09 julho 2013

Lixo: Música incestuosa e pró- pedofilia


Amados leitores, estamos diante de um apelo ao incesto e á pedofilia a partir de dentro de casa. A música que você irá ouvir(da Banda Bidê ou Balde, foto acima), trata-se de um 'pai', observando sua filhinha, ainda menina, e já começando a gostar dela e, se achando no direito de 'experimentá-la', já que na sua concepção imunda, foi ele quem a fez(seu sangue é igual ao meu), e deu a ela seu nome. Também é dito que ele está apaixonado pela 'minha menina'.
Meu Deus, quanta sujeira, quanta falta de respeito, quanta afronta á nossa sociedade e á nossa familia...

A LETRA não é ambígua... AS PESSOAS são... Essa música pode tanto ser interpretada como um pai que mantém relação incestuosa com a filha, como também pode ser interpretada como um cara mais velho que se apaixonou por uma garota mais nova... Ou, de acordo com o entendimento de alguns, como um depoimento de um pedófilo, mas aí ja seria uma interpretação mais radical... E lembrando... INCESTO por exemplo, é um crime se praticado com maiores de 16.

Quando no refrão ele usa os termos: "seu sangue não é igual ao meu" e " seu nome não fui eu quem deu", dá para entender que aí, ele já está falando de sua enteada. 

Esta música é uma abominação, se alguém  já teve a oportunidade de escutar o argumento dos pais pedófilos, verá que são exatamente estes do refrão da música, apesar de no final eles colocarem o 'não', modificando a última estrofe, cantar a argumentação repulsiva durante toda música, faz apologia sim a pedofilia. Colocar imagens de moças no clip não altera aquilo que está na letra. Abominável!

E o pior é que o vídeoclip colabora em muito com essa sensação, considerando que colocam um sujeito com a aparência de pedófilo, em uma bicicletinha, e as atrizes que representariam a filha são sensuais, de vestidinho de colégio

Isso, além de ser um desrespeito, é uma promoção á pedofilia a partir de dento de casa. E como temos visto nos  noticiários, na maioria esmagadora dos casos, os bandidos são os da própria familia.

Deus nos acuda!!!

Tenha compaixão dos Seus e tira-nos deste podre mundo! É minha oração.

Veja o podre vídeo:



Leia a letra:

E Por Quê Não?

Bidê ou Balde

Eu estou amando
A minha menina
E como eu adoro
Suas pernas fininhas
Eu estou cantando
Pra minha menina
Pra ver se eu convenço
Ela entrar na minha
(refrão)
E por quê não?
Teu sangue é igual ao meu
Teu nome fui eu quem deu
Te conheço desde que nasceu
E por quê não?
Eu estou adorando
Ver a minha menina
Com algumas colegas
Dela da escolinha
Eu estou apaixonado
Pela minha menina
Pelo jeito que ela fala, olha
O jeito que ela caminha
(Repete o refrão 2x)
Eu estou amando
A minha menina
O jeito que ela fala, olha
O jeito que ela caminha
(refrão)
E por quê não?
(Teu sangue é igual ao meu)
Teu sangue não é igual ao meu
(Teu nome fui eu quem deu)
Teu nome não fui eu quem deu
(Te conheço desde que nasceu)
Te conheço desde que nasceu
(E por quê não?)
E por quê não?
E por quê não?
Teu sangue é igual ao meu
(E por quê não?)
Teu nome fui eu quem deu
(E por quê não?)
Te conheço desde que nasceu
E por quê não?
E por quê não?
E por quê não?
Uuuuu
Uuuuu
Uuuuu


Tire cada um sua própria conclusão. Jà tenho a minha.
Abraços.
Vivam vencendo o pecado!!!
Seu irmão menor.

Um comentário:

  1. Sem sombra de dúvidas essa música é apologia ao incesto e pedofilia, principalmente na parte que diz: TE VI NASCER,SEU SANGUE É IGUAL AO MEU, SEU NOME FOI EU QUEM DEU. Não tem como não ser incesto. Que lixo precisamos colocar o autor dessa música na CADEIA

    ResponderExcluir