02 abril 2014

A PERSEGUIÇÃO CONTINUA: PROCURADORIA ACEITA DENUNCIA DO PC DO B CONTRA RACHEL SHEHERAZADE


Na última quinta-feira, 27/03, a Procuradoria Geral da República aceitou uma denúncia feita pela deputada Jandira Feghali (PCdoB) contra a jornalista do SBT, Rachel Sheherazade. A parlamentar alegou que as declarações da apresentadora do "SBT Brasil" fazem apologia ao crime.
Coincidência ou não, a jornalista cristã entrou de férias nesta segunda-feira, 31/03 e volta somente no dia 14/04. A âncora será substituída durante este período pela jornalista Cynthia Benini.
A polêmica teria alcançado proporções maiores, quando Rachel comentou a notícia de "justiceiros" que amarraram um menor infrator a um poste, no Rio de Janeiro (RJ). A jornalista reconheceu naquele ato, a revolta popular ali simbolizada e criticou atitudes de pessoas que defendem os "direitos" destes infratores.
Contextualização
Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, os vídeos que mostram a opinião exposta por Rachel no "SBT Brasil" sobre o caso envolvendo um grupo que puniu um menor infrator no Rio de Janeiro serão avaliados.
"Não se pode pregar contra o Estado democrático. Isso é muito sério. Se você faz um discurso de ódio para a sociedade, não há como controlar o que ocorre depois por aí", completou.
Se Rachel for condenada, poderá pegar detenção de 3 a 6 meses ou pagar multa, conforme prevê o Código Penal. Em fevereiro deste ano (2014), a jornalista comentou as críticas feitas a ela em uma entrevista à revista "Purepeople".
"Eu não me vendo, nem me dobro. Minha palavra, eles não podem cassar, pois vivemos numa democracia. E, neste país, todo cidadão tem direito, garantido pela Constituição, de expressar suas opiniões. Enquanto tiver o aval da minha emissora, o espaço para opinar livremente, é isso o que farei", declarou.
A jornalista tem recebido apoio de diversos internautas / espectadores de todo o Brasil. Grande exemplo disso, foi a psicóloga cristã, Marisa Lobo, que publicou uma carta aberta ao Ministro Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, na qual repudia as acusações feitas por Feghali à jornalista.
Marisa também convocou a todos para expressarem sua indignação, enviando emails para gabinetesg@presidencia.gov.br.

Carta de Marisa Lobo:
 
Confira, na íntegra a carta (já enviada ao Ministro) abaixo:
 
Excelentíssimo Senhor Ministro Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, 
 
Gilberto Carvalho,
 
Vimos por meio deste, solicitar a vossa intervenção junto ao Ministro Thomas Traumann, da Secretaria de Comunicação Social (SECOM) da Presidência da República quanto ao pedido - que para todos nós, cristãos, é uma afronta e claramente perseguição religiosa - feito pela deputada federal Jandira Feghali, do partido COMUNISTA PCdoB, no qual ela solicita punição ao SBT, por causa do comentário da - TAMBÉM EVANGÉLICA - jornalista do SBT, Raquel Sheherazade.
 
Entendemos e defendemos que não foi intenção da Jornalista fazer apologia ao crime, mas sim que ela estava expressando a opinião de milhões de brasileiros com relação à insegurança vivida em todos os estados nação.
 
A Deputada Jandira do PCdoB  tem um histórico de embate com o segmento evangélico. Rachel Sheherazade é mais uma evangélica que o comunismo - que insiste em retornar ao Brasil - tenta perseguir, pois somos sim contrários a este sistema de governo, por termos consciência - a exemplo de outros países - quanto sangue  tem sido derramado, quantas reputações têm sido destruídas em nome de uma "igualdade" mentirosa, que só aprisiona o país, criando um ideal de falsa liberdade, no qual somente os “donos” do sistema usufruem de suas riquezas. É isto que temos de experiência e é nosso direto constitucional questionar e alertar sobre isso.
 
O segmento Evangélico tem consciência de que a intenção da deputada não é outra, senão afronta-lo mais uma vez, por este acreditar em Deus e por defender claramente posições de fé ou de opiniões, isto é, agir conforme a constituição nos autoriza. Vivemos ou não em um pais democrático de direitos? Opinião virou crime?
 
Se o ministro da SECOM atender ao pedido da deputada vai trazer  um prejuízo muito grande ao governo e à nação, pois sua intenção abriga, a exemplo de países comunistas, a perseguição vergonhosa à imprensa. ALERTO o Sr. Ministro que estão passando na mídia que a punição é uma iniciativa do GOVERNO. O que está sendo passado pela mídia - inclusive na mídia evangélica - e redes sociais é que "O GOVERNO ESTUDA ESTA PUNIÇÃO". Prova disso é este texto.
 
Só há uma maneira, senhor ministro, de desfazer este absurdo, que é um abuso de poder: é o senhor se manifestar, negando qualquer tentativa de calar a boca de uma profissional e de um sistema de comunicação, apenas por não concordar pessoalmente com algumas atitudes de seu governo, deixando claro que essa punição fere a liberdade de imprensa e que não será acatada.
 
Liberdade de expressão e opinião: onde elas estão neste contexto?
 
Me perdoe por meu desabafo, mas o povo cristão é o povo mais perseguido do mundo. Basta o senhor olhar os noticiários internacionais: são mortos, queimados, torturados e, aqui no nosso “Brasil varonil", senhor ministro, a perseguição se dá em nível intelectual. É uma "guerra fria". Tentam de maneira sórdida nos desconstruir como seres humanos. Estamos fartos!!! Não somos analfabetos funcionais, como querem nos taxar os partidos que os apoiam.
 
Senhor ministro, em todas as profissões temos sofrido esta perseguição. O senhor mesmo é conhecedor do meu caso junto ao conselho de psicologia que insiste em nos perseguir, nos rotulando de proselitistas religiosos, homofóbicos, proceituosos, indutores de ódio e, agora "apologistas a tortura"? Em qualquer opinião contrária que manifestamos, há a tentativa de que nos fazerem - em uma ação orquestrada - parecer como “monstros”. Esses apologistas do “coitadismo” que os representantes dos direitos humanos do seu governo têm construído estão aleijando o cidadão em seus afetos e realizações, manipulando assim a opinião pública para que a mesma se incline em defender o “coitado do bandido".  BASTA !!!  .
 
Não queremos carregar esta vergonha de viver em um país que aceita tudo o que é desonesto, porque este, lhe puxa o saco; que priveligia o bandido e tranca homens honestos dentro de casa; lares estes cercados de grades. Só me resta clamar: Meus Deus!!! Onde está a consciência social e moral dos nossos governantes. Será que já perdemos nossa referência do que é bem e do que é mal? Apenas porque queremos agir de forma democrática e viver conforme os princípios de verdade de valores de um Deus no qual a maioria acredita? Isso não seria psicopatia política ideológica? Usar direitos humanos como bandeira ideológica das minorias contra as maiorias, sem se importar em dar voz a bandido, amordaçando a sociedade trabalhadora honesta. Inversão de valores ou sociopatia?
 
Não podemos aceitar, Senhor Ministro, que usem o poder financeiro para intimidar a imprensa, porque ela ousa nos desafiar com suas opiniões, ainda que não gostemos e ou não concordemos com ela. Sei que deve ser difícil ter pessoas com poder de mídia que ousam nos desafiar, estampando em nossas caras a verdade - como tem feito especialmente esta emissora. Mas ela não está só, pois todas as outras estão começando - com essas atitudes dessa deputada do PCdoB e desses militantes ideológicos políticos desonestos - a entender o que está por detrás da perseguição a essa jornalista.
 
Essa imprensa que o governo parece querer calar é que tem sido o nosso único desabafo, nossa única voz, quando esta não se alia à “cor marrom”, se é que me entende. O seu governo deveria entender isso, pois o começo da luta do PT não foi este? Ou podemos dizer: “SIM, povo!!! vocês foram e são  enganados! Esta luta nunca existiu"; ou ainda que "o  poder e a adoração pelo dinheiro massacraram este ideal, o fizeram ficar em um passado distante"?
 
Entendo como psicóloga  que o poder e o dinheiro atraem e fascinam a muitos, sim, mas temos que resistir a eles. Escolhemos liderar uma nação, lembra?; ou carregaremos sem volta a vergonha de sermos conhecidos como o país mais corrupto sem moral, dignidade e princípios do mundo aquele que se vende por “Mensalidades” e/ ou “Bolsas”, sem entender que no caso das bolsas pode ser um direito independente do partido politico que comanda o governo e que mensalidades podem ser  crime quando estas surgem como privilégios de qualquer natureza corrupta.
 
Se concordarem com essa deputada do PC do B - que é claramente uma perseguidora de cristãos - saberemos então que são coniventes com esta arbitrariedade. Logo responderemos nas urnas e vamos às igrejas, para alertar a todos sobre mais esta injustiça social e essa mordaça, com a qual este governo tem compactuado.
 
Saiba o senhor que milhões de cristãos (evangélicos e católicos) e outras religiões no Brasil entenderam o comentário da jornalista e TÊM A MESMA OPINIÃO QUE ELA quanto à “insegurança pública” deste país. Ela apenas cumpriu o seu papel de ser a voz do povo.
 
Somos quase 40% de evangélicos atualmente. Embora o governo tenha 13 milhões de brasileiros recebendo bolsa família, o que poderá representar “Votos”, temos mais de 40 milhões ("somente") de evangélicos, que se informados, apenas esclarecendo este fato, com certeza o governo terá a resposta nas urnas e é o que já estamos fazendo.
 
O Povo SABERÁ, senhor Ministro Gilberto de Carvalho e Senhora Presidente Dilma Rousseff que: "O MESMO GOVERNO QUE DIZ DAR O PÃO PARA O POVO, ESMAGA-O ANTES DA ENTREGA".
 
Sem mais para o momento,
 
Marisa Lobo - psicóloga e cristã com a graça do meu Deus e meu Salvador Jesus Cristo
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário