18 julho 2013

Alerta:

Banda Restart promovendo a agenda globalista do sexualismo nas crianças?

Sabemos que a elite quer e está degradando as nossas crianças, disseminando porcarias do tipo sexuais. Bombardeando-as com isso é um meio de destruir os bons modos de uma futura sociedade.

E hoje eu recebi um vídeo de uma banda famosa entre os adolescentes e crianças, a maioria na faixa de 8 a 17 anos de idade. E neste vídeo se ver cenas nada propícias para menores de idade.

Muitos estão dizendo que não tem nada de mais nas cenas e na letra, mas será mesmo? Será que nossas crianças tem de ver e ouvir esse tipo de musica? Ou você é mais um daqueles (as) que acha normal? Inofensivo?

O texto abaixo é do blog - outros 300.

Esta semana uma polêmica tomou conta do cenário pop nacional. Tudo porque o clipe 'Cara de Santa' da banda Restart foi acusada de fazer apologia evidente ao sexo. Veja esse e outros casos de clipes que foram colocados em cheque ou até proibidos, acompanhando a matéria abaixo:
Essa semana o cenário pop nacional ficou em polvorosa após o lançamento do clipe 'Cara de Santa' da banda Restart. Tudo porque, segundo críticos e pais de fãs, o clipe faz apologia clara ao sexo.
No clipe em questão uma boneca virtual seduz os quatro integrantes da banda. Em trechos da filmagem a menina virtual faz um strip tease (só com um minusculo biquíni fio dental) num cenário que simula uma boate. Na cena em questão a mesma retira a parte de cima do biquíni, estrategicamente camuflado com a sugestiva palavra "love".
Em outro momento um dos integrantes segura uma revista cuja capa é a tal menina virtual nua. O rapaz faz uma expressão de quem havia acabado de se masturbar "lendo" o conteúdo da impressão.
Contudo as partes mais supostamente agressivas são quando a menina do clipe se abaixa em frente a um dos integrantes no que sugere que a mesma fará sexo oral no rapaz. Em outro trecho outro integrante sai de um quarto arrumando sua calça, enquanto a menina o segue limpando a boca.
O clipe termina com os quatro integrantes, em quartos distintos, com a mesma menina virtual, em diferentes cenas, no mínimo, sensuais.
Tudo fica ainda mais polêmico porque o Restart é reconhecidamente uma banda que tem um grande público constituído por adolescentes e crianças. Logo o conteúdo de 'Cara de Santa', no mínimo, irá apresentar a este público situações fora de seu contexto e cotidiano.
Figuras mais exaltadas preocupam-se com uma possível apologia ao sexo oral, uma vez que o clipe sugere que a menina "troca" a não penetração sexual pelo sexo oral, mantendo, exatamente, sua aura - e cara - de santa.
Banda se defende

Em entrevista, os integrantes se defendem das acusações. Pe Lú reitera que não há mal nenhum no clipe, porque a personagem é virtual e não real.

— É um desenho que não existe [risos]. Se tivéssemos feito o clipe com uma menina de verdade, teria ficado apelativo e acho que não teria nada a ver, mas a brincadeira é que, justamente, ela é uma boneca de mentira. No clipe, a nossa ideia foi fazer cenas que, em teoria, seriam muito picantes — como a hora em que a menina se abaixa para... amarrar o tênis do Koba [risos] ou a cena que o Thomas tá com uma revistinha na mão — de um jeito diferente e divertido. Para e pensa. A gente está interagindo com o nada. Não tem ninguém amarrando o tênis do Koba! [risos]

Pe Lanza, por sua vez, acredita na "maldade na mente das pessoas"
— Depende da imaginação de cada um. A gente fez o clipe para as pessoas se divertirem e imaginarem o que quiserem.

Algumas imagens:


O clipe

Tirem suas conclusões vendo o clipe abaixo. A música, como é característica marcante do Restart, é ruim. Logo se quiser acompanhar no modo "mudo" fique a vontade.
Veja o vídeo:



Comentário de Wáldson: Não é surpresa alguma, que a Banda citada tenha criado esse lixo, leia-se, clipe.
Vindo de uma Banda vulgar, indecente e quase sem nenhuma formação intelectual, só poderia dar nisso.
É o mesmo caso de diversas músicas cantadas por rappers e Mc`s, que nada têm a oferecer, mas mesmo assim, são idolatrados por pessoas 'sem cérebros'.
Enquanto o Brasil não for uma nação séria, esses lixos continuarão sendo gravados, divulgados e apreciados.
Falta educação a nosso povo. 
Essa é a razão dessa gente proliferar com suas gravações e apresentações.
Pais que não tem nenhum preparo intelectual e não tem temor a Deus, deixam seus filhos serem aliciados a partir destas Bandas com suas músicas pró-gays e outras, que fazem apologia também á maconha e outros entorpecentes.
Jovens delinquentes estão nos palcos, fazendo delinquentes que estão na plateia.
Deus tenha misericórdia dessa pátria Brasil.
Abraços.
Vivam vencendo!!!
Seu irmão menor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário