25 dezembro 2012


Pra. Elizete Malafaia publica reflexão sobre o Natal: “Ser cristão é ser um pequeno Cristo nesta terra”

A pastora Elizete Malafaia publicou uma reflexão a respeito do Natal e desejou que como resultado da celebração, as características de Jesus estejam presentes na vida dos fiéis.
A esposa do pastor Silas Malafaia escreveu que “o Natal representa o nascimento de Cristo dia após dia em nossa vida”, e que como resultado disso, “ser cristão é ser um pequeno Cristo nesta terra, um discípulo de Jesus que vive de acordo com o que Ele ensinou com sua própria vida”.
Elizete sugere que uma reflexão profunda sobre a vida e testemunhos seja feita, a fim de que a busca pelo aperfeiçoamento seja uma constante: “Que neste dia, vocês possam repensar sobre o que o nosso Senhor e Salvador veio ensinar-nos com sua vida e com seu relacionamento com Deus e com os homens”.
- Que o amor, o perdão, a alegria, a paz, a bondade, a mansidão, a tolerância, a compaixão e o domínio-próprio sejam constantes em nosso viver diário! Que a intimidade com Deus, a unção, a autoridade e o poder divino sejam desenvolvidos em nossa vida diariamente até chegarmos à estatura de Cristo! – desejou a pastora.
Confira abaixo, a íntegra da reflexão da pastora Elizete Malafaia, publicada no site de seu marido, pastor Silas Malafaia:
E ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de JESUS, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. (Mateus 1.21)
E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens. (Lucas 2.52)
O Natal representa o nascimento de Cristo dia após dia em nossa vida. Ser cristão é ser um pequeno Cristo nesta terra, um discípulo de Jesus que vive de acordo com o que Ele ensinou com sua própria vida.
Querido irmão, que o Natal seja uma data especial para você e para todos os seus familiares. Que neste dia, vocês possam repensar sobre o que o nosso Senhor e Salvador veio ensinar-nos com sua vida e com seu relacionamento com Deus e com os homens!
Que o amor, o perdão, a alegria, a paz, a bondade, a mansidão, a tolerância, a compaixão e o domínio-próprio sejam constantes em nosso viver diário! Que a intimidade com Deus, a unção, a autoridade e o poder divino sejam desenvolvidos em nossa vida diariamente até chegarmos à estatura de Cristo!
Meu desejo de todo o coração é que você e sua família tenham Jesus reinando em sua vida, para que as marcas dele estejam impregnadas em tudo o que fizerem, em suas palavras e atitudes. E, assim, todos verão e sentirão a diferença em seu viver, sendo atraídos para Deus por sua vida, seu modo de ser e de agir.
Que Deus o abençoe cada dia mais!
Um forte abraço e Feliz Natal!

Comentário de Wáldson: Meus queridos irmãos e amigos, a cada dia, vejo que a doutrina de Jesus Cristo tem sofrido grandes discrepâncias. Fico intrigado em ver como pode pessoas que têm conhecimento da Palavra, cometerem erros grosseiros contra a mesma????
O que a Pra. Elizete disse é uma heresia que já foi combatida pela igreja há séculos atrás.
Nós não somos e nunca seremos 'pequenos cristos' nesta terra.
Isso é um engano!!!!!!
Essa mesma frase foi proferida pelo Pe. Beto, proferida na Missa de  Ramos(09/04/2009-http://www.jdv.com.br).
Esse é um erro doutrinário que deve ser combatido.
Senão, vejamosO termo “cristão” foi usado pela primeira vez para designar os seguidores de Cristo em Antioquia, conforme Atos 11.26 e aparece apenas duas outras vezes em toda a Bíblia (At 26.28 e 1Pe 4.16). Não tem nada a ver com ser pequenos cristos, como querem alguns hoje. Não somos pequenos cristos. Essa terminologia é nova, tem início entre os pregadores da prosperidade como Essek Kenyon e Kenneth Hagin e seus filhotes. Isso para dar a idéia de que temos poderes de criar as coisas com a nossa palavra falada. Mas ficou no imaginário dos crentes modernos a idéia de que somos pequenos cristos. Isso é um engano que não condiz com as Escrituras. Em nenhum lugar existe a declaração de que cristão significa pequenos cristos. A palavra grega para cristão significa seguidor de Cristo. Ele, portanto, é a pessoa central e não nós.
O termo cristão identifica alguém que pertencia, parecia – no modo de viver e falar, ou seguia a Cristo e se originou na igreja ou provavelmente entre os incrédulos como um apelido depreciativo. O fato é que parecer com Cristo na doutrina e na prática é a identidade de quem é seu discípulo. 
Em suma, o cristão é aquele que ama como Jesus amou – sem preconceitos de quaquer espécie; Pensa como Jesus pensou – isso é ter a mente de Cristo; Sente o que Jesus sentiu – misericórdia com justiça e graça; Vive como Jesus viveu – só se vive como Jesus se for de Jesus. A grande pergunta que devemos fazer em todas as circunstâncias de nossas vidas é esta: o que faria Jesus em meu lugar?
Ou você vive o Evangelho como deve ser ou então você está brincando com Deus e pensa que é cristão. Agostinho disse certa vez:"Se, no Evangelho, você crê no que quer e ignora o que não quer, você não crê no Evangelho, mas em si mesmo”. 
É triste ver uma grande mentira, se passando como uma enorme verdade!!!
Abraços a todos.
Tenham um Natal abençoado.
Vivam vencendo as heresias!
Seu irmão menor.



Nenhum comentário:

Postar um comentário