28 agosto 2014

GOOGLE A SERVIÇO DA NOVA ORDEM MUNDIAL? ELE TEM UM RELATÓRIO DE TODOS OS LUGARES ONDE VOCÊ ESTEVE. MESMO COM O GPS DESLIGADO


Se você usa um celular Android, o Google monitora a sua localização. Talvez você já soubesse disso. Mas ao ver a lista compilada pelo Google, você provavelmente vai levar um susto. Ela mapeia todos os seus passos, 24 horas por dia, dia após dia, mês após mês, ano após ano – e organiza numa espécie de calendário. Clique aqui para conferir. Inclui absolutamente tudo.
O Google vigia a sua localização para fornecer “serviços relevantes”, como resultados de busca relacionados ao lugar onde você está. É legítimo, e não é exclusividade do Android (desde 2011, sabe-se que o iPhone faz algo similar). Mas também é meio perturbador – pois o celular transmite a sua localização mesmo se você estiver com o Google Maps fechado e o GPS desligado.
Um prato cheio para os robôs do Google (que já têm acesso aos seus emails, chats, buscas e até navegação na internet), e um banquete tentador para os espiões da NSA. Há quem diga que quem não deve não teme. Mas se você acha que isso tem um pouco de “1984″, em tese é possível desligar o monitoramento.
 Entre nas configurações do Android, abra o item Serviços de local e desmarque as opções “Serviços de localização do Google” e “Localização e pesquisa do Google”. Isso irá deixar o Google Maps mais lento, pois ele passará a depender exclusivamente do GPS (no iOS 7, as configurações relevantes ficam em “Serviços de localização”).
Dois pesquisadores acabam de revelar uma descoberta preocupante: o iPhone registra todos os lugares onde esteve. O monitoramento é realizado de forma silenciosa, invisível para o usuário, e acontece mesmo se o GPS estiver desligado (o iPhone usa a localização das torres de telefonia celular). A informação não é transmitida para a Apple, mas fica gravada na memória do aparelho – de onde pode ser facilmente extraída com um software especial, criado pelos pesquisadores. Segundo eles, o monitoramento teria começado a ocorrer com o lançamento do sistema operacional iOS 4, no ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário