07 abril 2015

IGREJA LAGOINHA E SEUS MÉTODOS PARA "GANHAR ALMAS". CONVÉM?

Nada mais me espanta no que diz respeito a igreja da “Lagoa Pequena”. A ultima que inventaram foram promover cultos no estilo bem “mundano”.

Aqui em Belo Horizonte a Lagoinha tem uma filial numa região nobre de BH, bairro Savassi. O local  é despojado, paredes pretas, jogo de luz, som alto e grande concentração de jovens. É comum desavisados passarem pelo local e confundirem com uma boate. O slogan “Um Lugar de Todas as Tribos” já reflete o ecumenismo a qualquer preço e a a igreja “A gosto do Fregues”.

Para terem uma ideia, em um momento o “louvor” para e ao som de musica eletrônica os membros e visitantes “trocam ideia e se conhecem” enquanto é servido picolé, cupcake…

Vejamos algumas fotos da dita “igreja”:



Já a filial em Charitas (Niterói) segue a mesma linha da “Savassi”.

A “igreja” conta com piscina, mudança de piso do palco, fotos, vídeos e GoPro, um grande painel se torna parada obrigatória, especialmente para jovens, que não perdem a oportunidade de fazer uma selfie, como é comum na entrada de boates.A igreja é  comandada pelo Pastor Felipe Valadão acompanhado por sua esposa Mariana Valadão.

A frequência de fiéis de maior poder aquisitivo pode ser notada já no estacionamento. Grande parte das 260 vagas é ocupada por Ferraris, Hondas, Mitsubishis….

Vejamos algumas fotos da dita “igreja”:

lagoinha niterói 2
mariana

Vendo as fotos, eu lhes pergunto: Lhe parece uma igreja?

Ao meu ver não! Está bem longe de uma… Não estou habituado a toda essa modernidade ou sou “tradicional” demais para conseguir digerir esse tipo de igreja. Não acredito que a igreja tem que se parecer com o mundo…

Thiago Schadeck, amigo e editor do blog Pregando a Verdade comenta: “Essas boastes gospel são o perfeito reflexo da igreja moderna. Quer atrair as pessoas pelas mesmas coisas que elas tem no “mundo”. Nessas igrejas os fins justificam os meios, se o jovem trocou a balada do mundo pela gospel já está bom. O problema é que nessas baladas gospel encontra-se 90% das coisas que tem no mundo.”

Ronivaldo Brandão, um dos editores do Web Evangelista e pastor da Igreja Sal da Terra (João Pessoa / PB) comenta: ” O que dizer da Lagoinha? “Os fins não justificam os meios” é um jargão bastante utilizado e tem até um fundo de verdade. hoje há uma preocupação em atrair as pessoas para congregar numa igreja, mas penso: _ Onde é que ficam os preceitos bíblicos nessas horas?No livro de Atos 2: 42 a 47 mostram como eram as primeiras reuniões dos cristão, como as pessoas eram acrescentadas ao corpo de Cristo. não tinha pirotecnia, nem show com leões, malabares, enfim nada de extraordinário e novo. 

Perseverança na palavra, partir do pão, divisão das posses, louvor a Deus e apenas isso..

Não creio que exista evangelho para jovens, adultos, crianças, mulheres, homens, casados ou solteiros, há sim o evangelho para todos nós. Aquele que nos transforma e nos salva!

Tenho plena convicção que se não for pregação da cruz que atraia as pessoas para a congregação com certeza é só uma questão de tempo para que essas mesmas pessoas saiam em busca de outras novidades.

Neilton, pastor, Missão Reluz Comunidade Cristã e editor do Blog Para esses dias,  comenta: A igreja é o Corpo de Cristo (1 Co. 12:27, e as reuniões da igreja são para adoração e instrução. O único alvo legítimo da igreja é “o aperfeiçoamento dos santos para o desempenho de seu serviço, para a edificação do Corpo de Cristo” (Ef. 4:12. Crescimento vital, NÃO APENAS EXPANSÃO NUMÉRICA. (grifo meu)

Com este trecho do livro “Com Vergonha de Evangelho”, de Jonh Fulerton MacArthur, entendo a situação completamente oposta que a igreja tem se metido, usando do pragmatismo como meio de ajuntar públicos, sejam jovens em boates Gospel, seja em reuniões seletivas para grupos específicos de pessoas, sempre tendo como alvo o crescimento numérico, a reunião de pessoas, como se isso fosse sinal de algum “mover divino”. Hás muito práticas como essas estão então entrando descaracterizando a igreja como Igreja de Cristo, trazendo para seus serviços práticas sincréticas, costumes seculares, idéias liberais, votos de tolos, baixa política, e o pior, isso sendo de tal forma entrelaçado com uma mensagem pobre de conteúdo espiritual, formando um amálgama onde já é impossível separar o que é aproveitável, o que realmente é edificante, vindo com aparência de piedade, com mensagem de amor, um amor satânico que aceita todas as práticas como apenas “um jeito de ser” de cada um. Repudio locais como esses e me recuso a chamar de Igreja ou reconhecer como algo vindo de Deus tais movimentos, sendo apenas mais uma metástase que tenta se apossar da sã doutrina.


Não vejo como algo de Deus, apenas algo humano tentando alcançar o Senhor por suas próprias mãos, mais uma torre de Babel, só que esses, já estão confundidos antes mesmo de colocarem o primeiro tijolo. MARANATA.

Mais informações sobre a igreja de Niteroi clique aqui
Mais informações sobre a igreja da Savassi clique aqui

Vou resumir minha opinião em duas frases:

Se você é um(a) dos que acha que “o importante é que o evangelho está sendo pregado“, eu te digo que esse evangelho fajuto deve ser considerado maldito (Gálatas 1:8-9) e certamente esses que o estão espalhando serão julgados por isso..


Um “evangelho” que não prega arrependimento e não aponta os pecados como condenáveis pode ser qualquer coisa menos cristianismo..

“Se você usa meios carnais para atrair pessoas para a igreja, você ira atrair pessoas carnais e terá que continuar usando meios carnais maiores ainda para mantê-los na igreja.”

Voltemos ao Evangelho puro e simples,

O $how tem que parar!

Evangelista Wagner

Nenhum comentário:

Postar um comentário