26 abril 2013

Em Laos, pastores são libertos depois de dois meses de prisão

Pastores são liberados em Laos depois de dois meses de prisão


Três pastores cristãos foram soltos em Laos depois de passarem mais de dois meses presos sob a acusação de estarem usando um DVD para converter pessoas.
Em 5 de fevereiro um policial apreendeu três cópias do DVD “Fim dos Tempos” em uma loja no mercado do distrito de Phin, na província de Savannakhet, e resolveu prender os três pastores e também o dono da loja que foi liberado em seguida.
A defesa alega que cada cópia do DVD pertencia a um dos pastores, mas a polícia não acreditou. Os pastores Bounma, Somkaew e Bounmee ficaram presos e há relatos de maus-tratos. Bounma, por exemplo, foi chutado e espancado pelo policial que o prendeu.
A Christian Solidarity Worlwide (CSW) acompanhou o caso e confirmou que de fato eles foram soltos. O diretor da organização, Andrew Johnston celebrou a decisão da justiça local e afirmou que estava muito preocupado com os pastores.
“Instamos as autoridades do Laos a protegerem o direito à liberdade de pensamento, consciência e religião, para garantir que os presos não sejam submetidos à tortura ou a tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes, de acordo com as obrigações do governo do Laos acertadas sob o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos”, disse Johnston.
Em Laos os cristãos estão sob vigilância e as atividades das igrejas são limitadas e aqueles que trocam de religião são agredidos pela própria comunidade. 
Com informações Portas Abertas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário