21 fevereiro 2015

QUEM SÃO OS 'VIDENTES' CATÓLICOS QUE AFIRMAM VER E CONVERSAR COM MARIA E REÚNEM MILHARES DE PESSOAS PELO PAÍS

Aos 43 anos, o advogado carioca Pedro Siqueira tem, à primeira vista, um cotidiano comum. Casado, pai de um menino de 3 anos, ele trabalha na Advocacia-Geral da União (AGU), é fã de esportes e enfrenta diariamente os problemas de quem vive em uma grande cidade. A diferença é que Siqueira afirma ver e falar com Nossa Senhora. O advogado chega a reunir dez mil pessoas em celebrações nas quais reza o terço e profere mensagens que são atribuídas a Maria. E ele não é o único. No interior do Espírito Santo, a pacata cidade de Serra, com pouco mais de 400 mil habitantes, também virou ponto de peregrinação porque no jardim de uma casa são recolhidas folhas com desenhos e mensagens feitos por formigas a pedido de Nossa Senhora, segundo Maria Aparecida D’Ávilla, 56 anos, que cuida do santuário. Dona de casa, ela diz que vê e fala com a Virgem nas situações mais corriqueiras, como durante as compras no supermercado. Na Bahia, Pedro Regis, 45 anos, é seguido por multidões de até 50 mil pessoas quando narra, em tempo real, palavras que afirma receber da mãe de Jesus. Casado e pai de duas filhas, ele já deu palestras sobre o fenômeno na França, em Portugal e Israel. Juntos, esses três videntes lideram, ao ano, peregrinações de mais de um milhão de fiéis pelo 
Brasil.01.jpg

Além da particularidade do contato direto com a mãe de Jesus, eles têm em comum o fato de serem católicos “leigos”, que não fazem parte da hierarquia da Igreja (leia outras aparições de Nossa Senhora pelo mundo na pág. ao lado). Isso não quer dizer que entrem em conflito com padres ou bispos. Ao contrário, costumam contar com a compreensão dos representantes oficiais. O papa João Paulo II (1920-2005), por exemplo, era devoto de Nossa Senhora de Fátima, à qual se referia como “Senhora da Mensagem”. O pontífice chegou a se encontrar com Irmã Lúcia (1907-2005), uma dos três jovens que dizem ter visto Maria na Cova da Iria, em Portugal, em 1917. Já o papa Francisco não se diz contra, mas adota uma postura mais cautelosa em relação aos videntes. “Eventos extrassensoriais acontecem. Há inúmeros relatos de pessoas que os sentem ou presenciam. Ninguém os pressupõem”, afirma dom Aldo di Cillo Pagotto, arcebispo da Paraíba.

O carioca Siqueira diz ver Nossa Senhora desde criança. Segundo o advogado, ela surge de uma janela espiritual que se abre no teto, veste bata e véu em tons claros, tem os pés descalços, os cabelos escuros e mantém o olhar muito sereno. Em volta dela, anjos e uma aura colorida descem até o plano terreno, sem tocar o chão. Essas experiências já renderam três livros sobre fé católica e suas vivências espirituais.
02.jpg

Para não confundir a intenção de ajudar o próximo com a pretensão de ser considerado um clérigo ou santo, o baiano Pedro Regis faz questão de ter um padre ao seu lado sempre que organiza suas orações. Regis conta que muitas pessoas relatam curas de doenças ou resolução de problemas após irem aos encontros promovidos por ele. “Mas se teve algum milagre, foi de Nossa Senhora. Sou apenas um instrumento. Sou pecador, como todas as pessoas”, diz. Nesses eventos, uma cruz é carregada pela multidão e, após as orações, ele repete o que afirma ouvir de Maria. As aparições começaram aos 18 anos, quando Regis passou mal na rua e uma jovem o ajudou a voltar para casa – ela seria Maria. Desde então, ele contabiliza ter recebido mais de quatro mil mensagens da mãe de Jesus.

Na região metropolitana de Vitória (ES), Serra também virou local de peregrinação. Lá, em um jardim, que já ganhou fama de santuário, as folhas caem na grama e são atacadas por formigas, que formam com suas pequenas mordidas desenhos do perfil de Nossa Senhora ou mensagens creditadas a ela. O acontecimento já levou zoólogos da Universidade Federal do Espírito Santo a realizarem testes nos rastros deixados – eles concluíram que o tipo de marca não é característica de uma mordida de formiga, mas sim de perfurações por objetos pontiagudos. A dona de casa capixaba Maria Aparecida, destinatária das mensagens deixadas nas folhas, afirma ver Maria em diferentes situações. “Ela é de poucas palavras, mas é brava. De vez em quando fico até sem graça, porque bem no dia em que as folhas são lidas na missa ela me manda uma mensagem de correção”, diz, referindo-se às celebrações realizadas na igreja ao lado do jardim. Duas vezes por mês algumas folhas são lidas por um padre.
03.jpg
04.jpg
A igreja tem uma postura cautelosa em relação aos videntes. Quando aparecem relatos de fiéis que viram e ouviram santos e anjos ou receberam revelações da Virgem Maria, o bispo da região designa uma comissão para analisar o caso, composta por padres, psicólogos e médicos. Observam-se, então, as condições psicológicas e de saúde da pessoa e se o tipo de mensagem que ela está passando vai ao encontro dos princípios cristãos. Só após esse processo, que leva anos, o Vaticano se posiciona a favor ou contra a “credencial”. O coordenador do curso de pós-graduação em ciência da religião da Universidade Federal de Juiz de Fora, Emerson Silveira, afirma que não é possível falar de um católico brasileiro com um perfil único. “Há aqueles ligados à Teologia da Libertação e às Comunidades Eclesiais de Base, que colocam em segundo plano ou não prezam a crença em milagres e intervenções de santos, anjos ou Virgem Maria”, diz. Se as mensagens são reais ou não, afirma Silveira, quem julga é a multidão que os segue. O teólogo Afonso Murad, doutor pela Pontíficia Universidade Gregoriana, em Roma (ITA), conta que esse tipo de contato com o divino é aceito com maior facilidade no País pela influência do movimento carismático forte. Mas essa abertura não é necessariamente 100% positiva, já que é preciso ter crivo para aceitar ou refutar algum evento como milagre. “Quando aparecem videntes fanáticos, com mensagens apocalípticas e moralistas que não estão em sintonia com o evangelho e a caminhada da Igreja, não devem ser aceitos como legítimos.”

Foto: Pedro Dias/Ag. Istoé, Airam Asil; Gabriel Lordello/Mosaico Imagem; PAULO NOVAIS/EFE; Manuel Romano/NurPhoto; Jeremy Horner/Getty Images-21/02/15


COMENTÁRIO DE  Wáldson

Até pode parecer interessante esses supostos diálogos. Até pode parecer que Maria tenha escolhido alguns 'agraciados' para se comunicar com eles e, através deles. Mas a grande verdade é que, se existem tais aparições, se existem diálogos com Maria, então quero desagradar á uma grande quantidade de pessoas dizendo que isso é manifestação de demônios. Sim! Se alguns têm visto e ouvido 'Maria', na verdade, segundo a bíblia, estão vendo a demônios.

Não existe possibilidade alguma de que Maria ou qualquer outro santo da bíblia possa se comunicar com alguém aqui na terra. A bíblia nunca mostrou um caso sequer de alguém que tenha servido a Deus, morresse e tivesse um diálogo com alguém vivo.

Jesus deixou isso bem claro, quando afirmou ao rico que estava no inferno que, "...há um grande abismo entre nós e vós que, se alguém quisesse passar daqui para lá, não poderia e nem poderia passar daí para cá"(Lc. 16:26).
                            
Também, a comunicação com os mortos é proibida, porque sabia Deus, ao proibir que, se Seu povo fizesse conforme as demais nações, invocando mortos, eles estariam pecando contra Ele e consequentemente, sendo enganados pelo diabo, que falaria usando uma voz parecida com a do falecido.

Não, meus amigos católicos romanos, vocês não estão falando com Maria. Vocês estão falando com os demônios, e eles têm lhes enganado.

O único meio de se falar com Deus é SOMENTE através da oração e o ÚNICO INTERMEDIÁRIO, é o Senhor Jesus. Foi Ele quem "...nos abriu um novo e vivo caminho que Ele nos abriu por intermédio do véu, isto é, por meio do seu próprio corpo"(Hb.10:19,20).

Não há, portanto, nenhuma possibilidade de quem morreu, fazer contatos com quem está nessa terra. E quem morreu salvo, está no descanso eterno com Deus e não pode se manifestar com quem vive aqui.

Outrossim, esse tipo de comunicação, é bastante comum nos Centros Espíritas, Terreiros da Macumba e similares em todo o pais e também no mundo.

Atenção: Se você está acreditando no que essas pessoas estão dizendo, fique atento, pois elas já foram enganadas pelo diabo e poderão enganar a você também.

Viva vencendo os 'embusteiros da fé'!!!

Abraços.

Seu irmão menor.



Nenhum comentário:

Postar um comentário