10 maio 2013

Waguinho, da ADUD, fala sobre o caso Pr. Marcos Pereira, na Rádio Melodia


O pastor Waguinho esteve nesta quinta-feira (9) participando de um programa da Rádio Melodia, no Rio de Janeiro, comentado sobre a prisão do pastor Marcos Pereira, líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD).
O cantor que é membro da igreja explicou que a imprensa tem massacrado não apenas o líder como a ADUD. “O que podemos dizer é que foram feitas algumas acusações e denúncias contra o pastor Marcos a mais de um ano atrás e que até o momento nada foi provado”.
Waguinho lembra que os denunciantes são ex-membros da ADUD, pessoas que foram restauradas através dos trabalhos da igreja e que acabaram saindo da igreja. “Não tem uma prova que comprove essas denúncias”, disse ele sobre os mandatos de prisão.
Há seis denúncias de supostos abusos sexuais cometidos por Marcos Pereira. Um deles, de acordo com a imprensa que teve acesso ao processo, seria a denúncia da ex-esposa do pastor. Porém, o cantor informa que Ana Madureira da Silva, citada como uma das vítimas, está casada com o pastor há mais de 30 anos e com ele tem dois filhos.
“Para você ter uma ideia das acusações infundadas que estão sendo feitas”, disse o cantor. A esposa e os filhos de Marcos Pereira estiveram na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro para conversar com os deputados a respeito da injustiça que foi feita com o líder da ADUD.
Em determinado momento Waguinho chegou a se emocionar e a enviar um recado ao pastor que está preso, dizendo que ele é muito amado por ele e por todos os membros da igreja.
Diversas acusações foram explicadas pelo cantor, entre elas as acusações de uma ex-membro que foi assassinada e que o primo do pastor estaria preso por ter participado da morte. O caso do apartamento em Copacabana, Waguinho diz que a mulher que afirma ter sido abusada sexualmente dentro do apartamento saiu da ADUD em 2005, porém o imóvel só foi doado para a igreja em 2011.
Veja o vídeo:


radiomelodia.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário