12 fevereiro 2016

TRINTA SINAIS INEGÁVEIS QUE INDICAM QUE JESUS BREVE VEM - PARTE 3


9. ÓVNIs

Hollywood também tem obsessão por óvnis. Poucas pessoas parecer perceber que estes também são demoníacos. A vindoura enganação do fim dos tempos provavelmente incluirá a chegada na Terra de seres supostamente extraterrestres. As forças militares dos EUA já possuem a tecnologia necessária para produzir uma nave espacial extraterrestre. Voos de teste com essas naves já foram observados em diversas ocasiões em localidades remotas. É por isto que a tecnologia da aviação civil não avançou de um modo fundamental desde o início do século 20. Embora grandes avanços tenham sido feitos desde então, a aplicação ficou confinada na maior parte aos projetos militares secretos. Por exemplo, sabe-se que os nazistas produziram uma nave antigravidade primitiva, que mais tarde foi transferida para as forças militares dos EUA na Operação Clipe de Papel e desenvolvida em uma escala mais ambiciosa.
As milhares de abduções por extraterrestes que são reportadas, muitas das quais envolvem alguma forma de abuso sexual, são demoníacas em sua origem. No passado, a vítima era atacada durante o sono por um íncubo ou súbuco, um demônio sexual. Hoje, as entidades sobrenaturais que estão por trás desses ataques estão optando por aparecer como extraterrestres. Isto tende a disfarçar sua origem demoníaca e reduz a probabilidade que a vítima invoque o santo nome de Cristo para receber proteção. De fato, há evidência que muitas vítimas, ao mesmo tempo que se sentem esgotadas por esses ataques, também ficam fascinadas pela experiência e fazem somente um esforço simbólico para evitar que elas ocorram novamente.
Algumas dessas abduções parecem ter um componente físico. Isto sugere que as entidades demoníacas envolvidas, os extraterrestres "cinza", encontraram um modo de operar nesta dimensão física, porém de uma forma limitada. Se este for o caso, então isto se encaixa perfeitamente com o cenário do fim dos tempos.
Toda a enganação é supervisionada pelos anjos caídos, que se rebelaram contra o Senhor. Eles dão as instruções para as entidades demoníacas menos poderosas que infestam o reino sobrenatural, algumas das quais talvez sejam os espíritos dos nefilins, que morreram durante o período anterior ao Dilúvio. (Os nefilins são as criaturas mencionadas em Gênesis 6, os descendentes dos anjos caídos que se relacionaram sexualmente com as mulheres.).
Hollywood exerce um papel importante em tudo isto, promovendo a noção que os óvnis são reais e que o planeta Terra foi "semeado" por uma raça de extraterrestres milhões de anos atrás. Muitos filmes já apresentaram essa ideia de uma forma ou de outra. A humanidade está sendo gradualmente condicionada a acreditar nisso. Logicamente, as implicações devem ser óbvias. Se os homens foram criados por uma raça de extraterrestres, então não foram criados por Deus. Isto significa que Adão e Eva não foram os primeiros seres humanos. Se eles não existiram, então não poderiam ter caído. Por sua vez, isto significa que Cristo morreu sem um propósito. Se você levar isto até à conclusão lógica, então o cristianismo é apenas uma coletânea de dogmas supersticiosos, uma mistura perigosa de práticas e crenças que impedem a humanidade de avançar para um estágio evolucionário mais elevado. É exatamente nisto que os arquitetos da enganação querem que todos acreditem.
Reflita sobre isto, pois é uma ideia muito poderosa. Como Jesus advertiu, a enganação no fim dos tempos será tão grande, que se possível fora, até os eleitos seriam enganados. Que melhor enganação Satanás poderia ter do que uma frota de naves espaciais pairando sobre as principais cidades do mundo, com imagens sendo transmitidas em alta definição para cada residência, e criaturas "extraterrestres" se comunicando com os líderes mundiais? Os avanços na engenharia genética permitem que os cientistas, se desejarem, possam misturar os genes humanos com os de outras espécies. Os híbridos resultantes poderiam ter a aparência de criaturas de outro mundo.
As condições técnicas necessárias para encenar uma enganação desta magnitude surgiram somente nos últimos 25 anos. Dado seu impacto potencial, seria prudente para os cristãos assumirem que este cenário, ou algo similar, esteja sendo cuidadosamente preparado pela elite extremamente rica que controla este mundo, dirigida, é claro, pelo Pai da Mentira.
Muitas informações são disseminadas para apoiar esta enganação, reforçadas pelos relatos de supostas "pessoas de dentro que desertaram", abandonando os projetos militares secretos, ou que alegadamente tiveram acesso a documentos sigilosos. William Cooper, cujo livro Behold a Pale Horse, se tornou uma fonte primária para aqueles que acreditam em óvnis, suspeitava que até ele mesmo pudesse ter sido enganado pelos Illuminati. No capítulo 12 de seu livro, ele diz:
"Sempre há a possibilidade que eu tenha sido usado, que todo o cenário dos extraterrestres seja a maior fraude na história, destinada a criar um inimigo extraterrestre do espaço exterior de modo a agilizar a formação de um governo mundial único. Já encontrei evidências que isto pode ser verdade. Inclui essas evidências no Apêndice.Aconselho-o a considerar este cenário como sendo provável... Se os extraterrestres são uma fraude, então aquilo que você acabou de ler é exatamente o que os Illuminati querem que você acredite."
"Posso garantir a você, sem sombra de dúvidas, que mesmo que os extraterrestres não sejam reais, a tecnologia É REAL. Existem as naves antigravidade e pilotos humanos que voam com elas. Eu e milhões de outros já as vimos. Elas são metálicas; são máquinas, são de diferentes formatos e tamanhos e, obviamente, são guiadas de forma inteligente." [ênfase adicionada; maiúsculas no original].

10. Drogas e Farmacologia

Nada afeta a mente de forma tão rápida e eficaz quanto uma droga. Satanás tem usado a farmacologia há séculos para enfraquecer a humanidade. A Bíblia nos adverte a respeito dos perigos das drogas e vincula-as com a feitiçaria:
"Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus." [Gálatas 5:19-21].
"E os outros homens, que não foram mortos por estas pragas, não se arrependeram das obras de suas mãos, para não adorarem os demônios, e os ídolos de ouro, e de prata, e de bronze, e de pedra, e de madeira, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar. E não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua fornicação, nem dos seus furtos." [Apocalipse 9:20-21].
Dicionário de Vine, que é considerado uma fonte de autoridade pela maioria dos eruditos bíblicos, faz os seguintes comentários sobre a palavra feitiçaria, conforme ela é usada na Bíblia:
"Feitiçaria. pharmakia (or — eia ) (Inglês, pharmacy [farmácia] etc.). Significava principalmente 'o uso da medicina, drogas, encantamentos', depois 'envenenamento', depois 'bruxaria'. A feitiçaria é mencionada em Gálatas 5:20 como uma das obras da carne. Veja também Ap. 9:21; 19:23, Ex. 7:11,22; 8:7,18; Is. 47:9,12. Na feitiçaria, o uso de drogas, simples ou potentes, era geralmente acompanhado por encantamentos e apelos aos poderes do ocultismo, com o uso de vários encantamentos, amuletos, etc., declaradamente destinados a proteger o paciente, ou o consulente, da atenção e poder dos demônios, mas na verdade para impor sobre o consulente os misteriosos recursos e poderes do bruxo."
A feitiçaria é essencialmente o uso de drogas alucinógenas para induzir visões e fazer contato com o mundo espiritual. Quando uados de acordo com os ritos prescritos e regra astrológicas, constitui bruxaria de alto nível. Ex-feiticeiros que se converteram ao cristianismo confirmam a grande importância das drogas na feitiçaria, enquanto que diversas autoridades, como Aleister Crowley, enfatizaram o uso delas na conjuração de demônios.
O livro do Apocalipse (9:21, veja acima) diz que o fim dos tempos será caracterizado pelo uso em ampla escala das drogas de alteração da mente. O uso extensivo dessas drogas hoje em toda a sociedades ocidental é um novo dramático fenônemo social. Até cem anos atrás, as principais drogas psicotrópicas eram a cocaína e o ópio, que estavam confinadas principalmente entre os membros mais decadentes da aristocracia, e a algumas categorias profissionais.
Nos últimos 30-40 anos, o uso das drogas de alteração da mente cresceu muito, afetando hoje cada segmento da sociedade. Essa sinistra transformação cultural teve início nos anos 1960s, cresceu e se tornou uma epidemia. O uso de drogas alucinógenas é visto como uma "escolha de estilo de vida", em vez de uma prática depravada com sérias consequências espirituais. A indústria farmacêutica tem ajudado grandemente essa tendência, promovendo uma ampla variedade de drogas psicotrópicas para uso pela população em geral. Diversos estudos médicos confirmam que, na maioria dos casos em que essas drogas são usadas, notavelmente no tratamento da depressão, alternativas adequadas que não causam dependência estão disponíveis. Embora essas drogas possam ser mais corretamente descritas como estabilizadoras da mente, em vez de drogas de alteração da mente, o uso delas no longo prazo envolve uma mudança permanente, quimicamente induzida, na função cerebral. Assim, elas se enquadram dentro da definição bíblica de feitiçaria, ou pharmakeia.
Praticamente não é necessário apresentar estatísticas sobre o uso das drogas psicotrópicas na sociedade hoje, tanto legais quanto ilegais. Uma grande proporção da população nas sociedades ocidentais foi afetada. Em resumo, um forte indicador do fim dos tempos.

11. Promiscuidade e Perversões Sexuais

A promiscuidade sexual e as perversões sexuais de vários tipos existem há muitos séculos, bem como os crimes graves de natureza sexual. Entretanto, a incidência parece ter aumentado drasticamente nos últimos 50 anos. Isto é especialmente verdadeiro com relação à pornografia, que passou de uma atividade marginal para uma obsessão na corrente dominante da sociedade. A Internet permite que qualquer um, em qualquer lugar, possa visualizar imagens vis e degeneradas. Junto com as vendas de armas e o tráfico de drogas, a pornografia é uma das indústrias mais lucrativas que existem no mundo.
Esta explosão no consumo da pornografia foi acompanhada por um aumento e a aceitação correspondente do adultério, do hedonismo homossexual, da pedofilia, das experiências sexuais, do sexo entre menores de idade e do comportamento bissexual. Em resumo, uma estrutura de ética sexual que existiu durante milênios foi completamente destruída em aproximadamente 50 anos.

12. Relativismo Moral

Até os anos 1960s, mais ou menos, a vasta maioria das pessoas acreditava na existência de absolutos morais. Hoje, tudo isto mudou. A maioria das pessoas perdeu seu senso de certeza. Ela aprenderam a aceitar que os valores morais são definidos culturalmente e que as sociedades definem seus próprios padrões morais. Isto foi reforçado por um sistema judicial, na maioria dos países ocidentais, que procura reinterpretar as leis e os princípios antigos em termos de sensibilidades e percepções modernas. Subitamente, as pessoas passaram a ter "direitos" que nunca tiveram antes, "direitos" que são tão elásticos e tão ajustáveis que qualquer senso universalmente aceito de certo e errado foi completamente perdido.
Novamente, os valores que existiram durante milênios foram derrubados em um período muito curto de tempo. Os Dez Mandamentos, que fundamentaram nosso pensamento moral durante séculos e forneceram a estrutura para nossos sistemas judiciais, foram completamente colocados de lado. Lembre-se, tudo isto ocorreu nos últimos 50 anos Até mesmo o assim chamado Iluminismo do século 18, que fez tanto para solapar o cristianismo, não conseguiu criar uma sociedade baseada no relativismo moral.
É principalmente por meio do relativismo moral que estamos vendo hoje o cumprimento das condições que Paulo declarou que caracterizariam o fim dos tempos:
"Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te." [2 Timóteo 3:1-5].

13. Música Rock e Hollywood

John Todd, um ex-membro de alto nível dos Illuminati nos EUA, advertiu repetidamente durante os anos 1970s que a música Rock foi criada especificamente para destruir os valores tradicionais. Ele disse que ela fazia isso abrindo os ouvintes para uma influência ocultista. Muitos roqueiros famosos estavam sabidamente canalizando suas canções a partir do mundo sobrenatural e até se orgulhavam que determinadas canções vieram formadas para dentro de suas mentes. Isto ainda acontece hoje, quando os grupos de Rock falam abertamente de sua afiliação com Satanás e incluem calorosas referências a ele em suas canções.
Todd também disse que os Illuminati controlavam e financiavam a rede de companhias que produziam este tipo de música. Frequentemente, o disco-mestre era levado até uma sala especial no estúdio, onde espíritos demoníacos eram invocados por meio de rituais de magia negra e instruídos a infestarem cada cópia criada a partir daquele disco. É um princípio bem conhecido da feitiçaria que objetos físicos podem ser amaldiçoados desta maneira e usados como um conduíte para as forças das trevas. O ouvinte não está ciente que essa influência ocultista é levada para sua casa quando compra um desses discos e isto é reforçado toda vez que ele ouve a música.
Sendo ignorante a respeito da feitiçaria, a maioria das pessoas não tem ideia que isto está acontecendo. Até mesmo simples camponeses na Idade Média sabiam disso e tomavam o cuidado de nunca aceitar um objeto amaldiçoado. Mas, lamentavelmente, o homem moderno tem sido enganado com relação à prevalência e poder da feitiçaria.
Todd também chamou a atenção para o poder de Hollywood. Devido à sua posição como um membro de alto nível dos Illuminati, ele tinha contatos privilegiados com muitas personalidades importantes na indústria do entretenimento. De acordo com Todd, praticamente todos em Hollwood são membros de um conciliábulo de bruxos, ou praticantes do ocultismo, de uma forma ou de outra. Isto é consistente com a temática ocultista de muitos filmes produzidos em Hollywood, que promovem o paranormal, a magia, as práticas e crenças demoníacas. Ele citava o filme Guerra nas Estrelas como um exemplo, afirmando que todos os principais atores tiveram de fornecer prova escrita de que participavam de um conciliábulo. Esse filme foi o primeiro a promover abertamente "a Força", que é o nome dado pelos bruxos ao poder de Lúcifer.
Hollywood também está sendo usado para fazer avançar a agenda dos extraterrestres. Inúmeros filmes foram produzidos nos últimos trinta anos para disseminar a mensagem que os extraterrestres são reais e que visitam regularmente nosso planeta. Como já mencionado antes, os ETs são na verdade demônios em disfarce. Ele adotam a forma que as pessoas estão sendo condicionadas a aceitar como parte da ordem natural. Hollywood tem um papel-chave nesse processo de condicionamento.
Alguns sugerem que a agenda dos extraterrestre, em particular o fenômeno das abduções, está sendo promovida, pelo menos em parte, para explicar o Arrebatamento. Imediatamente antes da Segunda Vinda de Cristo, todos os cristãos nascidos de novo serão tirados deste mundo "em um piscar de olhos", como diz o apóstolo Paulo. Isto criará muitos problemas para os Illuminati, pois o súbito desaparecimento de tantas pessoas levará os incrédulos a se perguntarem se aquilo que a Bíblia diz é verdade. Entretanto, se os Illuminati tiverem uma "explicação" pronta, baseada no grande número relatado de abduções por extraterrestres, então provavelmente não terão de enfrentar muita resistência — ou pelo menos eles acreditam assim. Se isto parece exagerado para você, lembre-se que os eventos destritos no Apocalipse são diferentes de tudo aquilo que já aconteceu na história humana. Além disso, sabemos que tudo acontecerá exatamente como descrito, até os mínimos detalhes. O Senhor revelou tudo para nós, para nosso benefício, para permitir que nos preparemos ao observarmos os sinais. Mostrar isto é o objetivo deste trabalho.

 14. Idolatria e Ateísmo
A idolatria é listada junto com a feitiçaria em Gálatas 5: "Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus." [Gálatas 5:19-21].
Além disso, a idolatria é identificada em toda a Bíblia como um pecado que é profundamente ofensivo ao Senhor. Os cristãos modernos tendem a interpretar a idolatria de forma superficial, como a mera adoração aos ídolos. Todavia, a idolatria em seu verdadeiro sentido é atribuir sua felicidade e bem-estar a qualquer um que não seja Deus! Se tomarmos esta definição, o verdadeiro sentido bíblico do termo, então nosso mundo moderno, aquele que tomou forma nos últimos 50 anos, é de longe o mais idólatra na história.
O ateísmo e o gnosticismo são frequentemente retratados como posições filosóficas legítimas, mas são apenas outro nome para a idolatria. Qualquer um que não credite a Deus toda a criação, está pondo confiança em alguma outra coisa. Não importa o que seja essa "outra coisa". O Senhor, em Sua palavra, define isto como idolatria. O Apocalipse cita a idolatria como uma grande doença espiritual no fim dos tempos pelo menos cinco vezes: 2:14, 2:20, 9:20, 21:8 e 22:15 — uma doença que agora é desmedida em nossa sociedade moderna.

15. Aquecimento Global

O apóstolo Paulo diz que o Senhor enviará uma forte operação do erro no fim dos tempos: "E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira." [2 Tessalonicenses 2:11].
Como já observamos antes, isto se refere ao programa de enganação que levará ao aparecimento do Anticristo. Essa operação do erro poderá também incluir uma encenada invasão por extraterrestres do espaço exterior (para "unir" o planeta e garantir a criação de um governo mundial). O apóstolo Paulo aponta para uma enganação dessa magnitude quando fala do "poder e prodígios de mentira", que acompanharão o Anticristo: "E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem." [2 Tessalonicenses 2:8-10].
Observe também que o apóstolo está dizendo que a humanidade, por causa de sua imoralidade, de sua "injustiça", será facilmente enganada!
 A "forte operação do erro" poderá também ter outros componentes. Podemos esperar que Satanás use todo estratagema imaginável para implementar seu plano. Há boa razão para acreditar que o aquecimento global é um desses truques. É outra ideia para unir o mundo, desta vez contra o inimigo comum conhecido como aquecimento global. O modelo científico que está sendo usado para "provar" que a temperatura atmosférica está se elevando em uma velocidade inaceitável é extremamente cru, e pequenas variações nos parâmetros de entrada podem levar a resultados tremendamente diferentes. É um fato bem conhecido que os cientistas que apoiam a tese do aquecimento global recebem muito mais financiamento e reconhecimento do que aqueles que se opõem à ideia. O modelo que eles estão usando praticamente não leva em conta o impacto da radiação cósmica na formação de nuvens em diferentes níveis da atmosfera, um fato que sabidamente tem um impacto definido sobre as temperaturas globais. Por sua vez, isto é influenciado pela intensidade da radiação cósmica, que por sua vez é influenciada pela rotação do sistema solar! Qualquer afirmação que todos esses fatores foram integrados com sucesso em um modelo científico sólido é uma grande mentira.
Sabe-se também que desde os anos 1970s, os EUA e a Rússia possuem tecnologias que podem distorcer os padrões continentais do clima. As gigantescas instalações no Alasca, conhecidas como HAARP, que cobrem vários quilômetros quadrados, provavelmente estão sendo usadas para derreter as calotas polares e permitir o acesso aos vastos recursos naturais naquela região. Assim, a perturbação sentida nos padrões climáticos globais também pode ser consequência de muitos fatores diferentes das emissões de gases do efeito estufa.
A enganação do aquecimento global também permitirá que os Illuminati introduzam o imposto do carbono, outro modo de drenar somas enormes de dinheiro da economia mundial e canalizá-las para seus muitos projetos malignos. Ela também tem o objetivo de aumentar a preocupação com a ecologia e a sustentabilidade da vida na Terra. É interessante que isto está fazendo as mentes e corações se voltarem para o princípio de Gaia, a crença panteísta que a Terra é um organismo vivo. Os Illuminati querem incorporar o conceito de Gaia, ou a Mãe Terra, que é central no paganismo e na feitiçaria, dentro de sua proposta Religião Mundial Única.
Se você acha que eles nunca seriam assim tão espertos, pense novamente. Há várias décadas que estão contratando as mentes mais brilhantes no mundo para desenvolverem e implementarem seus planos. Por exemplo, a dimensão de Política Social de seus planos foi elaborada em detalhes nos anos 1960s e implementada ao longo das décadas seguintes. Para uma preocupante visão a respeito das ideias deles, veja as análises do Dr. Lawrence Dunegan, a respeito de uma apresentação feita pelo Dr. Richard Day, em 1969. (Uma cópia do trabalho do Dr. Dunegan foi publicada no site Scribd.com). O Dr. Day defendia, e os Illuminati implementaram, políticas que enfraqueceram grandemente a unidade familiar, tornaram as crianças mais dependentes do governo para obterem sua educação moral, desvincularam o sexo da reprodução, fizeram avançar os divisivos valores feministas, apoiaram o aborto, a eutanásia e o suicídio assistido. Não pode haver dúvidas que as outras dimensões do programa dos Illuminati para transformação — econômica, política, militar, no meio ambiente, etc. — foram planejadas exatamente com o mesmo cuidado.
Compreenda que muitos desses homens acreditam que estejam agindo em benefício da humanidade. De acordo com a filosofia deles, a democracia moderna e seu sistema de países soberanos está condenado ao fracasso. Eles acreditam que as massas são incapazes e indispostas para decidir seu próprio destino e que, dentro de pouco tempo, o planeta estará superpovoado e se tornará ingovernável. Quando esse tempo chegar, será tarde demais para intervir. Portanto, eles estão intervindo agora. Na visão deles, somente o fascismo benigno — um governo autoritário e centralizado — é que pode impedir a anarquia.

16. Um Governo Mundial

Os líderes mundiais frequentemente se referem à Nova Ordem Mundial que está sendo proposta. Embora eles sejam relutantes em revelar exatamente o que ela significa, pessoas que já foram influentes no passado e pertenceram ao círculo do poder, confirmam que ela envolverá, entre outras coisas, a formação de um Governo Mundial Único. Os países soberanos abrirão mão de sua autonomia para um superestado mundial, controlado pelos Illuminati. Eles estão trabalhando para este fim há muito tempo. Por meio da planejada carnificina da Primeira Guerra Mundial, eles produziram a Liga das Nações. Quando o Congresso dos EUA deixou de ratificar a participação do país, eles criaram o caos em uma escala ainda maior com a Segunda Guerra Mundial. Isto levou à criação da ONU, uma organização guarda-chuva que exerce uma pequena parte da autoridade anteriormente exercida pelas nações soberanas.
Como o novo superestado proposto necessitará de uma instituição política adequada, por meio da qual possa impor sua autoridade, uma nova instituição será criada, ou os poderes de uma instituição já existente — muito provavelmente a ONU — serão expandidos de forma significativa. O poder da ONU tem sido incrementado de forma gradual desde sua fundação em 1945 e diversos órgãos subsidiários foram criados para apoiá-la — a UNESCO, o UNICEF, o OMS, a Corte Internacional de Justiça, etc. A ONU já tem seu próprio exército e o poder para invadir e ocupar países soberanos. A União Europeia foi também outro produto da Segunda Guerra Mundial, um superestado europeu governado por uma burocracia centralizada, que também é controlada pelos Illuminati.
O livro do Apocalipse declara que o Anticristo reinará sobre um superestado mundial. Como vimos, esse superestado já está em formação. Tudo o que é necessário é uma crise de tal magnitude que, para restaurar a paz, a maior parte das populações das nações independentes alegremente cederá sua soberania para uma autoridade global. Essa crise provavelmente envolverá uma guerra mundial de curta duração, pandemias produzidas pelo homem nos países ocidentais e um colapso orquestrado do sistema financeiro internacional. Este último já está acontecendo, enquanto que os pontos regionais sensíveis necessários para se juntarem em uma conflagração global estão sendo cuidadosamente preparados. Entre eles se incluem o Paquistão, o Afeganistão, o Iraque, Irã, Síria, Israel, Coreia do Norte, Somália, Sudão, Congo, Caxemira, Xinjiang, Geórgia, Chechênia e alguns outros menores. Grandes ataques "terroristas" contra alvos ocidentais, possivelmente envolvendo artefatos nucleares, também podem ser esperados. Estes sinais sugerem que estamos chegando ao fim dos tempos.

17. A Tecnologia Eletrônica

O ciclo de eventos do fim dos tempos não poderia iniciar antes do advento das comunicações visuais internacionais. Sabemos disto por que o livro do Apocalipse diz que as mortes das duas testemunhas, no Capítulo 11, serão vistas por todos os que habitam sobre a Terra: "E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco... E os que habitam na terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão, e mandarão presentes uns aos outros; porquanto estes dois profetas tinham atormentado os que habitam sobre a terra. E depois daqueles três dias e meio o espírito de vida, vindo de Deus, entrou neles; e puseram-se sobre seus pés, e caiu grande temor sobre os que os viram." [Apocalipse 11:3, 7-10].
Sabemos agora que a eletrônica sofisticada é necessária para implementar o sinal da besta. "Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome." [Apocalipse 13:17]. "E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão..." [Apocalipse 14:9]. O "sinal" será provavelmente um microcircuito inserido na fronte ou na mão, sem o que não será possível realizar qualquer transação comercial ou movimentar uma conta bancária. A posse do microcircuito, que será muito pequeno e fácil de inserir, será condicional à aceitação dos termos e condições definidas pelo vindouro governo mundial. Como esses termos e condições estarão em conflito com os dogmas do cristianismo, qualquer um que aceitar o "sinal" e fizer o juramento de fidelidade à N. O. M. estárá na verdade rejeitando a fé em Cristo. A tecnologia que permitirá que isto aconteça, em conformidade com a profecia bíblica, apareceu somente nos 10-15 últimos anos. Outro importante sinal do fim dos tempos.
A eletrônica avançada também é necessária para o cumprimento da seguinte profecia: "E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará." [Daniel 12:4].
A Internet facilitou um tremendo aumento no conhecimento, nunca visto antes na história. Hoje, qualquer um pode obter um volume maciço de conhecimento e informações, que antes eram muito difíceis de obter. Este é um dos aspectos fundamentais que definem o tempo em que vivemos. Não é maravilha que o Senhor tenha feito referência a essa explosão no conhecimento na passagem no livro de Daniel. As palavras "muitos correrão de uma parte para outra" podem ser uma referência ao tremendo aumento nas viagens internacionais que ocorreu nos últimos trinta anos. Milhões de pessoas viajam a cada ano e percorrem uma distância maior em um único dia do que muitos de seus ancestrais percorreram durante toda sua vida.

18. Israel

A maioria dos eruditos cristãos dos séculos 16 até o 19 não compreendia o livro do Apocalipse. Muitos cometeram o erro de interpretá-lo como uma alegoria, em vez de como uma descrição concisa de eventos futuros reais. Embora parte da linguagem seja simbólica, os símbolos são bem fáceis de compreender, se você separar tempo para estudar a Bíblia como um todo e associar as profecias do Apocalipse com as profecias em outras partes da Bíblia, notavelmente em Daniel, Zacarias e Mateus capítulo 24.
Por exemplo, muitos eruditos do passado acreditavam que o fim dos tempos poderia chegar antes que a descendência de Jacó estivesse reunida novamente na Terra Prometida. Todavia, a Escritura é bem clara a este respeito. Não havia qualquer possibilidade de o fim dos tempos começar antes da fundação de Israel em 1948: "Portanto, eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que nunca mais dirão: Vive o SENHOR, que fez subir os filhos de Israel da terra do Egito; mas: Vive o SENHOR, que fez subir, e que trouxe a geração da casa de Israel da terra do norte, e de todas as terras para onde os tinha arrojado; e habitarão na sua terra." [Jeremias 23:7-8]. Observe que a "terra do norte" é uma referência à ex-União Soviética, que foi o lar de vários milhões de judeus antes do retorno deles à Terra Prometida na segunda metade do século 20.
Em Mateus 24, os discípulos perguntaram a Jesus: "Quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?" No curso de Sua resposta detalhada, Jesus Cristo disse: "Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas." O Velho Testamento nos diz que a figueira simboliza a nação de Israel. Por exemplo, Oséias 9:10 diz: "Achei a Israel como uvas no deserto, vi a vossos pais como a fruta temporã da figueira no seu princípio; mas eles foram para Baal-Peor, e se consagraram a essa vergonha, e se tornaram abomináveis como aquilo que amaram." E Jeremias 24:5: "Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: Como a estes bons figos, assim também conhecerei aos de Judá, levados em cativeiro; os quais enviei deste lugar para a terra dos caldeus, para o seu bem." A nação de Israel foi levada em cativeiro e espalhada entre as nações do mundo no período de 70-140. Em 1948, ela foi fundada novamente, após um intervalo de quase 2.000 anos. No tempo de sua fundação, a jovem nação de Israel era "tenra, brotando folhas". Jesus Cristo nos disse que quando virmos isto acontecer, o tempo está próximo, "às portas".
O livro do Apocalipse descreve a magnitude das forças que serão reunidas contra Israel no fim dos tempos. Exércitos imensos convergirão de todos os lados para destrui-lo: "E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército." [Apocalipse 19:19].
Hoje, a inimizade e hostilidade necessárias para formar essa grande aliança estão perto do ponto de ebulição. Muitas das nações vizinhas possuem arsenais consideráveis, e seus jovens estão sendo treinados a sacrificarem suas vidas para conseguirem a aniquilação deste pequeno país. Tanto o desejo ardente deles de destruir Israel e sua determinação em adquirir os armamentos necessários para alcançar seus objetivos são sinais que o cenário do fim dos tempos está tomando forma rapidamente.
A Bíblia também diz que o fim dos tempos não poderá começar até que a língua falada nos tempos do Velho Testamento tenha sido restaurada entre o povo judeu: "Porque então darei uma linguagem pura aos povos, para que todos invoquem o nome do SENHOR, para que o sirvam com um mesmo consenso."[Sofonias 3:9]. O hebraico tem sido descrito desde os tempos antigos como "a língua santa". Ele desapareceu como uma língua falada alguns séculos após o início da era cristã e somente retornou ao uso amplo no século 20, com a fundação de Israel. Durante a Diáspora, a língua existiu principalmente na forma escrita e foi fortemente poluída pelas línguas das nações no meio das quais o povo judeu se estabeleceu.
Hoje, ela é novamente uma "língua pura", como predito por Sofonias. Esse profeta também predisse o retorno dos judeus etíopes, os falashas, à Terra Prometida: "Dalém dos rios da Etiópia, meus zelosos adoradores, que constituem a filha dos meus dispersos, me trarão sacrifício." [Sofonias 3:10]. O fim dos tempos não poderia iniciar antes que essa profecia se cumprisse. Os falashas retornaram a Israel em grandes números em 1984 e nos anos seguintes.

Continuaremos amanhã...

Viva vencendo, preparando para subir para o céu, no arrebatamento!!!

Abraços.

Seu irmão menor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário