29 junho 2016

ERROS DOUTRINÁRIOS E HERESIAS INVADEM IGREJAS EVANGÉLICAS E LÍDERES NÃO SE PREOCUPAM

Jornal Notícia Agora – Pág.8-Cidades / Vitória(ES), domingo, 7 de novembro de 2004

A matéria deve, no mínimo, gerar um estado de alerta entre a liderança das igrejas evangélicas. Destaque para o depoimento da dona-de-casa L.E.A., espírita que se tornou evangélica. (Até este ponto tudo parece normal, pois esse é o ponto alto da pregação do evangelho – a conversão). Mas a declaração da dona-de-casa é a seguinte: “Se souberem, serei excluída!”. Leia na íntegra o que ela diz:
“Sou batizada nos templos católico, espírita e evangélico. Quando era mais nova, freqüentava a Igreja Católica. Mais tarde, passei a desenvolver minha mediunidade. Há cinco anos estou na Igreja do Evangelho Quadrangular.
Quando Deus te chama não adianta fugir dEle. Sou evangélica, mas não deixei o espiritismo. Trabalho como intercessora na igreja. Faço orações pelos irmãos que me procuram. Só que na verdade, quem está dando conselhos é uma entidade que incorporo. Eu digo: ‘Deus está mandando te dizer…’, mas quem está falando ao meu ouvido é a entidade.
Quando estou no culto e o pastor diz que a igreja receberá o Espírito Santo, na verdade quem se manifesta é uma entidade. Ninguém desconfia, porque eu a disciplinei para que chegue quieta.
Se as pessoas souberem da verdade, serei excluída. Só Deus sabe do meu segredo, pois sou instrumento dEle. Já ajudei a muita gente com minhas orações. Pretendo levar o meu trabalho para outras igrejas”.
Um dos grandes desafios da igreja nestes últimos dias é combater os ardis e enganos de satanás. Na igreja, que é a legítima guardiã da sã doutrina, os crentes devem estar devidamente preparados e alicerçados na Palavra de Deus, atentos à voz do Espírito Santo e comprometidos com o ensino bíblico ortodoxo. Lamentamos que muitos crentes arriscam-se negligenciando nessa parte. 
Diante desses perigos que ameaçam a igreja, os pastores, líderes, obreiros e os crentes em geral devem prosseguir primando pelo ensino bíblico, não permitindo que os modismos, as inovações, e outras coisas irrelevantes com interesses espúrios, firmados no orgulho, na vaidade, na sede pelo poder e outros sentimentos carnais, entrem nas igrejas.
As toxinas do mundanismo estão se proliferando por todas as partes contaminando também o ambiente do povo de Deus, invertendo valores, insensibilizando as virtudes, envenenando almas, e corrompendo a sã doutrina. O que nos leva a concluir que, se antes já era um desafio, nos dias atuais, aparentemente, torna-se ainda mais difícil para os servos de Deus conservarem a pureza da doutrina bíblica. Mas também não é algo impossível! A recomendação de Ec. 9.8 é tão atual hoje, quanto no dia em que foi escrita: “Em todo tempo sejam alvos os teus vestidos e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça”.
Erros doutrinários, heresias, costumes e práticas mundanas têm invadido as igrejas evangélicas, principalmente aquelas onde os pastores e líderes parecem estar de olhos fechados, e os crentes, com poucas exceções, parecem gostar dessas inovações, sem perceber que podem levados a um distanciamento da comunhão presença do Senhor.
Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrina de demônios” (1 Tm 4.1).
Seara News

Nenhum comentário:

Postar um comentário