05 novembro 2014

PORNOGRAFIA FAZ MAL PARA VOCÊ. FUJA!


Pornografia ainda é um tabu? Alguns diriam que está deixando de ser. As mudanças culturais no Ocidente têm diminuído a ideia de “depravação” que por muito tempo esteve relacionada ao segmento, fazendo com que as pessoas se sintam menos constrangidas com sua sexualidade — às vezes até admitindo consumir pornografia.

E a internet está cheia dela. A cada 39 minutos um vídeo pornográfico é gravado nos Estados Unidos, a cada segundo mais de 28 mil pessoas assistem à pornografia e há mais de 4 milhões de sites pornográficos no ar — 12% de toda a web.

Estima-se que 42,7% dos usuários da internet acessem pornografia — sem contar os 34% dos usuários comuns que recebem conteúdo pornográfico indesejado. Os dizeres antigos sugeriam que consumir esse tipo de mídia “fazia mal”, “provocava o crescimento pelos nas mãos” e coisas do gênero.

Hoje em dia, com a informação ao alcance de todos, sabemos que a pornografia é algo “natural”, que trata-se de “uma forma de cada um explorar saudavelmente sua própria sexualidade”... Certo? Bom, talvez não seja bem assim.
Vício entre adolescentes

Antes da explosão da internet, era difícil que um adolescente, por exemplo, tivesse acesso à pornografia. Revistas adultas não eram vendidas para menores e todo o tipo de material era pago. Atualmente, é possível que qualquer um tenha em seu navegador centenas de vídeos pornográficos em questão de segundos — e de graça. Acontece que essa “facilidade” pode trazer grandes problemas.

Uma pesquisa publicada no The Telegraph em setembro de 2013 entrevistou 177 garotos com idades entre 16 e 20 anos na University of East London e descobriu que quase um quarto deles dependia de pornografia para ser estimulado sexualmente.

23% dos entrevistados disseram que tentaram parar de assistir à pornografia, mas que não conseguiam — 13% disseram que o hábito estava tornando-se “mais extremo” com o tempo e 7% precisaram recorrer a ajuda profissional.
Exposição excessiva

“Cerca de um quarto dos jovens tentou parar de usar e não conseguiu. Isso significa que há definitivamente um uso problemático de pornografia nesse grupo”, disse a psicóloga Dra. Amanda Roberts, responsável pela pesquisa.

“E isso é porque há cada vez mais exposição à pornografia, e é excessiva”, explicou. “É uma coisa que está danificando a autoestima deles, porque eles não se parecem com o que veem e então começam a esperar que as garotas se pareçam e ajam como estrelas pornô. Eles se sentem inadequados e a maioria diz que já se sentiu confuso e com raiva porque não conseguia parar”.
Ela está em todo lugar

No mesmo estudo, 80% das garotas da mesma idade — 16 a 20 anos — também viam pornografia. 8% delas disseram que não conseguiam parar de ver e 10% falaram que progressivamente buscavam por material mais extremo.

Segundo o professor Matt Field, psicólogo especialista em vícios de adolescentes na Universidade de Liverpool, adolescentes têm maior tendência a desenvolver vícios, e isso ocorre pelo modo com que seus cérebros se desenvolvem. Neurologicamente, a parte responsável pelo controle não amadurece até a idade dos vinte e poucos anos.

Pornografia é um tabu? Alguns diriam que sim. Sabemos que ainda é difícil que o tema seja discutido de forma séria e sem constrangimentos nos colégios, pelo Ministério da Saúde e pelos próprios pais em casa. Na questão educacional, a preocupação vem principalmente do fato de a pornografia ser algo banalizado — ela está em todo lugar.

Objetificação feminina

Dines crê que a cultura da pornografia não afeta somente os homens, mas também muda o jeito como as garotas e mulheres pensam sobre seus corpos, sua sexualidade e seus relacionamentos. “Quanto mais as imagens pornográficas entram em nossa cultura comum, mais as garotas e mulheres são diminuídas de seu status humano e reduzidas a objetos sexuais”.

No fim das contas...

A relação entre pornografia e violência sexual tem alguma sustentação principalmente por causa de questões preocupantes — e inegáveis — ligadas ao assunto. Dois exemplos são as condições de trabalho dos atores pornográficos e a implícita pressão social de que as mulheres precisam se parecer com o arquétipo de uma atriz pornô: corpos esculturais, sexualmente insaciáveis e submissas à vontade de qualquer homem que queira fazer sexo com elas.

Jornal do Estado MS

É pecado e destrói
A verdade central da religião cristã é a fé em um único Deus Santo. “Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto”, disse Jesus (Mt 4:10). A história do antigo oriente médio documenta a decadência das nações que adoravam deuses da fertilidade usando órgãos sexuais como seus símbolos e prostituição como forma de adoração. Deus, no final das contas, puniu estas nações sem misericórdia, como Ele fez com seu próprio povo quando ele caiu nestas práticas pagãs. Pornografia supre os símbolos, os rituais, os estímulo e o credo para adoração do corpo humano e de seus impulsos sexuais ao invés do eterno Espírito, o Deus Jeová.



PORNOGRAFIA É ANTI-CRISTÃ

Deus abomina tudo o que é imoral, sexualmente pervertido, associado a idolatria e a luxúria. “Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, … herdarão o reino de Deus … o corpo não é para a impureza, mas, para o Senhor” (1 Co 6:9-13). As Santas Escrituras exortam em Ef 5:3 e Ef 5:11: “Mas a impudicícia e toda sorte de impurezas ou cobiça nem sequer se nomeiem entre vós, como convém a santos” e “não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as”.


PORNOGRAFIA DESTRÓI AS RELAÇÕES HUMANAS NORMAIS

Jesus ensinou que nós somos protetores de nossos irmãos. De fato, nós somos guardiães uns dos outros. Pornografia dita que a satisfação dos próprios desejos de alguém é tudo o que importa. Ignorando a praga da gravidez indesejada com seu resultado: o aborto. Deixa pelo seu caminho casamentos destruídos, crianças separadas e molestadas, jovens desiludidos e vizinhanças deterioradas. Os produtores, promotores e participantes não se preocupam com essas coisas.


PORNOGRAFIA ATACA MULHERES E CRIANÇAS

O Cristianismo estabeleceu um lugar especial e de honra à mulher e a criança. Há séculos, quando ninguém olhava por elas nas sociedades pagãs, a Palavra de Deus deu-lhes dignidade e valor. Pornografia explora as mulheres como ferramentas descartáveis para a satisfação da luxúria masculina. Crianças são abusadas mentalmente, emocionalmente, fisicamente e espiritualmente para satisfazer as compulsões hedonistas dos viciados em sexo. Os seguidores conscientes do Senhor Jesus não podem dar as costas a este comportamento destrutivo.


PORNOGRAFIA VICIA

Pornografia envolve seus usuários como uma corda sempre apertando mais através de seus impulsos sexuais. O apóstolo Paulo descreveu este processo assim: “obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza” (Ef 4:18-19).


PORNOGRAFIA É ANTI-SEXO

A Bíblia descreve o sexo como um belo presente e cheio de propósito de Deus para o homem e a mulher. Ele projetou o enccontro sexual entre o marido e a esposa para se uma fonte de prazer mútuo, bem como o meio para perpetuar a Sua criação. Ele deu ao marido e a mulher a incrível capacidade de realizar o milagre de trazer a existência alguém à Sua imagem. Não é maravilhoso que este processo esteja “empacotado” em um relacionamento de intensa alegria, fisicamente, emocionaImente, espiritualmente e socialmente? Portanto, não seria de se espantar que Satanás atacasse justamente este ponto central da criação de Deus. Desde o início ele tem se determinado a destruir o sistema que executa o mandamento original de Deus “E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai” (Gn 1:28b). Na demoníaca contradição ao plano de Deus, a pornografia promove a satisfação física sem amor, sexo sem responsabilidade, união sem obrigação pelas conseqüências, e exercício do privilégio sem nenhum cuidado com as conseqüências eternas originalmente projetadas para acompanhá-lo.


PORNOGRAFIA E AMBIÇÃO SÃO PARCERIAS NA MALDADE

Ambição, de acordo com as Escrituras, desgosta a Deus e é destrutivo para a humanidade. Em contraste, Deus exorta em Sua Palavra que nós vivamos pelo nosso trabalho honesto. Os poucos capitães da indústria pornográfica levam vantagem das massas para seu próprio ganho, apesar dos impactos destrutivos nas vidas e na sociedade. Tanto produtores como revendedores ganham altos lucros. Os cofres do crime organizado estão abarrotados com o ganho proveniente da pornografia. Todos os estudos governamentais documentam umas poucas famílias do crime organizado controlam a distribuição nacional de pornografia pesada (hard core). (Final Report, Attorney General’s Commission on Pornography, Volume 1 at 912-17.)


PORNOGRAFIA AMEAÇA A SOCIEDADE OCIDENTAL COMO NÓS A CONHECEMOS

O sistema de valores judaico-cristão foi por muito tempo o fundamento moral e espiritual de nossa sociedade livre. Homens e mulheres são socialmente, economicamente e politicamente livres apenas onde eles também são livres das forças escravizadoras do mal. Pornografia é uma destas forças mais escravizantes. Coloca indivíduos e toda a sociedade longe de tudo que é bom e divino. Como o ex-chefe de justiça, Warren Burger, mencionou, “…pornografia pesada (hard-core) apodrece a base da sociedade.”

PORNOGRAFIA DESVIA MILHÕES DE DÓLARES EM IMPOSTOS

Ela corrompe vizinhanças, destrói casamentos e famílias e trabalha junto ao crime organizado. A razão mais forte para que a indústria da pornografia seja eliminada deveria ser seu desafio ao Deus Todo-Poderoso. Pornografia é aint-Deus em suas pré-suposições e anti-cristã em sua prática. Ela destrói tudo que é precioso aos olhos de Deus, que fez tanto o homem como a mulher para experimentar o amor e o sexo como um presente belo, alegre e produtivo. Ela destrói crianças que deveriam ser tanto fruto de um casamento amoroso como beneficiários de uma sociedade moral e sadia.


O QUE A BÍBLIA DIZ ACERCA DA PORNOGRAFIA 

Do Gênesis ao Apocalipse, Deus enfatizou os mesmos princípios várias vezes. Você não pode misturar trevas e luz, você não pode se juntar ou colocar-se debaixo de conselho de algo que não é de Deus sem se corromper.
Lv 20:7, Sl 101:3, Pv 6:25-29; Pv 7:4-27; Pv 23:7; Pv 31:10
Mt 5:27-28; Jo 5:14; Rm 6:11-14; 1 Co 6:12-20; 1 Co 7:1
1 Co 7:8-9; 1 Co 7:37; 1 Co 10:13; Gl 5:16-17; Gl 24;
Ef 2:3-6; Ef 4:18-19; Ef 5:3; Ef 5:11; Fp 4:8
1 Ts 4:3; Tt 2:11-12; Tt 3:3-5; Hb 2:18; Hb 4:15-16; Hb 13:4
Tg 1:12-14; Tg 4:1; Tg 4:7-8; 1 Pe 1:14-16; 2 Pe 1:4; 2 Pe 2:9
1 Jo 2:16,17; Jd 18-21; Ap 14:4


Cinco razões para livrar sua comunidade da pornografia

ECONÔMICA
Consumo de pornografia adiciona custos aos serviços de polícia, tribunais, cadeias, etc… especialmente em comunidades que têm lojas “para adultos”, cinemas e lojas de “peep-show”. Consumo da pornografia promove o o negócio da prostituição nas comunidades, e aumenta o custo de tratar com esse problema. Essas áreas da cidade onde a pornografia ilegal é consumida, outros negócios são afetados, transformando a área em lugar evitado pelos negócios sérios e deteriorando a vizinhança.
SEGURANÇA E SAÚDE PÚBLICA
Pornografia promove comportamente sexual que espalha o vírus da AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis, muitas das quais estão crescendo em ritmo alarmante. Lojas e barracas de “Peep-show” e os chamados cinemas e teatros “adultos” são simplesmente locais de masturbação ou onde ocorre intercurso sexual ilegal. Eles proliferam as doenças e a saúde pública é ameaçada. Seqüestro, moletação de crianças e outros comportamentos sexuais agressivos são causados e promovidos pela pornografia, especialmente pela pornografia pesada (hard-core). Isto compromete a segurança de nossas famílias, já que muitas mulheres e crianças estão diariamente sob risco de serem atacadas por usuários de pornografia pesada.
SAÚDE MENTAL
Pornografia é a professora de educação sexual de nossas crianças e adolescentes. O grupo etário que vê – consome – pornogrfia mais que qualquer outro grupo etá entre 12 e 17 anos de idade. Pode-se prever que este grupo etário é o mais negativamente afetado pela exposição à pornografia. Isto é pior se a pornografia é violenta, se a exposição se dá em pouca idades, e se a exposição resulta em uma experiência traumática ou experiência super-estimulante. Crianças e adolescentes, a menos que ensinadas com cuidado, de maneira sistemática, acreditarão que o comportamente anormal mostrada na pornografia é normal. Eles crescerão com a idéia irrealista, freqüentemente mórbida, do que esperar de um relacionamento sexual. Isto é extremamente perigoso perigoso para a saúde mental das crianças e adolescentes e é um dos fatores de predisposição e pré-condicionamento que levam a desordens, desvios e disfunções sexuais. A pornografia não ajuda mas causa casamentos instáveis, aumento dos divórcios e evita que jovens e adultos tenham a intimidade social que necessitam.

MORALIDADE

Nossa sociedade caminha grandes distâncias no sentido de tirar o melhor de nós os cidadãos, para promover e desenvolver as melhores qualidade. A pornografia, no entanto, apela aos interesse sexuais mais baixos. Ela toca em nosso lado negro e traz para fora o que há de mais perverso. Ela promove a degradação da mulher. Isto é intolerável, inaceitável, um estigma social. É errado cultural e moralmente a promulgação desenfreada da propaganda degradante e desumanizadora. Isto não é a coisa certa a se fazer. É imoral tratar as mulheres como objetos para venda, uso e abuso. A mulher não é apenas um brinquedo. Nenhuma sociedade que tolera – permite ou promove – o abuso seletivo de mulheres e crianças pode chamar a si mesmo de boa. Está, na verdade, produzindo degradação e auto-destruição.
RELIGIÃO

Igualdade não promovida pela pornografia; desequilíbrio de poder sim. Imoralidade sexual e promiscuidade são promovidos pela pornografia. Os comportamentos e atitudes encorajados pela pornografia são especificamente proibidos em virtualmente todas as religiões no mundo – e por uma boa razão. A imagem de Deus na humanidade não pode sobreviver junto com os desvios provocados pela pornografia. Como a Religious Alliance Against Pornography (Aliança Religiosa Contra a Pornografia) diz: “Pornografia é um mal que deve ser eliminado.”

Abraços.

Viva vencendo esse mal que mata!!!

Seu irmão menor.


2 comentários:

  1. Parabéns pelo video, espero que uma diapodemos ser livres desse mal da sociedade!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado querido Anônimo.
    Deus te recompense por seu comentário.
    Creio em Deus que breve deixaremos esse mundo podre.
    Abraço.
    Que o Senhor continue guardando você.
    Viva vencendo!!!
    Seu irmão menor.

    ResponderExcluir