13 junho 2013

Vaticano revela número chocante de vítimas

Um responsável do Vaticano disse ontem que cerca de 100 mil cristãos são mortos anualmente por motivos relacionados com a sua fé e apontou o Médio Oriente, África e Ásia como as regiões mais problemáticas.
Monsenhor Silvano Maria Tomasi, citado pela rádio Vaticano, considerou os números “chocantes” e “incríveis”.
Tomasi disse ainda que em diversas regiões do mundo os cristãos são forçados a abandonar as suas casas, assistir à destruição das suas igrejas, e são frequentemente sujeitos a violações, sequestros e discriminações.
O prelado referia-se em particular ao rapto em abril de dois bispos ortodoxos perto de Alepo, na Síria.
A liberdade religiosa está a ser perturbada “pelo sectarismo, intolerância, terrorismo e leis exclusivistas”, adiantou, para também assinalar as exceções como o Bangladesh, “onde os direitos são protegidos”.

Agência Lusa

Nenhum comentário:

Postar um comentário