10 agosto 2013


Delegado crente, da Polícia Federal afirma: “Deus nos dá oportunidade de sermos voz dEle”


Atuando há oito anos na Polícia Federal, o delegado Natan Vasconcelos concedeu recentemente uma entrevista falando de seu papel como cristão em uma das mais importantes instituições do país.
Cristão atuante, o delegado falou sobre uma recente apreensão de drogas da qual participou, onde mais de 11 toneladas de maconha e 201 kg de pasta base de cocaína foram encontrados camufladas na caçamba de um caminhão, e também comentou sobre o papel do cristão em sua área de atuação.
- A Bíblia também ensina que as autoridades e magistrados são constituídos por Deus para o bem daqueles que praticam a justiça, e apenas os que não procedem bem é que devem temer tais autoridades – afirmou o delegado, ao Portal Guiame, quando questionado sobre o papel do cristão em um cargo como esse, de grande importância e responsabilidade.
Vasconcelos disse ainda que “a autoridade é instituída por Deus, e é vingador usado por Deus para punir quem pratica o mal”.
- Se este trabalho é necessário, se é útil à sociedade, se visa o bem comum, e se, acima de tudo, é constituído por vontade de Deus… Bom, que seja feito por um cristão! – completou, explicando ainda que “o cristão é vitrine, porque mais do que ‘dar testemunho’, ele precisar ser testemunha de Cristo”.
O delegado afirmou ainda que o fato de ser cristão torna sua responsabilidade no trabalho ainda maior. Ele destaca que além do fato de atuar em uma entidade séria como a Polícia Federal, sua ligação com a religião faz com que ele tenha que prestar contas também a Deus, aumentando assim sua necessidade de manter a integridade.
- A responsabilidade é maior! Porque não precisamos, neste trabalho, agradar apenas aos chefes, à Instituição e à sociedade, mas principalmente agradar a Deus – ressalta.
Natan Vasconcelos disse ainda que usa até mesmo sua profissão para falar de Deus, até mesmo em situações como a da recente apreensão de drogas.
- O próprio preso com as 11 toneladas não foi dormir ontem sem antes ouvir que a vida dele tinha jeito, que Deus poderia mudar a história dele. Quem vai dizer se ele não precisava ouvir isso, e o que o dia era aquele? Jesus mandou que a Igreja fosse até os perdidos, e não o contrário. E Deus nos dá uma oportunidade tremenda de sermos a voz Dele, mesmo nas situações menos prováveis. – finalizou.
DanMartins

Nenhum comentário:

Postar um comentário