14 novembro 2012


Segurança na Rede: adolescentes escondem suas atividades na web


Segundo o estudo, 70% dos jovens de 13 a 17 anos admitem que escondem as suas atividades na web. 32% deles afirmam que acessam conteúdo pornográfico na rede, de acordo com a CNET. A maior parte dos adolescentes escondem dos pais o que fazem na internet, de acordo com pesquisa da McAfee. 
jovens Segurança na Rede: jovens escondem suas atividades na web
O conteúdo acessado na maior parte das vezes não é indicado para a idade dos adolescentes, mas nem por isso os pais se preocupam com o que seus filhos vêem na web – quase metade de um total de 2 mil entrevistados acham que sabem tudo o que os filhos acessam na internet.

A McAfee aponta para um crescimento do número de adolescentes que escondem os hábitos virtuais dos pais – em 2010, 45% deles admitiam mentir sobre o que faziam na rede. “Há um grande crescimento no número de jovens que conhecem meios de esconder o que eles fazem online”, afirmou o especialista de segurança na web da McAfee, Stanley Holditch.
O estudo mostra que 53% dos jovens apagam o histórico do navegador para esconder a atividade dos pais, enquanto 46% escondem a janela na hora que seus pais passam por perto do computador.
Além do conteúdo não indicado, 15% dos adolescentes também admitem já terem hackeado alguma conta em redes sociais e 31% baixaram filmes ou música pirata.

Comentário de Wáldson: Essa pesquisa só veio aclarear ainda mais para nós aquilo que já sabíamos: nossos adolescentes estão mergulhando-se cada vez mais nos conteúdos violentos e eróticos da net.
Precisamos com urgência levar a Palavra de Deus a eles e aos que já estão em nosso meio, conversar com eles abertamente sobre o perigo e o risco a que se estão expondo.
Precisamos conscientiza-los da grande necessidade de fugirem dessa praga que é acessar páginas de sexo explícito e/ou de nudez que irão trazer a esse adolescente um enorme problema emocional mais tarde.
Peçamos a Deus que nos oriente e que nos guie na Verdade para que possamos livrar nossos 'pequenos' de tão grande mal.
Por outro lado, está cada vez mais fraca a vigilância dos pais quanto ao que os filhos estão vendo na net. Se dentro de casa, os pais não conseguem acompanha-los, muito menos fora de casa.
Precisa-se de que os pais e responsáveis atentem para sua obrigação de manter uma constante  vigilância sobre o que seus filhos vêm e na primeira ocasião em que forem flagrados vendo o 'indecente', repreenderem e aconselha-los sobre o grande mal que estão fazendo primeiramente a sí mesmos.
Cuidemos enquanto podemos.
Grande abraço.
Vivam vencendo!!!
Seu irmão menor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário