31 dezembro 2012

 "No 2012 morreram por sua fé 105 mil cristãos"


O sociólogo Massimo Introvigne, coordenador do Observatório da Liberdade Religiosa na Itália, afirmou que "se estima que no 2012 morreram por sua fé 105 mil cristãos, isto é, um morto a cada 5 minutos". 

O especialista sustentou que se trata de proporções horríveis", e recordou aos cristãos que atualmente sofrem perseguições no mundo ou que morrem por causa de sua fé.


 "As zonas de risco são muitas, podem-se identificar basicamente três principais: os países onde é forte a presença do fundamentalismo islâmico -Nigéria, Somalia, Mali, Paquistão e algumas regiões do Egipto-, os países onde ainda há regimes totalitarios de impronta comunista, encabeçados por Coréia do Norte, e aqueles onde existem nacionalismos étnicos (...) como o estado de Orissa, na Índia", explicou. 


Ainda que os assassinados são cristãos tanto evangélicos como católicos ou coptos, os meios de países católicos se referiram a estes mártires como se fossem só católicos, um “monopólio” dos mártires ao que os meios de comunicação de países de maioria católica estão habituados e nem sequer enfatizam, mas que não deixa por isso de ser surpreendente e profissional e eticamente desprezado.
ProtestanteDigital

Nenhum comentário:

Postar um comentário