18 outubro 2014

CULPAR OS OUTROS É FÁCIL, DIFÍCIL MESMO É AJUDAR


O mundo está cheio de pessoas dispostas a apontar os erros dos outros. Parece que esse tipo de gente passa 24h por dia buscando alguma falha para poder lançar seu veneno mortífero.

Esse tipo de gente não se preocupa com os sentimentos, família e profissão de ninguém. Tudo que querem é uma oportunidade de delatar o pecado dos outros, como se fossem juízes, cheios de autoridade para julgar quem quer que seja.
Eles se esquecem que são pessoas, como todas as outras, passíveis de erros tão graves como os daqueles a quem vivem perseguindo. Aliás, a maioria desses indivíduos age dessa forma para esconder seu próprio pecado, desviando a atenção dos seus deslizes, colocando a culpa toda para cima do próximo.

A Bíblia nos ensina o seguinte: “Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; ” (Mateus 7:1-2).

Aqueles que julgam o próximo devem se lembrar que também estão sendo observados e que tomar este tipo de atitude é cavar a própria cova.

Certa vez, levaram uma mulher adúltera até Jesus, eles esperavam que o Mestre a condenasse a morte, afinal, ela havia desrespeitado a lei de Moisés. Para surpresa de todos a atitude do Messias foi completamente diferente, pois Ele colocou a responsabilidade dessa atitude nas mãos dos acusadores dizendo: "Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela" (João 8:7).

É fácil apontar o dedo para os outros, dizer que estão em pecado e irão para o inferno, difícil é assumir a culpa pelos seus próprios erros. O relato Bíblico continua dizendo que todos começaram a ir embora, do mais jovem até o mais velho, pois não podiam condenar alguém se a vida deles estava tão suja quanto à daquela mulher.


Pare de acusar os outros, faça algo mais útil, capaz de transformar a vida de alguém, estenda suas mãos para ajudar a levantar aqueles que estão caídos. Não desperdice tempo apontando o dedo, quando poderia estender a mão.

Viva vencendo, aprendendo a apontar menos para os outros e mais para você!!

Abraços.

Seu irmão menor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário