06 junho 2013

Os Instrumentos Musicais
Os instrumentos musicais têm acompanhado a humanidade desde os tempos antigos.
O primeiro relato bíblico confirmando isto encontra-se no livro de Gênesis 4.21: "O nome de seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos que tocam harpa e flauta".
Baseado neste verso, acreditamos que  Jubal, o sexto descendente de Caim,  foi o criador da música instrumental...

Os Instrumentos Musicais na Bíblia

SALTÉRIO - Instrumento de cordas para acompanhar a voz (Salmo 33.2;144.9). Era uma espécie  de alaúde, semelhante à viola, mas de forma  triangular ou trapezoidal;
CÍMBALOS - Instrumentos de percussão formados por dois pratos;

ALAÚDE - Instrumento de corda, semelhante à viola. É a tradução da  vulgar palavra hebraica nebel. Nebel é a maior parte das vezes  traduzido pelo termo saltério. As cordas eram tocadas com os dedos  (Isaías 5.12; 14.11; Amós 5.23; 6.5);
TAMBORINS - Pequenos tambores. Ainda hoje as mulheres do Oriente dançam ao som do tamborim. (ver: Êxodo 15.20; 2 Samuel 6.5; Jó 21.12);
HARPA - É o mais antigo instrumento musical que se conhece, existindo já antes do dilúvio (Gênesis 4.1). A palavra hebraica kinnor, que se acha traduzida por harpa, significa provavelmente a lira. Os hebreus faziam uso  ela, não só para as suas devoções, mas também nos seus passatempos.
Nas suas primitivas formas parece ter sido feita de osso e da concha de tartaruga.
Que a harpa era um instrumento leve na sua construção, claramente se vê no fato de ter Davi dançado enquanto tocava, assim como também fizeram os levitas (1 Samuel 16.23; e 18.10). Não era usada em ocasiões de tristeza (Jó 30.31; Salmo 137.2).


Instrumentos menos comuns

GAITA DE FOLES - Daniel 3.5, 15
PÍFARO - Jó 21.12; Daniel 3.5
BUZINA - Jó 21.12; 30.31
TROMBETAS - Números 10.9,10; 2Cr 5.12; Isaías 27.13
CÍTARA - Daniel 3.5
PANDEIRO - 2 Samuel 6.5
TAMBOR - Gênesis 31.27; 1 Samuel 10.5

Técnica Musical é bem vista na Bíblia

1 - Cantar harmoniosamente (Salmo 47.7): "Deus é o rei de toda a
terra; salmo dia  com harmonioso cântico."
2 - Pessoas que tocam bem são sempre prioridade, primeiros da lista
(1 Samuel 17.18): "Disse Saul aos seus servos: Buscai-me, pois, um homem que saiba tocar bem e trazei-mo. Então, respondeu um dos moços
e disse: Conheço um filho de Jessé, o belemita, que sabe tocar e é forte e valente, homem de guerra, sisudo em palavras e de boa aparência; e o Senhor é com ele".
3 - Haviam pessoas treinadas em música (I Crônicas 15.22: "Quenanias,
chefe dos levitas músicos, tinha o encargo de dirigir o canto, porque era entendido nisso".
4 - Tocar bem ao Senhor (Salmo 33.3): "Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com júbilo"; na edição Almeida diz: "Entoai-lhe novo cântico, tangei com arte e com júbilo".

A HISTÓRIA DA MÚSICA NA BÍBLIA

“O nome do seu irmão era Jubal; este foi o pai de todos os que tocam harpa e flauta” (Gn 4:21).

Introdução:

O mundo vive um momento em que todos têm experimentado a força da qualidade. É a era da qualidade! Qualidade profissional; qualidade de vida; qualidade de ensino...
E a igreja; e o ministério de louvor, tem oferecido qualidade, primeira para Deus e depois para o corpo? Não podemos falar em qualidade  musical sem conhecimento de causa, por isso penso que para todos que fazem parte do ministério de louvor de sua igreja, precisam saber da história da música na Bíblia; sua influência; aqueles que a  utilizaram; em que situações ela aparece.
Veremos algumas passagens  Bíblicas para que não sejamos ignorantes sobre nosso  próprio ministério.
1) “E quando o espírito maligno da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia  alívio, e se achava melhor, e o espírito maligno se retirava dele” (I Sm 16:23).
Uma história muito conhecida pela maioria dos irmãos, porém, não copiada. Falo da unção de Deus que estava sobre a vida de Davi. Era  algo impressionante. Quando um espírito maligno perturbava o rei  Saul, Davi tocava sua linda harpa e através do poder de Deus liberado  em sua ministração, o tal espírito batia em retirada.  Deus quer te usar na mesma dimensão espiritual e na mesma unção que  Davi. Só depende de você. Está disposto a pagar o preço?
2) “Sucedeu, porém que, retornando eles, quando Davi voltava de ferir o filisteu, as mulheres de todas as cidades de Israel saíram ao encontro do rei Saul, cantando e dançando alegremente, com tamboris, e com instrumentos de música” (I Sm 18:6).  Neste episódio vemos uma população que vinha de diversas parte de Israel para saudar Davi pela vitória sobre os filisteus, e também cantavam acompanhados de vários instrumentos musicas louvando a Deus com júbilo.
3) “E Davi, e toda a casa de Israel, tocavam perante o Senhor, com toda sorte de instrumentos de pau de faia, como também com harpas, saltérios, tamboris, pandeiros e címbalos” (II Sm 6:5).
Aqui o que vemos é um momento de densa alegria pela reconquista da Arca de Deus. Quando alguns levitas a traziam para a terra do povo de Deus, outros louvavam o Senhor com grande júbilo proclamado através da harmonia de seus instrumentos.
4) “E Davi ordenou aos chefes dos levitas que designassem alguns de seus irmãos como cantores, para tocarem com instrumentos musicais,  com alaúdes, harpas e címbalos, e levantarem a voz com alegria” (I Cr  15:16).  A Arca de Deus significava sua forte presença.
Com a Arca em seu poder, o povo de Deus sentia-se protegidos contra seus inimigos e muito abençoados. Aqui também a Arca está sendo o centro do júbilo dos israelitas.
5) “Quando os trombeteiros e os cantores estavam acordes em fazerem  ouvir uma só voz, louvando ao Senhor e dando-lhe graças, e quando  levantavam a voz com trombetas, e címbalos, e outros instrumentos de  música, e louvavam ao Senhor, dizendo: Porque ele é bom, porque a sua 
benignidade dura para sempre; então se encheu duma nuvem a casa, a  saber, a casa do Senhor”, (II Cr 5:13). Ao lermos o texto acima, ficamos imaginando que momento tremendo foi  este, pois quando o louvor era ministrado ao Senhor, a glória de Deus  invade aquele lugar, deixando todos os presentes bêbados do poder  divino, não agüentando parar em pés.
6) “E os homens trabalhavam fielmente na obra; e os superintendentes sobre eles eram Jaate e Obadias, levitas, dos filhos de Merári, como também Zacarias e Mesulão, dos filhos dos coatitas, para adiantarem a obra; e todos os levitas que eram entendidos em instrumentos de música” (II Cr 34:12). O rei Josias foi um rei muito abençoado que andou retamente nos caminhos do Senhor. Quebrou as estátuas de deuses estranhos, purificou e reedificou a cada do Senhor. Na finalização desse projeto ali estavam os levitas para com seus instrumentos louvarem a Deus, e  diga-se de passagem, os entendidos em música.  Você estaria entre eles?
7) “Também Davi juntamente com os capitães do exército, separou para  o serviço alguns dos filhos de Asafe, e de Hemã, e de Jedútum para  profetizarem com harpas, com alaúdes, e com címbalos.
 Este foi o  número dos homens que fizeram a obra: segundo o seu serviço” (I Cr 25:1). O que vemos aqui é o rei Davi organizando o ministério, colocando  cada um segundo sua função.
Aqui três líderes são levantados para a direção das equipes que foram divididas em escalas e turnos.
8) “Tendo ele tomado conselho com o povo, designou os que haviam de  cantar ao Senhor e louvá-lo  vestidos de trajes santos, ao saírem diante do exército, e dizer: Dai graças ao Senhor, porque  a sua  benignidade dura para sempre. Ora, quando começaram a cantar e a dar louvores, o Senhor pôs emboscadas contra os homens de Amom, de Moabe  e do monte Seir, que  tinham vindo contra Judá; e foram desbaratados” (II Cr 20:21, 22). 
Foi a famosa guerra sem luta! Diante do louvor dos levitas à frente  do exército do povo de Deus, o Senhor mesmo feriu seus inimigos, concedendo a vitória mais uma vez a seu povo.
9) “Ora, na dedicação dos muros de Jerusalém buscaram os levitas de  todos os lugares, para os trazerem a Jerusalém, a fim de celebrarem a  dedicação com alegria e com ações de graças, e com canto, címbalos, alaúdes e harpas” (Ne 12:27).
Na inauguração dos muros de Jerusalém os levitas fizeram um culto de ação de graças ao Senhor.
10) “Logo que ouvirdes o som da trombeta, da flauta, da harpa, da  cítara, do saltério, da gaita de foles, e de toda a sorte de música, prostrar-vos-eis, e adorareis a imagem de ouro que o rei Nabucodonosor tem levantado” (Dn 3:5).
Este é um exemplo que a música tem sido usada há muito tempo para induzir as pessoas a pecarem. Podemos contextualizar esse assunto traçando um paralelo com as músicas, que hoje, são utilizadas para influenciarem negativamente aqueles que as ouvem. Existem músicas que levam as pessoas traírem seus cônjuges; a beberem compulsivamente; a se drogarem; até mesmo para matar. Assim como a música pode levar uma nação a jubilar diante de Deus, pode também levar uma nação a se rebelar.
É o poder que a música tem. Viciados em drogas comumente ouvem músicas que os enlouquecem e os encorajam a se drogarem.
11) “Ora, o seu filho mais velho estava no campo; e quando voltava, ao aproximar-se de casa, ouviu a música e as danças” (Lc 15:25).
Da mesma forma que certos tipos de músicas podem entristecer o ser humano, outros estilos podem criar ambientes de pura alegria como foi o caso que vemos acima. Um pai que ao ter seu filho de volta logo fez uma festa musical para recebê-lo.  
12) “Louvai ao Senhor! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder! Louvai-o pelos seus atos poderosos; louvai-o conforme a excelência da sua grandeza! Louvai-o ao som de trombeta; louvai-o com saltério e com harpa! Louvai-o com adufe e com danças; louvai-o com instrumentos de cordas e com flauta! Louvai-o com címbalos sonoros; louvai-o com címbalos altissonantes! Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor. Louvai ao Senhor!” (Sl 150).
Este é conhecido como o salmo musical. Refere-se a uma grande variedade de instrumentos e que todos eles devem louvar ao Senhor.
A expressão maior do salmista é mostrar que não existe um tipo apenas de instrumentos com os quais devemos louvar o criador e sim que: 
 Tudo o que tem fôlego louve ao Senhor, louvai ao Senhor!

Abraços.

Vivam vencendo!!!

Seu irmão menor

Nenhum comentário:

Postar um comentário