29 novembro 2014

TJ - RJ PROMOVE 'CASAMENTO' COLETIVO DE 160 PARES HOMOAFETIVOS - FICANDO 'NORMAL'


Mulheres formavam 2/3 dos casais que se uniram em cerimônia coletiva. Segundo organizador, foi o maior casamento entre pessoas do mesmo gênero.

O galpão do Armazém Utopia, na Zona Portuária do Rio ficou pequeno na tarde deste domingo (23). Mais de 1,5 mil pessoas foram convidadas para ''prestigiar'' o casamento anticristão de 160 casais homoafetivos. Este foi, segundo o coordenador do Programa Estadual Rio a sodomia, Cláudio Nascimento, o maior casamento entre pessoas do mesmo gênero do mundo.
Entre flashs, lágrimas, sorrisos e afagos, os casais celebravam a conquista dos direitos civis igualitários. Alguns se formaram casais há pouco tempo, outros narravam história de anos de união afetiva enfim reconhecida. O discurso da maioria enaltecia o amor e a satisfação de se ver reconhecido pelo estado como par.

"A gente nunca imaginou que a luta seria vencida e que conseguiríamos nos casar", disse a assistente técnica Caroline Helena Almoinha, 26, que se casou com a produtora cultural Elizabeth Martins Damaceno, 26. "Eu sempre quis casar, mas quando me assumi homossexual eu pensei que não iria conseguir. Hoje eu estou realizando um grande sonho", disse Elizabeth. "Estou felicíssima. Uma nasceu para a outra (segundo a filosofia de satanás). Quando elas me contaram sobre a cerimônia coletiva, eu quis gritar para o mundo a minha felicidade", explanou Cristina Almoinha, 50, mãe de Caroline.

Antes da cerimônia, o arquivista Mario Sergio Lemos, 33, exibia a caixinha que continha as alianças que trocaria com o ''noivo'' Alexandre Alves Santos, 25. Ambos são baianos e escolheram o Rio para viver uma vida a dois. Eles estão juntos há seis anos e meio, dos quais dois foram de namoro virtual. "Nos conhecemos pela internet e demoramos dois anos para nos ver pessoalmente. Ele já morava no Rio e eu abandonei tudo para vir viver com ele", disse Alexandre. "Quando o vi na rua rodoviária, eu o reconheci como a pessoa com quem sempre sonhei me casar, declarou Sérgio.

'Amar é um direito'

No palco montado para servir de altar para a cerimônia, um cartaz ao fundo destacava a razão daquele evento: "Porque amar é um direito". O casamento garante direitos aos cônjugues. Por meio do registro civil se garante, por exemplo, a partilha de benefícios trabalhistas, pensões, herança fiscal, imposto de renda, segurança social, benefícios de saúde, imigração, propriedade conjunta, entre outros. (O governo do anticristo em breve será instaurado)

Para as advogadas Cristina Freitas, 51, e Regina Nunes, 55, casar não é novidade, mas é um direito do qual não abriram mão. (O casamento é originário bíblico, e DEUS abomina esse falso casamento) Cristina se casou seis vezes. Regina, cinco. Ambas estabeleceram uniões com homens, tiveram fihos, se separaram, e casaram outras vezes - com homens e com mulheres. "A gente sabe quando encontra a pessoa certa", disse Regina afirmando ter certeza de que reconheceu Cristina como o amor de sua vida.(Sodomia é a alma do negócio)

"A gente veio de uma geração em que não casar era um absurdo. Eu casei na marra.(ALGUÉM É OBRIGADO A CASAR? DESDE QUANDO?) Mas casar é partilhar projetos de vida, valores e princípios", disse Cristina, revelando a segurança de estar se casando pela sétima vez com a plenitude do amor. "Foi até bom que a gente não tenha se conhecido na juventude, porque poderíamos ter nos perdido com os impulsos da idade", acrescentou.


Bom, havia mais e mais barbaridades a respeito desta cerimônia anticristã mas preferi não relatar por ver o tamanho grau com que estes sodomitas negam a CRISTO...

"E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem". (Romanos 1:23-32)

Com informações do G1

4 comentários:

  1. Senhor que se intitula Pr.Wáldson Lima, informo ao senhor e os mais que não estiveram na cerimônia CIVIL de casamento IGUALITÁRIO, que os direitos são iguais para todos na Lei dos Homens, vide nossa constituição (leia mais), e todos no nós somos iguais perante a Deus (segundo a Bíblia não sei em que parte), portanto, se o Senhor e os outros Cristãos querem seguir a Bíblia devem seguir ela a risca em TUDO nas suas vidas de Cristãos. Quanto ao Governo do Anticristo, me poupe, vá cuidar de menores de rua que nascem aos montes de casais héteros. Muitos desses menores acabam vindo de lares cristãos (tenho 3 exemplos perto de minha casa). Política e religião não deveriam andar juntas, vide o passado da história (leia mais). tenha um bom dia!

    ResponderExcluir
  2. Prezado amigo Ney Mello,
    muito grato por sua visita e por seu comentário.
    Saiba que, a princípio, eu não 'me intitulo Pr. Wáldson Lima', eu o sou. O sou por causa da chamada, vocação divina em minha vida e com reconhecimento das ADs no Brasil que fazem seu trabalho acobertado primeiro, pelo sangue de Jesus e depois, pela Carta Magna do nosso país. Então, eu o sou, pastor, de fato e de direito. Querendo as pessoas aceitarem ou não, eu o sou.
    Não sei o que você faz da vida. Mas se o faz, se tem o reconhecimento em sua área profissional onde atua, quem é uma pessoa(seja lá quem for), para dizer que você não o é? Bobagens de pessoas quem têm um entendimento 'curto' até para se reconhecer a função, trabalho, serviço, profissão prestados por pessoas que se prepararam para isso. Mas é assim mesmo. Temos pessoas espertas, mas temos as inteligentes. Ainda bem que as inteligentes são a maioria. As tais não se deixam levar pela emoção apenas, antes, usam mais a razão.
    Quanto ao 'casamento', não me opus em momento algum á sua realização. Mas á prática homossexual que acabou por se levar ao tal 'casamento'.
    Você está equivocado Ney Mello: Na nossa Constituição(ah, leia mais: não assassine o nosso velho e bom Português, por favor: Constituição é com 'C' (maiúsculo). Faltou ás aulas, né?
    Bem, em nossa Carta Magna, ainda não são os mesmos direitos concedidos aos casais homoafetivos, como os direitos dos casais heterossexuais. Você sabe que sua informação é mentirosa. Ainda existe muita luta, muita pressão, muito debate para se igualar os direitos. Mas, em nossa Constituição ainda não são iguais. Estamos caminhando em direção a isso. Mas AINDA NÃO SÃO IGUAIS. AINDA NÃO.
    Outro erro e mais uma vez, falta de conhecimento: Não somos "iguais perante a Deus". Em NENHUM lugar da bíblia você vai encontrar isso. Pode procurar nas mais diversas traduções. Isso é falácia. Deus faz distinção SIM.
    Ora, se os próprios ativistas querem que se faça uma distinção, por que, com Deus teriam que ser iguais? Razão de você não saber "... em que parte" está escrito: porque não está.
    Deus só nos vê uma única vez de uma única forma: humanos. Só nisso. Existem diferenças para Deus. Ah, Ney Mello(leia mais a bíblia, Comentários, historiadores chamados 'Os Pais da Igreja' e até mesmo Flávio Josefo, que nunca foi cristão, mas fez um tratado chamado História dos Hebreus, que lançaria luz em seu entendimento). Leia mais, por favor. Assim, você poderia refutar com razão e conhecimento.

    ResponderExcluir
  3. 02-Continuando:
    Quanto a 'seguir a bíblia(segui-la e não seguir ela), á(opa, faltou um assento,né?) risca', é justamente isso que tenho procurado fazer. Por isso, que postei meu comentário junto á Matéria.
    Governo do Anticristo: Ney Mello, você não sabe nada sobre isso. Pode até saber sobre governos. Mas desse que virá, você não sabe nada. E espero que você esteja vivo e bem, para enfrentá-lo. Ele virá. Não fale de assuntos que você não domina:fica ridículo!!!
    Quanto á 'cuidar de menores de rua', outra vez, você erra, fazendo um pre-julgamento. Que tolice: Em nossa área social, já cuidamos e muito bem daqueles que querem sair da rua. Alias, esse é o papel de nossos governantes,não? Mas, mesmo assim, fazemos o que podemos. Cuidar de 52 'menores de rua' já é alguma coisa não? Mas não posso trazer 'os montes' só para eu cuidar,não é? Isso seria até um absurdo que um dia alguém inteligente pensasse assim. E acredito que você não tenha pensado.
    Você, deve ser simpatizante do movimento gay, pois sua forma de abordar o assunto deu para te entender. Agora, vejo em você uma redundância tremenda. Olha o que você escreveu: "...vá cuidar de menores de rua que nascem aos montes de casais héteros". Veja sua agressividade com os héteros. Mas, voltando á redundância: crianças só nascem de cassais héteros mesmo, meu Deus!!! Outra vez você assassina nosso Português. Que triste!!
    Filhos nascem de héteros, porque foi assim que Deus quis. Família(e você nasceu de uma mulher e de um homem, com certeza), foi criada por Deus assim. E qualquer outra forma de família, é contrária á vontade de Deus e é contra a natureza de Deus. E ponto. Vou deixar aqui para você, se tiver tempo e desejo de ler, apenas dois textos, onde Deus condena a pratica homo. E eu creio na Palavra de Deus, que é a biblia. Então é minha fé. E por minha fé, minha crença e por defender aquilo que creio, não poso ser taxado de preconceituoso, homofóbico e outras coisas que os ativistas gays querem empre passar para a população em geral. É meu livre direito de crer e defender o que creio, como é direito seu e de outros, terem sua livre opinião e dfender o que gostem, e/ou crêm. Desde que não ofendam a outrem. Isso a Constituição de nosso pais, me assegura e sou, por ela, uma pessoa livre para fazer uso de minha defesa da minha crença. Para você e para todos quantos se interessarem: Romanos 1:21-32(Veja no versículo 32 a sentença que Deus, pensa em dar a quem assim procede). Agora vamos a 1a. Coríntios 6:9 e 10.
    Existem outros textos. Mas, para mim, esses são suficientes. Então creio nisso. E vou defender minha fé em meu Jesus Cristo e defenderei Suas Palavras santas e Seus conselhos. Eu não mudarei de pensamento nem de convicção para agradar a ninguém.
    Aqui concordamos, Ney Mello: "Política e religião não deveriam andar juntas". Fato!! Porém a questão aqui é muito mais que politica. Tanto é que, não apolítico, mas também não sou um apaixonado por politica. Mas, quando certos grupos querem usar o Estado para impor suas concepções, então dá-se o caso de haver essa intervenção.
    De fato a história antiga e recente da humanidade sempre provaram que, quando a política(que é a arte de administrar bem), é correta e sem paixões, pode sim, andar bem com a religião, desde que esta, sem querer favores do Estado, não se venda.
    Gosto muito de ler Plínio(conhece?), que deixou claro em seus pensamentos e observações sobre o assunto em apreço que, " a religião sem a direção de homens munidos do temor a Deus, torce o direito e que a política, sem o temor a Deus, aniquila o pensamento cristão". E ele está certo.
    Alexandre Severo(não o Grande), deixou um grande exemplo quando falou a respeito dos dois e em como se poderiam andar juntos. Leia um pouco mais, tá Ney Mello? Vai te ajudar.

    ResponderExcluir
  4. 03-Concluindo:
    Em meu caso, com meu Blog, posso livremente falar sobre religião, pois a professo e posso falar sobre política, pois não sou um apaixonado nem um defensor dessas politicagens existentes(política é boa, politicagem não).
    Espero que você possa ler e refletir, como eu o fiz com o seu comentário.
    Espero que possamos continuar trocando ideias, nos falando e vendo o que é importante para nossa tão caida humanidade.
    Concluo, usando uma bela frase de um escritor, pensador, poeta, cronista, jornalista muito conhecido e como você deu a perceber que lê muito, nem vou colocar o nome do autor, pois, na certa, você saberá de quem me refiro: "Diálogo é uma exigência existencial.É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, de tal forma que, num dado momento, a tua fala seja a tua prática".

    Não foi Jesus quem disse, mas se casa muito no que Ele disse.
    Meu abraço Ney Mello e ficarei ansioso em seu aguardo para trocarmos ideias e quem sabe, chegar num consenso sobre as práticas faladas e as vividas.
    Fique na paz do Senhor Jesus, meu Senhor e meu Amigo sem igual.
    Tenha uma boa tarde.
    Viva vencendo!!!

    ResponderExcluir