18 maio 2013

“Cabaré processa Igreja Universal”: Bispo Edir Macedo divulga notícia falsa criada como piada por ateus

O bispo Edir Macedo republicou em seu site um texto que tem percorrido as redes sociais e blogs de todo Brasil e que apresenta a Igreja Universal do Reino de Deus como protagonista de um curioso embate com uma casa de prostituição.

O texto, de veia claramente humorística, originalmente foi publicado na página da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (ATEA) no Facebook, de acordo com informações obtidas em pesquisa no Google.

Posteriormente, foi republicado por colunistas de sites de notícia do Ceará, tomando uma linguagem menos agressiva, e mais fantasiosa. A partir desse ponto, com os compartilhamentos nas redes sociais e republicações feitas por blogueiros, chegou ao site do líder da IURD.

Na história contada no texto, a proprietária de um “cabaré” anuncia que pretende ampliar seu estabelecimento, o que causa incômodo aos membros e líderes de uma filial da Universal, localizada próxima ao local.

Como reação, os fiéis passam a orar para que a expansão do “cabaré” fosse impedida. Próximo ao dia da reinauguração, um raio caiu sobre o local e incendiou o edifício, o que levou a proprietária a processar a Universal pelos danos. Os fiéis, que estariam alardeando pela cidade a eficácia da campanha de oração, passaram a temer que fossem condenados a ressarcir a proprietária do “cabaré”.

O desfecho da piada é que durante o julgamento, o juiz apresenta a moral da história: “Eu não sei como vou decidir neste caso, mas uma coisa está patente nos autos. Temos aqui uma proprietária de um cabaré que firmemente acredita no poder das orações e uma igreja inteira declarando que as orações não valem nada”.

Aparentemente, a republicação do texto humorístico no site do bispo Edir Macedo se deu apenas como forma de chamar a atenção dos leitores para a reunião da Igreja Universal no próximo dia 19 de maio. “Neste domingo (19), às 18 horas, estarei tratando do assunto ‘Fé e Sexo’ na Av. João Dias, 1800 – Santo Amaro (SP). Estarei respondendo a algumas perguntas intrigantes e sensíveis postadas neste blog. Salvo se houver outra direção do Espírito Santo”, escreveu o bispo.

Leia a íntegra do texto republicado por Edir Macedo:
Em Aquiraz, no Ceará, dona Tarcília Bezerra construiu uma expansão de seu cabaré cujas atividades estavam em constante crescimento após a criação do seguro-desemprego para pescadores e vários outros tipos de bolsas.
Em resposta, a Igreja Universal local iniciou uma forte campanha para bloquear a expansão, com sessões de oração em sua igreja de manhã, à tarde e à noite.
O trabalho de ampliação e reforma progredia célere até uma semana antes da reinauguração, quando um raio atingiu o cabaré queimando as instalações elétricas e provocando um incêndio que destruiu o telhado e grande parte da construção.
Após a destruição do cabaré, o pastor e os membros da igreja passaram a se gabar “do grande poder da oração”.
Então, Tarcília processou a igreja, o pastor e toda a congregação, com o fundamento de que eles “foram os responsáveis pelo fim de seu prédio e de seu negócio, utilizando-se da intervenção divina, direta ou indireta, e das ações ou meios”.
Em sua resposta à ação judicial, a igreja, veementemente, negou toda e qualquer responsabilidade ou qualquer ligação com o fim do edifício.
O juiz, a quem o processo foi submetido, leu a reclamação da autora e a resposta dos réus, e, na audiência de abertura, comentou:
- Eu não sei como vou decidir neste caso, mas uma coisa está patente nos autos. Temos aqui uma proprietária de um cabaré que firmemente acredita no poder das orações e uma igreja inteira declarando que as orações não valem nada!
Perfil da ATEA no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário