17 abril 2013

Revista Time destaca crescimento da igreja evangélica entre latinos



Open in new windowEm sua edição lançada no dia 4 de abril, a revista norte-americana Time teve como matéria de capa, intitulada “The Latino Reformation” (A Reforma Latina), uma análise sobre o crescimento dos evangélicos latinos nos Estados Unidos.

“Os latinos evangélicos são um dos segmentos de mais rápido crescimento de milhões de frequentadores de igrejas dos Estados Unidos”, diz Elizabeth Dias, autora da reportagem.

De acordo com uma pesquisa recente da Pew Forum on Religion and Public Life, cerca de 62 por cento dos 52 milhões de latinos nos Estados Unidos são católicos. Richard Stengel, editor gerente da revista, comentou o assunto destacando que eles são latino-americanos que abraçaram uma forma evangélica de Protestantismo.

“Eles abandonaram o catolicismo por todos os tipos de razões”, disse ele para a MSNBC.

De acordo com o relatório feito por Elizabeth, os hispânicos, como também são chamados, parecem se voltar ao movimento protestante por este oferecer uma relação mais pessoal com Deus, do que o catolicismo.

“Eles vêm em grupos, mães latinas e crianças, avós e amigos. ‘Que Dios te bendiga’ (Que Deus abençõe), diz cada um, oferecendo abraços e beijos para todos os que encontram”, descreve a autora.

Após visitar algumas igrejas hispânicas na região de Washington D.C., Elizabeth Dias disse que encontrou sinais de uma reforma latina.

“Ambas as igrejas [que eu visitei] estavam dobrando de tamanho a cada poucos anos.”

E assim como essas igrejas, Dias aponta, outras tantas crescem por todo o país.

Uma megaigreja em Chicago de 17.000 atendentes é a maior Assembleia de Deus do país e é comandanda por um pastor latino, Wilfredo De Jesús.

A reportagem afirma ainda que tal crescimento de latinos evangélicos está influenciando também temas como a reforma imigratória, além de outras questões políticas.
A população latina em geral se tornou chave nas últimas eleições presidenciais devido ao seu poder de voto em diversos estados.
 Fonte: Gospel + e The Christian Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário