22 julho 2013

Líderes cristãos alertam sobre perigos de séries de TV e filmes como The Walking Dead, Vampire Diaries e Crepúsculo: “Satanás tenta depravar as coisas de Deus”


Séries de TV e filmes sobre vampiros e zumbis são uma das mais fortes tendências na indústria de Hollywood. Programas como Vampire Diaries e The Walking Dead, do canal por assinatura AMC e filmes como Crepúsculo ou Dezesseis Luas estão entre os mais assistidos nos Estados Unidos e também no Brasil.
Lideranças cristãs tem manifestado preocupação com a influência que este tipo de entretenimento pode exercer entre os adolescentes: “As meninas a partir dos 11 anos estão sendo sugadas para este mundo de fantasia onde a morte e perversão espiritual são glamourizadas”, disse Candy Tolbert, líder do National Girls Ministries, entidade ligada às Assembleias de Deus nos Estados Unidos.
Já Heath Adamson, diretor do National Youth Ministries e pai de dois pré-adolescentes, diz que o fascínio por temas como estes tem origem na alma: “Somos seres espirituais em corpos mortais. Há um anseio de eternidade dentro de cada pessoa. Romanos 8: 19 ​​nos diz que a criação aguarda os filhos de Deus sejam revelados. O inimigo é muito bom em depravar as coisas que Deus colocou nos corações das pessoas”, alerta.
Adamson ressalta que os cristãos devem ser cuidadosos com o entretenimento que romantiza a escuridão espiritual. “Não há nada de divertido ou interessante sobre o mundo demoníaco. Uma vez que nos deparamos com a verdade de Cristo, a falsa espiritualidade não é mais atraente”, diz o líder de jovens da Assembleia de Deus.
Porém, ele enxerga que é possível usar o cenário a favor da evangelização de jovens: “Estou mais incentivado do que desanimado. Nunca houve uma geração mais madura para uma expressão pentecostal do Evangelho. Nossa cultura é fixada no sobrenatural. O Espírito Santo é a verdadeira forma do que satanás está tentando falsificar com esta tendência de zumbis. Ao invés de falar sobre o que é contra, precisamos falar sobre quem é Jesus”.
Segundo o site Pentecostal Evangel, Glen Ryswyk, diretor do Centro de Aconselhamento Familiar Cristão em Lawton, Oklahoma, diz que a fixação das pessoas por programas e filmes sobre vampiros e zumbis pode revelar um vazio existencial: “As trevas relatadas neste mundo de fantasia são consistentes com a forma como as pessoas que os assistem se sentem sobre si mesmos. Estas imagens horríveis de zumbis com carne em decomposição pode ser um reflexo preciso da fragilidade de suas almas”, alerta.
Porém, Heath Adamson afirma que proibir os filhos de verem determinados programas de TV não é suficiente. Para o líder de jovens, os pais precisam estar atentos às tendências culturais e de entretenimento para auxiliar os filhos em suas escolhas explicando suas crenças e os ensinamentos bíblicos.
“A Bíblia é clara, há uma vida após a morte e um reino sobrenatural. O céu é real, e o inferno é real. Há anjos e espíritos malignos, mas não há tal coisa como fantasmas, vampiros ou zumbis. Todos esses monstros são invenções da imaginação. Precisamos ir às Escrituras em primeiro lugar, para que possamos saber a verdade e aprender a honrar o Senhor com nossas vidas”, concluiu.
TiagoChagas

Nenhum comentário:

Postar um comentário