29 abril 2015

O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE - SOCORRO PARA VOCÊ


O crescimento do homossexualismo é uma grande preocupação. A mídia tem feito uma super divulgação dos movimentos homossexuais "organizados" ao redor do mundo. Isso tem contribuído substancialmente para que muitas pessoas justifiquem suas atitudes, sentimentos, impulsos, tendências herdadas ou cultivadas e possam se apegar como que dizendo "não sou só eu que sou assim, ou que quero ser assim" Tenho lido, pesquisado e ouvido bastante sobre o assunto, dentro de um contexto cristão. Vou compartilhar minhas conclusões com você, com humildade e com espírito de oração intercessória:

Alguém poderia pensar que relacionar o surto homossexual atual com eventos pertinentes à volta de Jesus e o final da história não passa de extremismo “escatologista”. Afinal, o homossexualismo existe pelo menos desde Sodoma e Gomorra e nem tudo é sinais dos tempos.
É bom lembrar que há muito tempo o comportamento homossexual saiu de seu status de ilegalidade ou mesmo de pecado (pelo menos para a sociedade em geral). Só mesmo países islâmicos e outros poucos o condenam juridicamente. Igualmente ele não sofre restrições sociais. Há muito que tornou-se elemento favorito em programas e filmes de humor. De risada em risada ele foi se fixando como normalidade no consciente coletivo. Ser homossexual poderia ser engraçado. E pode até virar arte e ganhar o Oscar como 'O Segredo de Brokebrack Moutain'.
Também essa fase já passou. O movimento homossexual já conseguiu se estabelecer politicamente. Passo a passo eles vão impondo sua agenda sobre a sociedade e condenando todo aquele que se opuser a eles, como aconteceu com Ló em Sodoma: “Mas eles [os habitantes de Sodoma] responderam: Caia fora! Você chegou aqui, nem sabemos de onde, e já quer nos dizer como devemos viver? Pois vamos fazer a você pior do que com eles!” (Gn 19.9). Não aceitavam que Ló condenasse seus atos, como hoje ocorre.
Todavia, pelo menos três passagens nos levam a pensar no homossexualismo como elemento escatológico, indicador de que o fim está próximo:
A multiplicação da iniquidade (Mateus 24.12) – Como mostramos no texto, um novo nível de pecaminosidade, a desobediência aos princípios bíblicos é tão evidente que vai além da mera prática, chegando já na defesa e aprovação dos atos condenáveis. A política homossexual é apenas um dos elementos relacionados à multiplicação do pecado, mas é um componente destacado dentro do todo.
Jesus disse que Sua volta seria como nos dias de Ló (Lucas 17.28-30) – Embora não tenha citado diretamente a homossexualidade de Sodoma, esse fato era conhecido pelos Seus ouvintes (Gênesis 19. 4,5). O juízo veio sobre aquela cidade e as outras cidades vizinhas, por causa de sua abundante iniquidade e assim será o juízo sobre o mundo moderno.
O anticristo será homossexual (Daniel 11.37) – Muitos estudiosos interpretam a expressão “não terá respeito… ao desejo das mulheres” como significando que anticristo será homossexual. Mesmo que apenas esse texto apoie a ideia, não podemos esquecer que o ministério da injustiça já está em operação (2 Ts 2.7). Se o texto de Daniel se referir a uma característica do anticristo, que é descrito na epístola aos Tessalonicenses como o homem da iniquidade, então nada mais natural que o terreno ser preparado antes de sua manifestação.
Como vimos, há uma explicação bíblica para o surto homossexual da atualidade. Para alguns pode parecer exagero e nada mais do que um fato histórico como outro qualquer. Nós, porém, que amamos a Bíblia e a temos como bússola, ficaremos atentos aos acontecimento que nos cercam:
"Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele Dia vos surpreenda como um ladrão; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos e  sejamos sóbrios". (1 Ts. 5.4).

Deus criou o homem e a mulher perfeitos em todos os aspectos:físico, mental e espiritual (Gn 2:18-25). Salomão diz o seguinte: "Eis o que tão-somente achei: que Deus fez o homem reto, mas ele se meteu em muitas astúcias" (Ec 7:29). Deus não criou um "terceiro sexo". Ele criou macho e fêmea, isso está muito claro.

Então, de onde vem o homossexualismo ou a tendência para o mesmo? Veja o que dizem os especialistas Jorge e Maurício Bruno: 'A educação familiar, social e cultural desempenha um papel decisivo na determinação da identidade do gênero sexual e na escolha da orientação sexual" - (Sexo: Respostas Honestas a Perguntas Sinceras, p. 240). Depois de tudo o que li, concluo que o homossexualismo é uma "doença moral", é uma prática assimilada do meio onde se vive e da forma como se foi criado e/ ou educado. Creio em todo um contexto favorável para essa predisposição da natureza pecaminosa. No livro citado acima, na página 42, veja o que dizem os dois especialistas: "Na maioria dos casos, a homossexualidade é assimilada por influência do ambiente, e não está associada com anormalidades genéticas." 

Tenho visto na mídia milhões de pessoas em todo o mundo aderirem a esse movimento "organizado". Será que essas pessoas nasceram todas com excesso de hormônios contrários ao seu gênero sexual? Creio que não. O que creio é que todos nós temos uma natureza pecaminosa, baixa, corrupta e torpe e que, se dermos vazão aos seus impulsos concupiscentes, iremos praticar atos carnais que jamais imaginaríamos. Que o grande Deus perdoador, regenerador e santificador tenha misericórdia de todos nós!

O homossexualismo é pecado, pois contraria os desígnios originais de Deus: procriação e família nos moldes bíblicos - um macho e uma fêmea (ICo 6:9,10; 1 Tm 1:9; Rm 1:27; Lv 18:22). Não creio que a quantidade de pessoas em todo o mundo que participa desses movimentos tenha nascido assim, digo, homossexuais. Creio no afloramento e na condescendência com a natureza humana pecaminosa, em sua demonstração vil, torpe e abjeta. Há sim, dentro de cada um de nós, uma predisposição para o "errado" para o "vil" para o "corrupto" e para o pecado; a isso chamamos de "natureza pecaminosa" Paulo diz: "Então, ao querer fazer o bem, encontro a lei de que o mal reside em mim" (Rm 7:21). 

Todavia, a melhor notícia de todas é que, se é pecado, há perdão em Jesus. E o perdão de Deus vem acompanhado de um "pacote" completo, isto é, traz consigo a regeneração e a renovação. Evidentemente, isso envolve muito esforço psicológico, físico e principalmente espiritual por parte de quem deseja abandonar essa prática "abominável'.' O texto bíblico diz: "Se confessarmos [e abandonarmos] os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça" (ljo 1:9). Em Jesus há perdão ilimitado e purificação completa de toda sujeira que o pecado tenha deixado em nossa mente e em nosso corpo. Isso é fantástico! Amém! Louvado seja o nome de Deus para todo sempre!

O crescimento do homossexualismo é uma das principais evidências da iminência da volta de Jesus (Lc 17:28-30). As irrefreadas satisfações da inclinação natural e a conseqüente enfermidade e degradação que existiam ao tempo do primeiro advento de Cristo, dominarão de novo, com intensidade agravada, antes de Sua segunda vinda. Cristo declara que as condições do mundo serão como nos dias anteriores ao dilúvio, e como em Sodoma e Gomorra. "Todas as imaginações dos pensamentos do coração serão más continuamente". 

Você quer vencer essa tendência ou essa prática "abominável"? Então preste atenção nos pontos a seguir e abra o coração e a mente às influências santificadoras do Espírito Santo de Deus. Entretanto, é necessária uma tomada de decisões de forma radical por parte de quem quer mudar e por parte de quem quer vencer esse problema, a que chamo de "doença moral'.' Aqui entra o esforço pessoal e algumas sugestões para você poder vencer:

 a) Admita que você tem no mínimo tendência ou predisposição para tal;

 b) Só Jesus pode libertá-lo(a) desse desvio de sexualidade. Aqui deve começar uma nova vida de comunhão diária com Deus, através da leitura pessoal da Bíblia, vida de oração particular. Confiança triplicada no poder de Deus; 

c) Você precisará mudar inevitavelmente algumas coisas, por exemplo: talvez algumas roupas, perfumes, lugares que freqüenta, programas de TV a que assiste, revistas que lê e sites que acessa, mas a maior mudança que precisa se efetivar é: mude alguns "amigos" que o levam a recordar, reviver, pensar no passado. E preciso romper com o velho passado. Dê essa oportunidade para Deus e para você mesmo(a). 

Como vencer essa "predisposição ou tendência" para o homossexualismo; ou como vencer as tentações que fazem da pessoa um "produto" do meio cultural, social, educacional onde ela vive ou viveu? O que fazer com as tendências herdadas dos pais ou cultivadas no ambiente onde você vivia ou vive diariamente? As tendências hereditárias e cultivadas para o mal devem ser vencidas. Muitas vezes, a educação e as práticas de toda uma existência devem ser rejeitadas para que a pessoa se possa tornar um aprendiz na escola de Cristo. Nosso coração deve ser educado em se firmar em Deus. Cumpre-nos formar hábitos de pensamento que nos habilitem a resistir à tentação. Devemos aprender a olhar para cima. 

Você vai vencer. Com Cristo, é mais fácil. Coloque a vida todas as manhãs no altar de Deus e o Senhor fará de você um vencedor para que você possa dizer: Eu vivo por Jesus! 

Viva vencendo com resolução e persistência, assim o 'mal' desaparecerá!!!

Meu abraço.

Seu irmão menor.

Um comentário: