01 junho 2016

O CRISTÃO E AS PIRÂMIDES FINANCEIRAS



A deturpação atual do evangelho foi crucial para que diversos evangélicos em várias cidades do país se tornassem presas fáceis de uma nova modalidade da teologia da prosperidade: os esquemas fraudulentos gospel. As famosas pirâmides financeiras, que no passado quebraram muita gente, voltaram com a capa do marketing multinível e com uma mensagem de meias verdades cristãs. Donos dessas companhias criminosas e líderes de negócios, usam, muitas vezes, a Bíblia e o nome de Deus para tentar legitimar e dar credibilidade as atividades suspeitas. Pregações típicas de igrejas que prometem bênçãos materiais estão na boca de líderes desses golpes. O pior: algumas dessas pessoas, responsáveis por chefiar grupos de recrutamento, são pastores de diversas denominações ditas cristãs. E isso não é exclusividade das comunidades neopentecostais. Há relatos de “ministros da palavra de Deus” – de igrejas histórias, como Batistas, por exemplo –, que cadastraram todos (ou quase) os membros nos esquemas criminosos.

“Pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos.” 1 Timóteo 6.10

     A sensação que tenho é que as revelações bíblicas sobre os falsos profetas se encaixam muito bem a esse momento em que vivemos. Estamos cercados de líderes e de crentes “golpistas” que adequam o evangelho com a intenção de atender aos seus interesses humanos. Tudo vale para ganhar dinheiro. Alguns não percebem que estão vendendo a “alma ao Diabo” e se afastando da essência de Jesus.

“Antes de tudo saibam que, nos últimos dias, surgirão escarnecedores zombando e seguindo suas próprias paixões.” 2 Pedro 3.3 

     Recentemente, um representante de uma das empresas suspeitas de pirâmide chegou a dizer que os associados foram “chamados” e “escolhidos” por Deus para revolucionar o mundo. Essa “pregação”, exibida no Youtube, mostra que está surgindo uma nova doutrina: o “calvinismo de pirâmide”.
     Mas afinal, o que é pirâmide financeira e por que o negócio é ilegal? Esse tipo de atividade é considerado crime contra a economia popular. Para que alguns tenham lucro outros precisam perder. Somente as pessoas que estão no topo da pirâmide, ou seja, aquelas que lideram uma grande rede social (networking), conseguem enriquecer. Alguns esquemas conseguem sobreviver por muitos anos, porém, a maioria quebra rápido, devido à dificuldade de recrutar novos participantes. Um dos golpes mais famosos, que viveu seu auge em 2011 e que fechou as portas em 2012 depois de intervenções da polícia, além de prejuízo financeiro, causou até a dissolução de algumas igrejas. Quando o negócio quebrou, as “ovelhas” viram seus investimentos serem perdidos e os pastores, envergonhados, tiveram que largar o “chamado”. Também há pastores que deixaram de lado o trabalho de evangelização para seguir carreira no marketing multinível de pirâmide, cadastrando pessoas por aí, sem se preocupar se são atividades ilícitas ou não.

"Nenhum servo pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará ao outro, ou se dedicará a um e desprezará ao outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro". Lucas 16:13

     Além de pastores e líderes, muitos “evangélicos”, membros de igreja, se deixaram levar pelas pirâmides e vivem por aí como zumbis, completamente cegos, tentando recrutar outros irmãos para os negócios. E assim como ocorre nas pregações da teologia da prosperidade, essas pessoas “gritam” nas redes sociais que o “negócio vai dar lucro em nome de Jesus”. Essa gente, inclusive, não aceita ser exortada, não aceita ser alertada e usa dos mesmos mecanismos de defesa dos neopentecostais: “não jugueis e não serem julgados”. Ou pior: “Você está com inveja porque sou mais abençoado que você”. Alguns se deixam levar por mensagens vingativas: “Deus vai cobrar de você por estar me criticando”.

“Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte. Tiago 1:14-15

     O que a Bíblia fala de tudo isso? Pode ter certeza que Deus não aprova atividades ilícitas. Mesmo que você ore, se estiver fazendo algo errado, Deus não vai abençoar. Escutem isso, geração má e perversa. A Palavra de Deus é clara ao dizer ao homem que para sobreviver é preciso trabalhar. “Dinheiro ganhado de maneira fácil” não é coisa do Senhor é crime. É importante prestar atenção que na vida cristã não há espaço para atividades criminosas. Temos que buscar a santificação e mostrar que formos separados por Deus para te uma nova vida, longe das coisas carnais. O verdadeiro Evangelho transformas pessoas e as afasta dos desejos mundanos. Se vivemos atrelados aos desejos da carne, temos que ter consciência de que não fomos transformados e estamos vivendo uma falsa vida em Cristo. O resultado disso é a morte espiritual.  Participar de golpes financeiros e tentar legitimá-los a partir das Escrituras demonstra idolatria e amor ao dinheiro. Se esse é seu caso, clame ao Senhor e peça-o para ter misericórdia de você. Ganância é um pecado mortal, que leva o homem a ser escravo de desejos escabrosos.

“Quando Cristo, que é a sua vida, for manifestado, então vocês também serão manifestados com ele em glória. Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria. É por causa dessas coisas que vem a ira de Deus sobre os que vivem na desobediência, as quais vocês praticaram no passado, quando costumavam viver nelas. Mas agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar. Não mintam uns aos outros, visto que vocês já se despiram do velho homem com suas práticas e se revestiram do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador.” Colossenses 3.4-10

     Para concluir, quero deixar algo claro: não dá para acender uma vela para Deus e outra para o Diabo. Ou seja, não dá para ser servo de Deus e piramideiro. Também não dá para ser pastor e “faraó”. São coisas incompatíveis. Jesus sempre alertou que não podemos servir a dois senhores. Vamos abrir os olhos. Deus nos chama para ser santos, viver em santidade, longe de falcatruas e de golpes gospel.

“Conheço as suas obras, sei que você não é frio nem quente. Melhor seria que você fosse frio ou quente! Assim, porque você é morno, nem frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca. Você diz: Estou rico, adquiri riquezas e não preciso de nada. Não reconhece, porém, que é miserável, digno de compaixão, pobre, cego e que está nu. Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.” Apocalipse 3:15-17 e 22

Fiquem atentos: Jesus disse: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho. Ele não diz: “Ide por todo o mundo, recrute toda a criatura para as pirâmides gospel”.

Portanto, se você vai entrar num negócio que se parece com o citado acima, procure se informar muito bem sobre a origem e qual  é a forma de se 'lucrar' financeiramente, antes de entrar no negócio.

Deus te ajude a ter discernimento.

Viva vencendo os 'caloteiros gospeis' que vivem da miséria dos outros!!!

Abraços.

Seu irmão menor.

Mikaella Campos - Via Púlpito Cristão

Nenhum comentário:

Postar um comentário