28 abril 2015

ADVENTISMO, NUNCA MAIS


Infelizmente, tenho que continuar a ser redundante, visto as pessoas também o serem quanto à falta de conhecimento, a qual os faz perecer (Os. 4.6).

Lamentável como as pessoas se dizem discípulos de Cristo, contudo, insistem em ter atitudes, a respeito das quais Ele jamais compartilhou. O que está acontecendo com este povo, será que não leem Bíblia?

A Escritura revela em I João, que aquele que diz estar com Ele, também deve andar como Ele andou.

A falta de estudo é tão extremamente acentuada que, uma multidão incontável, ainda não percebeu, quando uma regra Bíblica deve passar de uma dispensação para outra. Será que não sabem o que é uma dispensação? Será que nunca leram Gálatas?

Existem muitas dispensações, contudo podemos nos prender a três principais, que são A LEI (antes de Cristo), A GRACA (favor imerecido no sacrifício de Cristo), e O MILENIO (reinado pessoal de Cristo).

Primeiro, os sacrifícios e a auto justificação da Lei, não podem tomar parte na Graça. Depois, muitos gêneros alimentícios da Graça, não farão parte no Milênio. Isto logicamente é uma pequenina diferença dentre uma multidão de fatos, apenas para provar que existe diferença nos tempos em que Deus trata com a humanidade. Por isso, temos chamado a Bíblia de Antigo Testamento, ou Aliança, e Novo Testamento, ou Aliança, e o próprio Jesus quando celebrava a Páscoa disse; este é o Novo Testamento no meu sangue. Ora, se é o Novo, significa que o Antigo com suas regras, tornou-se obsoleto.

E imprescindível saber, que cada dispensação tem as suas próprias regras, e isto é fato indiscutível. Não se pode ser cristão, guardando ritual judaico. Os rituais judaicos são para os judaizantes. Daqui a pouco vai aparecer alguma Igreja tonta querendo celebrar a Páscoa; já não basta a opressão a respeito de um sem sentido ritual chamado ceia, onde milhares de vidas são escravizadas, inclusive podendo cear somente depois de passar na secretaria e deixar o dizimo, retirando tal de cartão azul ou amarelo (Ig. Pent. DEUS e AMOR), conforme o mês em questão, para ai então, poder participar da ceia. Haja mercenarismo maldito, e haja escravidão de um povo sem entendimento.

Bem, todos estes rituais judaicos, foi por muito tempo a grande luta do apóstolo Paulo, que chegou a ponto de dizer que, se vos deixar circuncidar não tendes parte com Deus, da Graça tendes caído. Ele também escreve em Gálatas, dizendo que, se a justiça provem da Lei, segue-se que Cristo morreu a toa (Gl. 3.10-14 / 5.2-4).

A razão pela qual me detenho a escrever este artigo é em virtude de tantos absurdos estarem sendo defendidos por uma turma que se chama adventistas (cujas pessoas demonstro meu carinho e respeito, mas quanto às suas doutrinas, quero deixar explícito, a minha mais profunda aversão). Estes até então, irmãos, nunca perceberam que a guarda do sábado é ESPECIFICO para Israel, para os descendentes de Jacó (a quem o Senhor Jesus trocou o nome). Isto esta claro em ÊXODO 31.16,17, que afirma ser este episódio um memorial perpétuo para eles (Israel).

Outro fator que é muito lógico, é o que revela que cristãos, são os discípulos de Cristo, e um discípulo é aquele que anda consoante as palavras e ações de seu Mestre, ou seja; se sou discípulo de Cristo deveo andar e agir conforme Ele me tenha dado o exemplo. Examinando abundantes passagens bíblicas veremos que Jesus NÃO demonstrou nenhuma reverência quanto ao sábado, o violou em todos os sentidos, dizendo inclusive que, o sábado foi criado para o homem e não o homem para o sábado, quando também chamou de hipócritas os guardiões do sábado.

A partir de Jesus Cristo, não é encontrada nas Escrituras, nenhuma palavra aconselhando a guardar o sábado; Cristo destituiu o sábado. Nenhum dos apóstolos em seus ensinos quer por cartas ou epistolas, mencionaram jamais sobre a guarda do sábado.

Para finalizarmos o assunto, basta dizer que um discípulo deve andar conforme seu mestre, e sendo assim, bastara a simples leitura dos versos que se seguem, para qualquer individuo, que não queira abrir mão da loucura da guarda do sábado, estar em rebeldia diante da palavra; nós cristãos não temos dias especiais, todos os nossos dias devem ser para louvor e gloria do nome do Senhor.

Textos:Mateus 12.1 – 14 / Lucas 13.10 – 17; 14.1 – 6 / João 5.1 – 18; 7.14 – 24; 9.13 – 17.

Contra fatos não há argumento.


Pr. Tupirani

Nenhum comentário:

Postar um comentário