12 julho 2013

Na Jornada Mundial da Juventude, participantes  terão seus pecados perdoados pelo papa

O Vaticano decretou na última terça-feira, 09 de julho, que os peregrinos católicos que participarem da Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, receberão uma indulgência plenária, o que significa que terão seus pecados perdoados pela Igreja.

Mais de 300 mil jovens já se inscreveram para participar do evento, que acontece entre os dias 22 e 29 de julho. O perdão de pecados coletivo valerá também para aqueles que resolverem participar de última hora, mesmo sem inscrição no evento, pois o perdão se estenderá a todos os “que participarem com devoção nos rituais sagrados e exercícios piedosos que acontecerão no Rio de Janeiro [RJ]”, informou a Santa Sé.

A Jornada Mundial da Juventude é realizada a cada três anos, e foi idealizada pelo papa João Paulo II – que está prestes a ser canonizado – em 1984. A última edição aconteceu em Madri, capital da Espanha, em 2011, e chegou a atrair 2 milhões de pessoas. A data no Brasil foi antecipada para não coincidir com a realização da Copa do Mundo. Até agora, o número de inscritos para a Jornada é muito inferior ao da última edição, embora o Brasil seja o maior país católico do mundo.

O evento terá a presença do papa Francisco e custará aos cofres públicos mais de R$ 118 milhões. O valor usado pelos governos federal, estadual e municipal para viabilizar a vinda do papa e a segurança do evento foram tema de um artigo do pastor Juanribe Pagliarin, que prevê a organização de um protesto com um milhão de evangélicos contra os gastos públicos na Jornada Mundial da Juventude.

O perdão dos pecados em uma ocasião especial é uma tradição da igreja católica. A prática surgiu em 1091 e permitia diminuir a penitência por obras públicas, como a construção de igrejas. É o que explica o padre Valeriano dos Santos Costa, diretor da Faculdade de Teologia da PUC de São Paulo.


Comentário de Wáldson: O papa(e também nenhum outro homem), recebeu tal autoridade. Aliás esse cargo de papa é uma invenção posterior, e bem posterior aos apóstolos. Foi inventada sob uma grande luta de várias igrejas no oriente contra uma suposta supremacia da igreja em Roma. Sobre o perdão dos pecados, a Palavra de Deus é bem clara sobre a obra perfeita e suficiente de Jesus Cristo na cruz. Jesus pagou completamente por todos os pecados do Seu povo, Sua Igreja. Ele consumou com o derramamento do Seu sangue, com Sua morte, as dívidas daqueles por quem morria. Sua morte foi vicária. Foi feita de uma única vez para sempre. Em Hebreus 10 podemos compreender bem isso. 

Vivam vencendo as heresias!!!
Seu irmão menor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário