontra, ele infelizmente interfere até no espaço animal. O homem sempre visa o seu objetivo, sem se importar se irá destruir outras vidas, o homem ao mesmo tempo que constrói, destrói tudo num simples piscar de olhos, o homem fez deste mundo um barril de pólvora que a qualquer momento pode explodir.
O homem é um ser que tem atitudes que muitas vezes deixam a desejar, nos deixam entristecidos e com os corações feridos. Já os animais não fazem isso jamais.
Os animais de estimação sabidamente são capazes de trazer conforto, principalmente em momentos ou fases de solidão. Nessas horas, a troca de carinho e a atenção recebida do animal ajudam na liberação de hormônios importantes, atenuando o sofrimento. Além disso, os animais têm uma incrível capacidade, que está em desuso entre os humanos: perdoar! Por mais agressivo que possa ser o dono eventualmente com o animal, transferindo suas neuroses e frustrações, o “amigo” perdoa rapidamente e está novamente sempre disponível para uma brincadeira, dando plena atenção a seu dono. Isso sem contar que a maioria deles (cachorros, gatos, cavalos, coelhos e outros) são dotados de grande capacidade emotiva. Não é a toa que seus donos dizem que “só falta falar”. E ainda bem que não falam, já que eles podem nos ensinar que as atitudes valem muito mais que o discurso.
Certos seres humanos são bem mais perversos do que os animais. O homem que assassina, que tem a torpeza de estuprar uma criança indefesa, que condena milhões de pessoas a viverem miseravelmente abaixo da linha de pobreza, é um ser pérfido, truculento, e egoísta pois vive unicamente em função de si mesmo, hostilizando tanta gente indefesa. Confrontando esse ser com animais irracionais, notamos uma disparidade de comportamento assustador, tendo em vista que o animal, em sua maioria, só ataca, quando se vê ameaçado ou para se alimentar, visando unicamente a sua sobrevivência, sem atentar contra a extinção das espécies. Ao contrário deles, determinados homens agem como verdadeiros predadores, chegando ao ponto de eliminar seu semelhante, através de guerras ou motivos banai
Quero me 'humanizar' mais.
Preciso ser mais humano,
Prá não me tornar em um animal qualquer.
Grande abraço.
Vivam vencendo!!!
Seu irmão menor.
Veja esse vídeo:


0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright 2013 Todos os direitos reservados | Blog Uma Alma Sedenta | Em Defesa da Fé Cristã Protestante