04 setembro 2013

Cristãos sírios oram a Deus para intervir em seu país - Islamitas têm obrigado muitos cristãos a deixarem o país



Como os sírios se preparam para um possível ataque militar dos EUA, muitos cristãos do país estão orando por intervenção divina.
Eles dizem que a ação militar contra o regime de Assad só trará mais sofrimentos e eles estão pedindo aos cristãos em todo o mundo que orem para que Deus intervenha e conceda à paz para a nação. Eles acreditam que as orações coletivas ao redor do mundo possam impedir escaladas de conflito.
Um pastor da Síria, que reside nos EUA, que viaja constantemente para o país disse que "os cristãos estão vivendo com medo na Síria. Nós sabemos o que pode acontecer e vemos o resultado de tal ação, dos EUA e da OTAN, que será a destruição dos cristãos no Oriente Médio e, particularmente, na Síria. "
Por razões de segurança, ele pediu para preservar seu anonimato, não só para a sua proteção, mas também para a de outros cristãos sírios de represálias dos islamitas.
Eles consideram que qualquer ataque militar dos Estados Unidos só fortaleça os islamitas que atacaram os cristãos.

Cristãos sírios oram a Deus para intervir em seu país"Havendo impacto da OTAN sobre a Síria, isso significa que eles vão enfraquecer a estrutura e o sistema da Síria será destruído, o que significa que a lei seguirá Sharia (islâmica), e que ela é contra a existência do cristianismo em que parte do mundo ", disse ele.
Os islamitas têm obrigado muitos cristãos a deixarem o país. Outros foram mortos ou seqüestrados, além de igrejas destruídas.
Embora muitos cristãos sírios sintam que o presidente americano Barack Obama os tenha abandonado, eles sabem que Deus não fez.
"Nós sabemos que Deus nos prometeu de que iria proteger a comunidade cristã na Síria e a nossa confiança não está em nenhuma potência ou regime qualquer dos EUA, de ninguém mais. Esta é a confiança de que o mesmo Deus vê e ouve o grito dos cristãos ", disse o pastor.
"E é por isso que é crucial que os cristãos orem por seus irmãos sírios e irmãs em Cristo, porque Ele batalhará para a sobrevivência da Igreja síria", disse o preletor.
"Esta é uma batalha entre Jesus Cristo e o inimigo, e o que está acontecendo com os cristãos no Oriente Médio vai acontecer ao longo do tempo, muitos cristãos em todo o mundo e, especialmente. no Ocidente", disse.
Cristãos sírios oram, mas eles sabem que o resultado não está nas mãos de Bashar al-Assad, ou daqueles que se opõem a ele.
"Deus não está indo trabalhar para cumprir a agenda de ninguém. Deus vai fazê-lo em sua própria agenda e propósito do crescimento do Seu Reino ", finalizou.
 
Fonte: Mundo Cristiano

Nenhum comentário:

Postar um comentário