04 março 2013

A Música e os Seus Poderes

O Que é a Música

A Música é uma expressão cantada no mundo inteiro por várias gerações passadas (leia Êxodo 15:1), presentes (leia Salmos 92:1-4; 96:1-2) e até as que hão de vir. O universo, os pássaros, uma grande parte dos seres vivos, cantam músicas (leia Jó 38:7). A essência da música ou belo musical, reside na feliz harmonia dos sons consoantes e dissonantes, na intensidade de penetração da emoção transmitida.
São considerados sons consoantes aqueles que produzem som desagradável ao ouvido. De acordo com o tom em que é executada. O tom maior é próprio das canções de alegria; e o menor, é próprio das canções tristes e melancólicas. A música mexe com a nossa alma e com o nosso sentimento.

A Origem da Música

Uns supõem que a música é antiga quanto a humanidade e teria se originado das manifestações orais de sons, expressão de dor, alegria e sobre tudo a imitação dos sons da natureza, como o farfalhar das folhas, sibilar do vento, o murmúrio das águas, o cantar dos pássaros, etc.
Falou em música virou polêmica, pois várias pessoas de religiões e idades diversificadas a ouvem sem ter nenhuma interpretação sólida. A cada dia estão no auge dos palcos coloridos de sensualidade e drogas. Shows com efeitos demoníacos e músicas com tons que destroem a vida moral, social e espiritual, trazendo conseqüências que prejudicam a família e até mesmo a sociedade.
A música é capaz de comandar os atos de quem a cante, de quem a ouve mesmo sem que o mesmo saiba. A música é um meio de comunicação , é um ritmo de conversa, é uma mensagem cantada, e além de tudo é uma força que pode atuar no consciente e inconsciente das pessoas que a ouvem.
Umas são divinas, outras são diabólicas, quando raramente vemos músicas de sentido natural. Nós sem percebermos, estamos deixando o verdadeiro louvor ser engolido pelo vírus da “Nova Era” da música.
Batidas quentes de uma mera emoção carnal que não traz nenhum resultado para o nossos corações. O texto desta apostila fará você descobrir a importância e as qualidades da música.
A idade da música não é definida na história nem biblicamente. A Bíblia afirma que a música já existia antes da humanidade (leia Jó 38:1-7). A música foi criada para perfeito louvor a Deus. Hoje existem 3 tipos de música: Satânica, Divina e Humana.
A primeira referência de música na Bíblia está em Gênesis 31:27, sobre Jubal filho de Lamaleque, como sendo inventor de instrumentos musicais. O primeiro cântico que a Bíblia revela é o de Moisés, quando atravessou o mar vermelho com todo o povo de Israel (leia Êxodo 15:1,20), ele cantou em agradecimento ao Senhor, assim como Miriã.

Alguns Elementos Básicos da Música

Podemos dizer que a música é uma fonte inesgotável, pois não tem fim, não se acaba, é eterna. Nós podemos classificar a música em dois elementos: Letra e Ritmo.
A letra da música é o texto que se canta, ele é que expressa a mensagem a de quem. O ritmo é o tom ou a melodia da música; é a combinação das notas musicais que da diferentes sons a mensagem escrita, nascendo então a música. Ela foi criada por Deus em eterna harmonia de sons diferentes. Satanás a todo o tempo vem lutando para ser o único adorado no universo, com isto ele usa sentidos da música para fazer com que a humanidade o adore, mesmo sem que o saiba. O diabo senta ao meio de muitas músicas e atua nos ritmos para ter batidas diabólicas e toques satânicos.
Na maioria das vezes atua na letra, escrevendo mensagens satânicas que destruirão a humanidade aos poucos, sem que perceba. Infelizmente a Igreja está começando a ser afetada gravemente com este tom maligno, que traz ritmos novos, danças e letras de desgraça total e muitos na Igreja do Senhor não tem notado a mudança no louvor atual. 

O Poder da Música

A música contém uma força incomparável para atuar no consciente e inconsciente humano. Como já falamos, a música pode ter três inspirações: Divina, Humana e Satânica.
Música Divina – é aquela que é inspirada por Deus ao homem. Quando uma música é divina, podemos ter certeza de que ela somente fará bem a quem a cantar e a quem a ouvir. Temos como exemplo os hinos dos Cantor Cristão;
Música Humana – é aquela inspirada pelo homem, sem sentido de louvar nem a Deus nem ao Diabo, mas em louvor à carne, ou até para uma propaganda. Evitamos ouvi-las, pois não fazem bem ao nosso espírito, nem a nossa alma (leia Colossenses 3:14-17);
Música Satânica – é dirigida a adoração a Satanás, e causam grandes desgraças à vida por total. 

Hábitos e Atos dos Cantores de Satanás

Como você leu anteriormente, a música foi criada para adoração à Deus, porém Satanás se aproveita da obra criada para ser adorado pela nações como ele sempre desejou (leia Isaías 14:3).
Com esta idéia, ele usa seus adeptos de uma forma escravizante com todo o tipo de iniquidade para separar o homem de Deus (leia Isaías 59:2). O Diabo procura de todas as formas fazer com que o homem pratique tudo ao oposto de Deus como no Jardim do Éden, quando Deus disse para não comer da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal (leia Gênesis 2:15-17). Mas Satanás fez com que o homem praticasse ao contrário (leia Gênesis 3:1-6), vindo sobre o castigo (leia Gênesis 3:14-19). Podemos afirmar com absoluta certeza que parte da humanidade de hoje se encontra cega e surda quando das obras de Satanás (leia II Coríntios 4:4).
Cantores e atores são usados principalmente como máquinas para propagar doutrinas satânicas, por isso eles são usados por satã e se apresentam com hábitos e atos diabólicos como a prática da feitiçaria, prostituição, homossexualismo, lesbianismo, necrofilia, pedofilia, zoofilia, bissexualismo, consagração e obras de magia negra. Alguns comem até carne de cadáveres, morcegos e pintinhos em plena tela da Televisão.
Eles se pintam, se vestem e se portam como adoradores de Satanás, vomitando em seus fãs, como o grupo de rock K.I.S.S. (onde o seu significado não é beijo em inglês mas sim Knight’s in Satan Service, ou Cavaleiros a Serviço de Satã) faz em muitos de seus shows. Alguns como Rod Stewart, manifestando o torpe terrível desejo de praticar sexo com os anjos, como os homens de Sodoma e Gomorra (leia Gênesis 19:4-11).
Podemos afirmar que 80% dos roqueiros estão ligados ao uso de drogas. O público presente nos shows grita, geme, chora, arranca os cabelos, se agride, usa drogas, se despe, ficam as vezes completamente nus, se entregando à prostituição caindo em uma verdadeira overdose, na maior degradação moral, sendo que muitos deles estão ligados ao “Movimento “Nova Era” (New Age), que se utiliza da Bíblia manipulando e anunciando o AntiCristo que deverá vir na era de “Aquários”, atual época. (leia Mateus 24:5).

A Música Aliada a Seitas Demoníacas

A música por ser um veículo de comunicação poderoso, o diabo se aproveita para usar dela uma forte destruição espiritual, fazendo com que seus ouvintes sejam enganados por textos cantados e por fim aceitar movimentos e seitas diabólicas, com doutrinas e ensinamentos forjados no inferno.
A “Nova Era” na música é o mesmo que música profana pois glorifica ao homem a medida que se coloca como meio de elevação ou sublimação espiritual, divinizando-o (leia Gênesis 3:5). Estilo, mistura com o som de um passado remoto com o de harpas cítaras e hinos tibetanos, com as sonoridades futuristas derivadas de recursos tecnológicos de nosso dias.
Calcula-se que haja no mundo inteiro cerca de seis mil músicos explorando o chamado som da “Nova Era”. Místicos não costumam colocar fotos nas capas de seus discos afirmano não saber como receberão a música e que ele pertence ao deus cosmo.
Quanto à música, se é bem suave está sendo usada entre outras finalidades para hipnose e meditação (mantra indiano). Crêem que podem obter através da música uma transformação da consciência. Para a “Nova Era” o novo homem será “um homem que ouve”. A música assume assim uma posição nada desprezível como veículo altamente eficiente na transmissão de conceitos e influências do movimento “Nova Era”.
O espiritismo, se encontra na música de forma clara ou às vezes disfarçada, para que os ouvintes das músicas sejam lançadas sem que se perceba e levados para o interior do inferno.
Por exemplo, os cultos afro-brasileiras, destacando a umbanda, que é a seita afro-brasileira mais conhecida pelas crianças do Brasil como o Folclore, que contém danças de roda, cantos com versos demoníacos, como a cantiga de roda “Escravos de Jó”, e muitas outras que veremos a seguir.
Atualmente o R.C.C. ou Renovação Católica Carismática está obtendo músicas evangélicas, para cantar em suas igrejas com duas intenções:
1º - Imitar os crentes verdadeiros fazendo com que seus fiéis não abandonem suas igrejas (leia Mateus 24:23 e 24);
2º - Querem ficar parecidos com a igreja pura do Senhor (leia Apocalipse 3:15-17), e seus ensinamentos malignos sejam apoiados indiretamente enganando a muitos (leia Efésios 5:6-13).

Símbolos Diabólicos Usados pelos Cantores Satânicos

A nossa língua contém símbolos que usamos para nos comunicar, que chamamos letras. Porém os japoneses que não conhecem a língua não sabem o que querem dizer esses nossos símbolos. Da mesma foram quem não conhece os símbolos dos ocultismo, jamais irão saber o que eles querem dizer. Os cantores usam símbolos as “Nova Era” e do ocultismo para se comunicar com os demônios, oferecendo a eles adoração, invocação, amaldiçoando enfim uma série de rituais.
Triângulo de cabeça para baixo, as vezes desenhado ou formado com a inclinação do dedo indicador médio, conhecido como sinal de paz e amor, significa invocação a satã;
Mão de chifre, se forma com a mão fechada, ou os dedos mínimo e polegar levantados e os demais para baixo, mais usado pelos cantores de rock e punk, significando aceitação ao Anti-Cristo, a Besta 666;
Tridente ou garfos de três dentes, às vezes desenhando ou formando com os dedos indicador, médio e anelar levantados para cima, significando também invocação ou dizendo que ele está presente na obra realizada;
Triângulo equilátero, é um triângulo de partes iguais, com um ou dois olhos no centro, significando o símbolo da magia negra e feitiçaria e afirmando a presença de Satanás;
Meia lua, significando a iniciação na feitiçaria;
Letra X, na matemática significa “incógnita”, ou seja, valor desconhecido, algo que não se sabe. Aparecem em nomes, temas de músicas e outros. Exemplo: força X, X homem, X luz;
Yin-Yang, o Bem-Mal, também a é um sinal da “Nova Era”, significando a parte branca com a bolinha preta “Deus com um pouco de imperfeição. A parte preta com a bolinha branca significa Satanás saindo com alguma vantagem ou vitória sobre Deus;
Raios em forma de “S”, significa “S” de Satanás. Na “Nova Era”, significa arma do deus Zeus;
Raio com três pontas, significa Satanás presente ou consagração à Satanás. Este símbolo lembra-nos a caída de Satanás (leia Lucas 10:18);
Pentagrama, simboliza estrela da manhã, um dos nomes a qual Satanás era chamado (leia Isaías 14:12). Este símbolo é usado na conjuração de espíritos maus, nos rituais ocultistas e em obras de feitiçaria;
Cruz satânica, é um sinal de interrogação invertido na cruz de Cristo, questionando a idade de Deus;
Cruz quebrada ou símbolo da paz, não passa de um escárnio da cruz de Cristo. Uma pessoa que se junta ao satanismo pode em um ritual receber nas mãos, uma cruz de cerâmica para inverter e quebrar as barras a fim de mostrar rejeição a Jesus Cristo;
A Suástica, ou roda do Sol é um antigo símbolo religioso usado bem antes de Adolf Hittler vir à cena. Ele foi usado em inscrições budistas, movimentos celtas e moedas gregas na adoração ao deus Sol, supõe-se que representa o curso do Sol céus;
Anarquia, representa a abolição de toda lei, inicialmente os da música punk usaram este símbolo, mas agora é largamente usado pelos seguidores do Heavy Metal;
Hexagrama, também conhecida como estrela de Davi ou Timbre (crest) de Salomão. Este símbolo foi usado pelos egípcios bem antes dos israelitas o adotarem. Os judeus começaram a usar o símbolo de Davi durante o cativeiro babilônico e agora tem claro significado judaico que jamais pode ser condenado. Entretanto ele é um dos símbolos mais potentes no trabalho das forças que hipnotizam e seduzem. Mais espíritos juntam forças e convocações da pessoa que está preparando o hex-feitiço. O Hexagrama da bandeira de Israel não é usado por este motivo. O Hexagrama é o mesmo que dois triângulos, um ao contrário do outro formando uma estrela de seis pontas;

Alguns Cantores Satânicos e seus Comportamentos

É bom lembrar que no dia-a-dia na história da música, vão surgindo novos adoradores de Satanás, sendo que de uma maneira real ou disfarçada, enganam a nossa geração, pervertendo e escravizando crianças, adolescentes, jovens e todos de um modo geral, estimulando ao uso de drogas e à prática de perversões maléficas e diabólicas, destruindo vidas, lares e levando almas ao inferno. Satanás vem procurando ser adorado desde a antigüidade. Com sua maneira de persuadir, ele engana muita gente.
Temos o exemplo da imagem que Nabucodonosor levantou para adoração (leia Daniel 3:5), Satanás tentou fazer com que até o próprio Jesus Cristo o adorasse, em uma troca de riquezas materiais (leia Mateus 4:8,9). No mundo atual, podemos ver dezenas de declarados adoradores de Satanás como:

Internacionais

“Billy Halley e Seus Cometas”, que em seus shows, o público começava a ficar possuído de demônios, que chegavam ao ponto de tirar suas roupas, arrancarem seus cabelos, uns gritando e outros desmaiando no meio daquele ritmo satânico, levando a juventude para as drogas e prostituição;
“Beatles”, que significa “Besouros” com base no mantra e yoga, compuseram canções demoníacas e perversas como “Revolution 9”, na qual contém a seguinte mensagem retrocedida: “levante o meu astral ó homem morto, deixe-me sair”. Mais adiante encontramos esta invocação: “ligue-se a mim cadáver”. Os Beatles são o conjunto mais popular dos últimos tempos, não se preocupavam com a virtuosidade ou improvisação, mas sim com a eficácia da mensagem. Por isso a música de rock situa-se ainda hoje, numa encruzilhada caracteriza-se pela monotonia, pela repetição muito freqüente e invariável na mesma seqüência de trechos musicais;
“K.I.S.S.”, sua sigla significa “Knight’s in Satan Service” ou “Cavaleiros a serviço de satan”. Este conjunto é acusado de praticar atos de sadismo contra suas jovens fãs. Em sua música “Criaturas da Noite” ela esconde uma mensagem ouvida através da inversão que diz: “eu sempre quis saber o gosto da carne humana, eu sempre quis ser um canibal. Se Deus é forte, porque tem medo de outros deuses diante de ti ? Eu sempre quis ser Deus”. Toda esta barbárie é dita às claras sem retrocesso oculto. Eles vomitam no rosto de suas indefesas vítimas. Quando eles estiveram no Brasil, eles quiseram matar mil franguinhos em adoração a satanás, dizendo que iam fazer um ritual macabro para invocar os espíritos demoníacos, porém o governo não permitiu. Um grupo de jovens evangélicos se reuniram naquele momento, em volta de todo o estádio onde era realizado o show e começaram a orar de uma forma tão poderosa, que eles terminaram o show dizendo que nunca mais voltariam ao Brasil.
Seus componentes se vestem como demônios, praticando todo tipo de perversidade com suas vítimas. Declara Gene Simn, destacando, componente do K.I.S.S.: “…eu nunca pergunto a idade delas. Eu não tenho preconceito quanto ao modelo ou forma…Eu acho que levo um tipo de vida bem horrorosa”. Eles também revelam ter desenvolvido prazeres masoquistas e orgulham-se de terem mantido relações sexuais com mais de mil meninas. Tornaram-se tão bastardos que um deles chegou a dizer: “…eu acho que sou um animal”. O baterista deste conjunto chamado Peter Kriss, foi ouvido afirmando: “…eu me acho maligno. Eu creio no diabo tanto quando creio em Deus”. Em uma de suas canções por nome “god os thunder” ou deus do trovão, encontra-se as seguintes palavras: “…eu recolho às trevas para agradem, e lhe ordeno que se ajoelhe perante o deus do trovão e do rock ‘in roll”. Algumas de suas músicas no título declaram o envolvimento com o satanismo, sendo elas: “Rock no Inferno”, “Amor as Armas”, “Mais quente que o Inferno”, “Rei das Trevas deste Mundo”, entre outras.
AC/DC, além de ser uma gíria norte-americana referente à bissexualidade, é a sigla de “Anti-Crist/Deulis Child”, ou anti-cristo/filho dos demônios. Eles tem um álbum entitulado ”Pista rápida para o Inferno”, onde o principal integrante se encontra vestido de demônio com um pentagrama. Nesta música ele canta através do retrocesso oculto: “…ninguém irá me confundir, ei satanás, pagador das minhas dívidas, eu estou na auto-pista para o inferno”.
Ele também têm uma música chamado “Sinos do Inferno”, onde contém a seguinte poesia satânica: “…você é muito moço mais irá morrer, eu tenho meus sons e eu te levarei para o inferno, satanás vai te possuir, ele não isentará nenhuma vida, sinos do inferno”. Quando eles vão para os seus shows, eles levam um sino gigante de várias toneladas. Em uma entrevista quando perguntaram o porque daquele sino em todos os shows, eles responderam: “…este é o sino do inferno, então quando cantamos badalando o sino, os demônios saem do inferno e vem me possuir o público de nosso shows”. Cantar músicas assim, é o mesmo que cantar para satanás.
Alister Crowley, é denominado o profeta do satanismo, ele é também conhecido como um dos maiores evangelistas de Satanás, onde o próprio escreveu o livro “As sombras da Bíblia Satânica”. Neste livro ele encoraja as pessoas a falar, andar e escrever de trás para frente, fazendo tudo ao contrário do modo natural, como uma zombaria à criação ordenada de Deus. Muitos o chamam de “A Besta 666”, como Raul Seixas na sua música “Sociedade Alternativa”, por causa de sua perversidade.
Ozzy Osbourne, além de satânico declarando, ele pratica em seus shows, rituais macabros como mastigar morcegos vivo perante eu público. Ele é uma figura cultuada a rituais malignos. Ele foi fundador e vocalista de banda “Black Sabath”.
Mesmo na banda Ozzy se destacava com sua voz terrorífica e compunha letras de músicas destruidoras. Ozzy Osbourne, deixou o grupo em 1.979, sua saída foi de muita briga terminando de uma forma dramática. Ozzy sentindo-se tomado por Satanás, certa vez disse: “…eu não sei se sou um médium por força externa, seja o que for eu espero que não seja o que penso , Satanás”. Ele é avisado pelo F.B.I. (Bureau Federal de Investigações Americana) e por várias facções religiosas que confirma que durante os seus shows, o demônio é freqüentemente invocado, animais são sacrificados e garotas são violentadas.
Led Zepplein, encantou corações de jovens apaixonados, com canções, que até se tornaram trilhas de alguns romances. Porém seu guitarrista se declara adorador de Satanás, possuindo na Inglaterra a maior rede de livros de ocultismo. O que nos impressiona é que ele mora na mesma casa onde morou “Alister Crowley”, Led Zepplein interpreta uma canção chamada “Star way to heaven”, do álbum escada para o inferno, onde no retrocesso se ouve a seguinte mensagem: “…meu doce satanás, meu doce satanás. Aquele que é triste me faz ficar melancólico, eu te desejo mais eu te desejo mais”.
Madonna, através de suas músicas, faz com que as meninas explorem a prostituição, gabando-se de ensiná-las a entrar no cio, no seu modo lascivo de interpretar canções. Ela mesma chegou a dizer que já praticou sexo com quem imaginava.
Michael Jackson, fenômeno que estourou nos anos 70, que se sustem até hoje. Encantado com o sucesso do cantor, o jornalista indiano Peter Escobar escreveu: “…Jesus Cristo vivia apático. De vez em quando, alugava guerra nas estrelas no vídeo clube Olímpia, e um dia teve uma brilhante idéia: Vou voltar para a terra. Vou me encarnar em um garoto do povo e botar todo mundo prá dançar. Talvez assim eles entendam. Além disso, lá em baixo o negócio tá fervendo”, menosprezando Jesus Cristo, dizendo que este é Michael Jackson. Como poderíamos comparar o filho de Deus com um cantor satânico, perverso e distante de Deus, sendo que Jesus é incomparável.
Alice Cooper, um super astro do rock, compôs um disco intitulado “School’s Out”, ou termina-se as aulas, que veio envolvido em uma calcinha descartável. Mesmo sendo filho de um pregador, o satanista em sua música “Muscle of Love” ou músculo do amor, enaltece os prazeres da masturbação, enquanto “Welcome to my nightmare” ou bem vindo ao meu pesadelo, foi apresentada por ele no palco simulando o ato sexual com um cadáver. Na música “Ala dos mortos”, revela um estranho romance entre ele e uma mulher morta.
Rolling Stones, para mostrar quanto este conjunto estimula o uso de drogas, basta atentar para esta afirmação: “…doce irmã morfina transforma em sonhos meus pesadelos e fria prima cocaína, coloque sua mão gelada sobre minha cabeça”. Sem qualquer disfarce, eles gravaram o filme “Sympathy for the devil” ou simpatia pelo diabo. Sua música denominada com o mesmo título, tornou um hino extra-oficial dos satanistas. Keith Richard um dos componentes do grupo, certa vez disse: “…há feiticeiros que acham que somos agentes de Lúcifer, outros acham que somos o próprio Lúcifer”. Em uma de suas entrevistas, ele chamou Mick Jagger de “Lúcifer do rock ‘in roll, o impuro rockante”, declarando que são Satanás, com suas práticas pervertidas.
A cada dia que se passa vão surgindo mais adoradores de Satanás como Elton John, que é bissexual. Ele incentiva as meninas ao lesbianismo ao cantar “todas as meninas amam Alice”. Em uma de suas músicas ele diz: “…se existe Deus no céu, o que ele está fazendo lá ? Deixou todos os seus filhos que, e não levou-os para a terra da promessa mas para a casa da chacina”.
Dead Kennedys, controvertido grupo musical norte-americano, que diz em uma de suas canções: “…eu quero matar as crianças, ver suas mães chorarem, eu a espremo debaixo do meu carro, eu quero vê-las gritar, eu lhes darei balas envenenadas no dia das bruxas (festa do Halloween que se comemora no dia 31 de outubro, festa demoníaca em que as pessoa se fantasiam de mortos, múmias, demônios e saem pelas ruas para assombrar as pessoas fazendo disso um verdadeiro culto a Satanás).
O diabo agora usa a música internacional, como um meio de persuadir as pessoas com suas mensagens em outro idioma, fazendo com que não entendamos o sentido real da letra, e muitos são enganados por profetas de Satanás como o rebelde Ricky Martin, o perverso Henrique Iglesias, os Backstreet Boys, que são adoradores de Satanás, as Space Girls, que com suas músicas dirigidas às crianças, levam mensagens de incentivo à prostituição, malícia, avareza, maldade, cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade, sendo murmuradores, detratores de males, desobedientes a ais e mães, néscios infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia, os quais conhecendo a justiça de Deus, que são dignos de morte, os que os tais praticam, não somente as que praticam, mas também convertem aos que as fazem (leia Romanos 1:30-32).
Menudos, que esbanjou fama e sucesso não passava de um grupo de jovens demoníacas que adoravam a Satanás em suas canções que mesmo com a saída de Robby, que só louva ao Senhor Jesus, e de alguns componentes , Ricky Martin, não deixou de ser um ídolo da juventude. Na canção “Não se Reprima”, eles cantam no sentido contrário: “…Satanás vive, Satanás vive, passa o outro lado amigo o som que estará recebendo ai”. Este grupo em suas proclamações, deixou atrás de si um rastro de destruição. As mocinhas jovens e adolescentes chegaram ao ponto de expor-se à prática de sensualidade enquanto os estádios superlotados eram incentivados a se prostrarem a Satanás, usando os shows iluminados do Menudos. Estes cantores irreverentes são ídolos da juventude presente, cujo quartos estão decorados com pôsteres, fotos, revistas, discos, vídeos de shows diabólicos e maléficos.

Nacionais

Os cantores brasileiros como se não bastassem, estão poluindo a mente de suas vítimas com mensagens diabólicas, carregadas de letras maléficas. Músicas de estilo infantil, MPB e Heavy Metal. São elas principalmente de mensagens demoníacas.
Jessé, tem um disco que contém uma música intitulada “Brilha, brilha, brilhará”, no retrocesso, ele canta a seguinte mensagem “diabo, rei, senhor, irmão”. O disco intitulado “Ao meu pai”, que tem um parecer que é uma música evangélica não passa de um satânico disfarce.

A Música na Igreja

Quando se fala em música na igreja, não quer dizer que toda música Gospel é um louvor a Deus. Existem muitas bandas que se dizem anunciadoras de boas novas, porém tem tudo a ver com o mundo e com a música profana. Muitas bandas Gospel de hoje não tem diferença quanto ao seu modo de vestir, andar, cantar. Preferem imitar bandas diabólicas praticando tudo igual para igualarem a elas como não deveria ser (leia Malaquias 3:18).
Deus está a procura de verdadeiros adoradores (leia João 4:23),e não batucadores (leia Amós 5:23). Para um cantor ser um adorador de Deus, ele não pode imitar o mundo (leia Efésios 5:1). Cantores que se dizem Gospel “anunciadores das boas novas”, não têm temor e nem respeito ao seu Criador, como se Deus fosse um homem qualquer. Chamam Deus de “você”, “cara”, “camarada”, “Deus é Pop”, “Jesus é Pop” (leia Colossenses 3:22). Há cantores que cantam em busca de fama e sucesso (leia Mateus 6:19-21). Devemos ser adoradores de Cristo, dando a ele honra, glória e louvor (leia I Timóteo 1:17 e Judas 25).

Conclusão

Agora que você conhece os poderes da música, poderá então distinguir a música maléfica e a benéfica, podendo assim usar os poderes da música para libertar pessoas, como Davi (leia I Samuel 16:23) e glorificar, honrar, louvar a Deus (leia Salmos 100, 138 e 150), sem se misturar com músicas demoníacas e movimentos diabólicos (leia Mateus 15:8-9), que apenas prejudicam a vida espiritual do verdadeiros cristão. Louve ao Senhor e não apenas cante, pois assim o teu louvor fará bem a ti e aos que lhe ouvirem, e Deus se agradará de ti. “…Portanto, ofereçamos sempre por ele, a Deus sacrifícios de louvor, isto é, fruto dos lábios que confessam o seu nome…” – Hebreus 13:15.
Dentre os ofícios de Lúcifer no Céu, o louvor era um deles (leia Isaías 14:11 e Ezequiel 28:13). Quando ele foi criado, também foram criados por ele ou por Deus, instrumentos musicais. Lúcifer amava o verdadeiro louvor e cantava alegremente hinos a Deus. Hoje Lúcifer, chamado diabo, odeia terrivelmente o verdadeiro louvor. E está fazendo o que pode para deturpar para imitar e destruir o verdadeiro louvor. Com toda certeza o diabo está trabalhando muito nestes dias, para estragar o verdadeiro culto a Deus. Como ele fazia na antigüidade seduzindo os judeus a oferecerem a Deus, sacrifícios de animais coxos, enfermos e até roubados (leia Malaquias 1:8,14), e sabendo que Deus não recebia o sacrifício porque aqueles animais, simbolizavam o santo filho de Deus.
O que o diabo mais deseja é que nossa adoração não seja recebida por Deus, como ele fez com os judeus, e fez também com Caim, levando-o sacrifício totalmente deturpado. Depois que Satanás deturpa o louvor o próximo passo é a pregação e deturpando a pregação consegue realizar o seu desejo.
Que Deus nos livre de tão grande prejuízo, que Deus na sua infinita bondade possa abrir nossos olhos espirituais para enxergarmos o assustador perigo em que estamos correndo. No meio desta geração corrompida onde nossos jovens são levados com a multidão, a cantarem nas igrejas músicas Gospel ao som de guitarras altissonantes, caixas acústicas de todo tamanho, produzindo um som de estourar tímpanos, e no meio de toda esta festa que os simplórios chamam de louvor, encontram-se pessoas balançando o corpo, outros dançando, e etc.
Não podemos resolver um problema enquanto não enxergamos o problema. O pastor não vai ensinar o verdadeiro louvor, enquanto ele mesmo não sabe o que é louvor. Em verdade, em verdade vos digo que a maioria sabe, mas não toca neste assunto por medo de perder os jovens para as “igrejas eletrônicas”. Porque existe aqueles dentre os jovens, que são convertidos ao som e não a Cristo. É por isso que a igreja chamada “Renascer” tem tantos jovens. Aqueles que amam o som procurando este tipo de igreja, como aqueles que amam o dinheiro e a prosperidade na igreja “Universal” e outras denominações da mesma modalidade.
Irmãos! Em nome de Deus precisamos tomar uma posição sobre este assunto tão importante. Nós sabemos que no passado não era assim. Os missionários  e outros não nos ensinaram este tipo de louvor. Ele veio através dos neopentecostais que nada tem para nos ensinar (Hebreus 12:28-29 e 13:15).
Alguém pode achar o escritor destas linhas bastante duro, radical, ultrapassado, etc. Queira Deus que todos concordem e adotem uma posição favorável e que todas nossas igrejas venham a funcionar como era antigamente, antes que venha aquele grande dia quando estaremos recebendo ou não os nossos galardões (leia I Coríntios 3:8). 

Este texto, de autor desconhecido, foi revisado por Nildo Rocha da Silva, e editado por Edson de Souza Novaes, ambos membros da Igreja Batista Independente em Jardim Selma, São Paulo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário