20 março 2013

Cardeal causa indignação ao dizer que pedofilia não é crime

Cardeal sul-africano pediu desculpas por ter dito em entrevista a uma rádio que não considerava pedofilia como crime


O cardeal sul-africano Wilfrid Fox Napier, que participou do conclave na semana passada, pediu desculpas nesta segunda-feira (18) por ter afirmado em uma entrevista a uma rádio que pedofilia não era crime, e sim, um tipo de doença.
Várias pessoas, incluindo as vítimas de abusos sexuais, se indignaram com o infeliz comentário do arcebispo de Durban e o classificaram como insensível. A afirmação foi feita no momento em que a Igreja Católica passa por uma crise, sendo acusada de acobertar crimes de pedofilia cometidos por religiosos. O fato demonstrou que a Instituição não se empenha suficientemente contra esses abusos.
Em comunicado oficial o cardeal se desculpou e acrescentou que o abuso sexual infantil é crime por conta dos danos que causa à criança e concluiu que, por consequência do ato, a vítima se torna um abusador.
“Peço desculpas sinceramente e incondicionalmente a todos os que foram ofendidos pela desastradas entrevista, e especialmente àqueles que foram abusados e precisam de toda a ajuda e apoio que a Igreja puder dar”. “O abuso sexual infantil é um crime hediondo entre outras coisas por causa do dano que causa à criança. Nessa preocupação incluo o abusado que se torna um abusador”, disse Napier.
Fonte: O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário