12 maio 2015

OUTRA HERESIA DO PR. MARCO FELICIANO: '...FILHO DE PEIXE, PEIXINHO É, FILHO DE DEUS, DEUSINHO É..."

Novamente e, infelizmente, estamos diante de novo absurdo teológico ou a interpretação irresponsável de um texto. Trata-se de um famoso pregador Pr. Marco Feliciano, também Deputado Federal.  Em sua pregação, no sábado a noite no congresso do Gideões Missionários da Última Hora(GMUH), onde se encontram milhares de pessoas vindas de diversas partes do Brasil e do mundo, pronuncia que se somos filhos de Deus, “somos deuses” também, baseando-se em Salmos 82.6.
É impressionante como as mensagens triunfalistas ou confissões positivas tem tomado conta de muitos púlpitos e massageado o ego de muita gente. Mensagens que visam divinizar o ser humano, fazê-lo entender que somos mais que simplesmente servos de Deus…. mas que somos DEUSES!
O texto de Salmos 82.6 diz: “Eu disse: Vós sois deuses, e vós outros sois todos filhos do Altíssimo.” É totalmente perigoso interpretar um texto isolado sem ler todo seu contexto! Será que o referido pregador leu todo este salmo? Ou pronunciou tal afirmação para massagear o ego da multidão presente que foi ao delírio?! Assim, em muitos púlpitos, a Palavra de Deus tem sido falsificada, a verdadeira teologia tem sido violentada à fim de incutir na mente do povo um triunfalismo surreal pregado pelos mercadores da fé!
O salmo trata de uma repreensão do salmista àqueles que julgam injustamente contra aquilo que é certo, que é justo. Jamais o termo “deuses” está definindo alguém como divino ou com poderes divinos. Os filhos de Asafe protestam contra os juízes, chamados deuses, que pensavam saber alguma coisa quando estavam em trevas e nada sabiam. Logo vem a sentença no mesmo Salmos 82.7: “Como homens morrereis, e como qualquer dos príncipes caireis”. Deuses caem ou morrem? Há algo errado na interpretação obviamente.
Levar uma multidão aos gritos, ao delírio induzindo-os à confissão positiva tal qual esta que estamos refutando é IRRESPONSABILIDADE, falta de juízo. Não somos contra nenhum cristão triunfar pois servimos a um Deus que abençoa em meio adversidades, mas este evangelho de triunfalismo barato e surreal não é a realidade da Igreja, a não ser na vida de seus pregadores e/ou alguns tele-evangelistas que ostentam riquezas e “poderes” às custas da simplicidade do povo.
Lembremos do assédio da serpente à Adão e Eva que se tornariam semelhantes à Deus ao comer do fruto proibido. Pregar ao povo que “somos deuses” é defender e professar a tese do diabo!
Não se esqueça: Deus não dá Sua glória a ninguém, conforme está escrito em Isaías 42.8.
Este mesmo Deus faz uma pergunta em Is 46.5: “Quem me fareis semelhantes, e com que me igualareis, e me comparareis, para que sejamos semelhantes?”
Sabe qual o encanto do Evangelho e da vida cristã? Não é ser divino (isto é coisa pra Deus), mas é ser humano! Os homens querem ostentar poderes e serem divinos. Sejamos humanos servindo ao divino Deus!
Enquanto homens querem ser divinos, Jesus veio à terra e se tornou humano. Veio até nós, se tornou como nós para remir a todos nós!
Veja você mesmo o vídeo peçonhento:
Anderson Carvalho
COMENTÁRIO DE WÁLDSON:
Não é de hoje que  o pastor Marco Feliciano vem falando(pregando) diversas heresias. Por várias vezes, aqui mesmo nesse Blog, denunciei as inverdades e as falsas interpretações do mesmo.
Isso não é novidade para quem conhece a Palavra de Deus, pois tendo o discernimento do Espirito Santo e conhecimento da Palavra de Deus, nota-se logo que esse senhor há muito tempo tem se desviado para 'as fábulas'.
Lamentável é ver o povo que, só preocupados com o 'rétété', continuam ouvindo esse pregador herege e ainda falam 'em mistério' e sentem o 'poder de deus', pulando, chorando, rodopiando e dando glória a ele(Marco Feliciano).
Pior ainda é saber que o Pr. Cesino Bernardino, presidente e criador do Congresso, aliás, o mair ajuntamento missionário do mundo, continua convidando esse pastor para ocupar seu púlpito, mesmo sabendo de tanto problema que ele já trouxe para as Assembleias de Deus no Brasil.
Respeito e admiro muito o Pr. Cesino, porém, eu não consigo entender porque ele continua insistindo em colocar esse herege para pregar em todos os anos... Com isso, ele vai tendo mais visibilidade e, consequentemente, os que gostam de imitá-lo, vão sendo 'envenenados' por sua 'teoria louca'.
Marco Feliciano como deputado foi bem, mas como pregador do Evangelho, não passou dos 'rudimentos da doutrina de cristo'. É um herético, deturpador da palavra e um inventor de 'avivamento' falso e maligno.
Povo crente em Jesus, por favor, parem de dar ibope para esse homem 'desviado da verdade'!!
Já no primeiro minuto do vídeo,  podemos constatar um crasso erro de interpretação. O "deus" ao qual o Pr. Marco Feliciano está se referindo é aquele que deve ser honrado, adorado, temido e servido, porém não é assim que o contexto revela; Deus jamais faria algo sequer parecido com qualquer ser humano, pois Ele não divide a Sua glória com o mortal. 

Na verdade Deus outorgou a Moisés, diante de Faraó, autoridade espiritual para realizar a Sua soberana vontade, para que os Seus santos propósitos fossem cumpridos. 

Quanto ao que o Pr. Marco Feliciano asseverou à respeito dos aparelhos celulares, dizendo que o funcionamento dos mesmos 'é um milagre', isso é uma estupidez sem tamanho, pois milagres de Deus não se explicam pelas leis da natureza e nem pelas leis e equações da física e da química. Por outro lado entendemos que o pregador em pauta está querendo provar que "nós, como deuses, também fazemos os nossos milagres". 

Agora, para piorar a exposição dessa mensagem tão pobre de Evangelho puro, ele vem dizendo que quando a Bíblia fala "Deus dos deuses", ela está falando que esses deuses somos nós.

Utilizando-se de afirmações do próprio Kenneth Copeland“Cachorros geram cachorros, gatos geram gatos e Deus gera deuses” (Kenneth Copeland, citado no livro Supercrentes, p. 50, Editora Mundo Cristo, Paulo Romeiro), o Pr. Marco Feliciano trouxe a tona doutrina da "divindade humana" que afirma que “somos deuses” defendida também por Benny Hinn. Com uma pregação frenética que lhe é peculiar Marco Feliciano afimou que como filhos de Deus, somos deuses. Depois de citar alguns versículos fora de contexto, ele sugeriu que, assim como filho de peixe peixinho é, filho de Deus deusinho é.
A frase repetida muitas vezes por Marco Feliciano durante sua pregação “Somos deuses”, é muito usada pelos pregadores triunfalistas,  que abraçaram os falsos ensinamentos do movimento da Confissão Positiva e da Teologia da Prosperidade. Tais pregadores costumam afirmar que os crentes são deuses andando na terra ou super-homens, com poderes especiais para determinar todas as coisas que desejarem. O famoso expoente triunfalista Kenneth Hagin chegou ao ponto de afirmar que o Senhor assumiu a natureza de Satanás na cruz para que os crentes pudessem ser maiores que o próprio Senhor Jesus (HAGIN, Kenneth. O Nome de Jesus. São Paulo: Graça Editorial, p. 79).

Ciro Zibordi escrevendo sobre o assunto afirma que:

"A frase “Somos deuses” é uma falsificação de Salmos 82.6: “Vós sois deuses, e todos filhos do Altíssimo”. Estudando a afirmação de Asafe à luz de seus contextos imediato e remoto, vemos que ele se referiu, de modo irônico, aos magistrados injustos de sua época, os quais, embora nada soubessem e andassem em trevas, pensavam saber alguma coisa (vv. 4,5). Asafe, então, concluiu: “como homens morrereis, e como qualquer dos príncipes caireis” (v. 7). Interpretando o texto sagrado acima e outros de forma equivocada, os triunfalistas pensam que são deuses andando na terra.

Uma das suas maiores eisegeses — não as confunda com exegeses — é baseada em 2 Pedro 1.4. Falsificando essa passagem, eles dizem que somos participantes da natureza divina em sua plenitude. Mas, em 2 Pedro 1, o apóstolo não afirmou que somos deuses ou participantes de todos os atributos da divindade, e sim participantes da natureza divina quanto aos atributos comunicáveis de Deus: amor, santidade, bondade, fidelidade, etc. (vv. 5-9; cf. Gl 5.22; Cl 3.12,13).

Portanto, os pregadores triunfalistas blasfemam quando dizem: “Ser um pequeno deus não é o mesmo que ser igual ao Deus Todo-poderoso. Somos, na verdade, semelhantes a Ele. Somos deuses com 'd' minúsculo”. Na verdade, o Senhor — que não dá sua glória a ninguém (Is 42.8) — pergunta, em Sua Palavra: “A quem me fareis semelhante, e com quem me igualareis, e me comparareis, para que sejamos semelhantes?” (Is 46.5). Nenhum de nós pode igualar-se ou sequer assemelhar-se a Deus!"

É lamentável que Marco Feliciano utilize-se de toda a sua popularidade e da expressividade de uma festividade como é o congresso dos Gideões Missionários da Última Hora de Camboriú para propagar tamanha heresia. E mais lamentável ainda que a maioria do público presente no congresso aplaudiu e que muitos influenciados por Feliciano sairão Brasil a fora repetindo em púlpitos de muitas igrejas tais doutrina heréticas.

Esse homem deveria ser disciplinado, afastado dos púlpitos das ADs, desligado das Convenções até que se tornasse um sério pregador da Palavra de Deus e só retornando para prega-la, depois de provar que a havia aprendido.

Deus nos acuda.

Viva vencendo as heresias e também os disseminadores da mesma!!!

Abraços.

Seu irmão menor.





4 comentários:

  1. Parabéns pela postagem. Desde o surgimento desse herético "pastor" é que tenho visto o quão descompromissado é ele em relação a Palvar de Deus, o Deus da Palavra e o povo de Deus.

    ResponderExcluir
  2. Amado Marcos Ricardo,
    a paz do Senhor.
    Que bom ter o irmão aqui, no Blog.
    Agradeço seu comentário e reitero que, infelizmente, o Pr. citado, perdeu 'o rumo' espiritual.
    Sua exposição da Palavra de Deus, não é o que cremos, e sim, um modo de atrair os incautos, iludindo-os a acreditarem em mitos e lendas.
    Meu grande abraço.
    Deus o guarde, em nome de Jesus.
    Viva vencendo!!!
    Seu irmão menor.

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente vces ouve e falam o que querem sobre os pastores, mas graças a Deus que Ele ouve a pregação toda e ver o equilíbrio que é ensinado ou não, e o julga corretamente.

    ResponderExcluir
  4. Acredito que uma mensagem é como peixe,as vezes muita, as vezes pouca espinha, porém sempre nos dando autonomia para tirar a espinha e comer do peixe. Assistam, o que for edificante guarde, o que não for jogue fora e caso não discirna o que é ou não edificante evite ao máximo assistir, leia a bíblia que é melhor.

    ResponderExcluir