08 abril 2013

Líderes cristãos pedem oração pela Coreia do Norte

Com a ameaça de guerra entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, líderes cristãos norte-coreanos estão enviando cartas pedindo oração pela situação de emergência que o país está vivendo onde até mesmo as mulheres poderão combater na guerra.
Um desses líderes escreveu uma carta relatando a situação interna da Coreia do Norte e o ministério Portas Abertas teve acesso a ela. No texto ele narra que a população está se preparando tanto para guerrear como para reconstruir o país.
“Estamos nos preparando para a batalha decisiva com uma arma na mão e um martelo na outra”, escreveu o religioso.
“Reuniões urgentes estão sendo realizadas por todos os lugares, independentemente se é dia ou noite. Nesses encontros, os funcionários decidem sobre o que deve acontecer no caso de guerra, incluindo o papel das mulheres, que precisam estar prontas para entrar em combate”, disse ele.
Na semana passada o líder do país, Kim Jong-Un, divulgou um comunicado anunciando que a Coreia do Norte estava pronta para atacar tanto a Coreia do Sul como os Estados Unidos por conta do “comportamento imperdoável” do país vizinho.
“Se a guerra explodir por conta das ações dos EUA e o comportamento imperdoável da Coreia do Sul, eles acabarão sofrendo uma queda vergonhosa e a Coreia do Norte viverá o nascer de um novo dia de reunificação”, disse o líder norte-coreano.
A confiança do líder militar não é a mesma dos cristãos que temem as consequências dessa guerra. A população já começa a comprar suprimentos de emergência como alimentos e artigos de necessidade básica o que tem feito com que os preços subam rapidamente.
A Coreia do Norte lidera a lista dos países na Classificação por perseguição religiosa há 11 anos o que intensifica o temor dos cristãos locais. “Por favor, ore por nós”, pede um cristão norte-coreano que agradece o apoio que tem recebido de cristãos de outros países.
CristianismoHoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário