01 dezembro 2014

"NOIVA DE CRISTO É UMA VAGABUNDA"?

Um promotor da Teologia da Missão Integral (TMI) chamou a Noiva de Cristo de “vagabunda.” Se a intenção foi ser sensacionalista, foi um sucesso. Se a intenção foi mostrar a ignorância dele acerca do que Deus diz em Sua Palavra sobre a Igreja, foi um sucesso.
Ariovaldo Jr. — não é o Ariovaldo Ramos, mas promove a mesma TMI — disse em sua conta de Twitter: “Falam sobre casamento perfeito, mas não falam que casamento perfeito não existe. A noiva de Cristo é uma vagabunda. E dá certo.”
Se ele estivesse falando da Igreja Evangélica ou da Igreja Católica, daria para entender. Essas duas instituições humanas têm, reconhecidamente, muitas porcarias.
Mas a Noiva de Cristo mencionada na Bíblia não é nem a Igreja Evangélica nem a Igreja Católica. É a Igreja Invisível, formada pelos que foram chamados, salvos, libertos, escolhidos e santificados pelo Senhor Jesus Cristo. Esses escolhidos podem estar nas igrejas visíveis, mas eles pertencem acima de tudo à Igreja Invisível.
Se Ariovaldo Jr. tivesse dito que ambas as igrejas são vagabundas, teríamos de abaixar a cabeça e concordar. Mas ele chamou de vagabunda aquela que Jesus chama de pura.
A verdadeira vagabundagem é fazer o que os adeptos da TMI fazem. Eles tratam com todo o cuidado e respeito as figuras progressistas que dão vida ao esquerdismo evangélico: Robinson Cavalcanti, Ariovaldo Ramos, Ed René Kivitz e muitos outros.
Se a Igreja Evangélica tivesse a tradição de canonizar, teríamos hoje Santo Robinson Cavalcanti, padroeiro dos teólogos progressistas. Chamar esse “santo” e outros “santos” da TMI de vagabundos é coisa que Ariovaldo Jr. não faria nem se apontassem uma arma na cabeça dele. Ele preferia morrer a trair os compadres.
Que tal então ele chamar de vagabundos Karl Marx, Che Guevara e Fidel Castro?
Eles lavam muito bem a mão antes de tocar nos “santos” da TMI. Mas quando lidam com a Palavra de Deus e a Noiva de Cristo, tocam tudo com as mãos emporcalhadas. Tratam o santo do jeito que se enxergam no espelho.
Emporcalham tudo o que é santo e santificam tudo o que é porco.
Esse mesmo Ariovaldo Jr. já disse que “Deus é esquerdista antes de existir o Brasil.” O primeiro esquerdista não foi Deus. Foi Satanás.
Depois de emporcalhar Deus com a sujeira esquerdista, quem pode estranhar vê-lo emporcalhando a Noiva de Cristo?
Fonte: www.juliosevero.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário