05 julho 2016

O GNOSTICISMO PRESENTE EM NOSSAS IGREJAS

  
Estou extremamente preocupado e chateado com o rumo da igreja evangélica brasileira, que se perde em meio a pregações de auto-ajuda, que por sua vez advém de filosofias e religiões orientais, sejam as grandes religiões, como o Hinduísmo e o Budismo, sejam as menores, mas não menos populares, como Seicho-No-Ie, sejam, ainda, as muitas e variadas facetas filosóficas ou religiosas do movimento Nova Era. Noto, porém, que a base de boa parte de nossos problemas teológicos, pastorais e doutrinários pode consistir na volta, firme e aterradora, do Gnosticismo, agora presente, pouco a pouco, em igrejas históricas, pentecostais históricas e neopentecostais.

Os apóstolos Paulo e João combateram duramente o Gnosticismo, por conta de sua exaltação ao conhecimento oculto, sua negativa da Encarnação de Cristo, de Sua Morte e Ressurreição, seu dualismo entre alma e corpo, espírito e matéria, ignorância e conhecimento, mundo material e corrupto versus mundo espiritual e perfeito.

Os gnósticos pregavam que o mal é a ignorância, porque esta afastaria o Homem de conhecer as dádivas colocadas à sua disposição pelas leis metafísicas do Universo. Da mesma forma, Mike Murdock, com sua obra 'A Lei do Reconhecimento', vem dizer, entre outras heresias, que a ignorância é a causa da pobreza, doença e fracasso. Infelizmente, esse homem, com seu livro repleto de ensinos materialistas e influenciado pela Confissão Positiva, vem sendo considerado "o mais sábio dos Estados Unidos". Devo me sentir, então, um tolo, por achar que o livro dele é ruim, e que não passa de um imitador do Gnosticismo, que usa versículos bíblicos e linguagem evangélica para vender seu produto, seu evangelho da riqueza?

Esse evangelho da saúde e da riqueza, pregado por tantos norte-americanos (Kenneth Hagin, Morris Cerullo, T.L. Osborn, Kenneth Copeland, Frederick Price e muitos outros), é um grave câncer na Igreja, que se alastra por muitas nações. Quem dá testemunho balizado disso é Hank Hannegraaf, em seu excelente livro 'Cristianismo em Crise'(CPAD), em pesquisa séria e sólida. 

O Movimento da Fé, aqui representado exponencialmente por R.R.Soares e Edir Macedo, mas também por tantos outros líderes de maior ou menor monta, é um perigoso entrave ao assentimento da mensagem da Cruz no coração do pecador.

Estou farto de ouvir pregações vazias, superficiais, materialistas, triunfalistas, de gente que, sabendo ou não da fonte de suas palavras errôneas, contraria totalmente o ensino bíblico, o qual é fundamentado em Cristo, nosso Salvador e Senhor, que veio dar exemplo de virtude, amor, compaixão, ética, e consumar o plano de restauração do Ser Humano à Imago Dei.

Toda essa pregação de "Você vai obter vitória", "Você é um vencedor", "Basta tomar posse da bênção", "Use a palavra para trazer à existência as coisas que não existem", "Use a fé que Deus usou para criar o mundo", toda essa parafernália é oriunda das leis de visualização e reprogramação mental que vêm das filosofias e religiões orientais, carregadas também de aspectos inerentes ao Gnosticismo heresia grega que exalta o conhecimento para a libertação do Homem, para seu bem-estar físico, emocional, material e social.

'A Lei do Reconhecimento', desse tal sábio, anda no mesmo sentido da lei da atração, ensinada por palestrantes motivacionais, que enchem livros e páginas da Internet com promessas de riqueza, saúde e sucesso, nos mesmos moldes da Teologia da Prosperidade e com os mesmos métodos da Confissão Positiva.
Por e-mail, em contato com o responsável pelo "site" oficial do livro 'A Lei da Atração', eu soube que essa obra "...teria sido psicografada por espíritos de 3000 a.C".. No "site", descobri que esses espíritos teriam indicado que o segredo oculto durante séculos e séculos, mas conhecido por pessoas de sucesso ao longo da História, consiste em usar as vibrações do Universo em benefício próprio, pensando ou falando positivamente para trair coisas boas.

Há ainda a noção oriental de que "dinheiro atrai dinheiro", que Mike Murdock usa a seu modo para dizer que contribuição financeira na igreja atrai o favor de Deus - numa interpretação equivocada de II Co 9.6(semear e colher), Murdock ensina que devemos plantar dinheiro para colher mais dinheiro, como se fosse uma lei de semeadura financeira, que ele chama de "lei da semente".
Ali em II Co 9.1-15, Paulo está andando em sentido oposto ao egoísmo, pois trata de generosidade para com os pobres, ensinando que a doação de ajuda aos necessitados redundará em mais frutos de justiça, boas obras, gratidão e glórias a Deus. Nada tem que ver isso com ambição monetarista nem com investimento financeiro!

Meu Deus, estou cansado. Como não sou pastor, e fico sentado em minha cadeira, tenho que ouvir essas coisas do púlpito, ou outras semelhantes, que, de uma forma ou de outra, negam o Senhorio de Cristo e a centralidade da Cruz, ante o retorno do Gnosticismo tão combatido pelos santos apóstolos.

Alex Esteves da Rocha Souza

COMENTÁRIO DE WÁLDSON LIMA

De uma forma lastimável, temos no Brasil inúmeros lideres e igrejas que, da mesma forma que o senhor Mike Murdoke faz, estão fazendo para garantir alguns milhões a mais em seus bolsos já cheios das 'semente$', plantadas pelos milhares de fiéis que veem seus programas ou vão em suas igrejas diariamente.

Com pesar, tenho que dizer que o grande causador desse mal chamado ' Murdock', aqui no Brasil é o Pr. Silas Malafia que, há dez anos atrás, combatia veementemente contra a 'Teologia da Prosperidade' e que hoje a abraça e defende de 'unhas e dentes'. Caindo ele está da graça...


Veja nesse vídeo Malafaia antes e depois da chamada Teologia da Prosperidade:


Da mesma forma, o mesmo Malafaia, trouxe para o Brasil, um bruxo-crente, desviado do Evangelho de Cristo, excluído das Assembleias de Deus Americanas por conta de suas heresias e que hoje vive andando á caça de dinheiro e contaminando milhões de crentes incautos com seu veneno mortal advindo do diabo. Falo do senhor Morris Cerullo, amigo de Malafaia.

Além desses hereges que entram nas casas por meio dos programas de TV e de seus livros horripilantes, não poderia deixar de falar sobre alguns outros que estão de igual forma, 'transtornando a graça de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo com suas doutrinas expurias. 

Cito Joyce Meyer: Basta ler um dos seus livros para se ter a noção de que, o seu ensino é pernicioso. Exemplo:
Ela ensina que:

-Deus cria usando sua fé através do poder das palavras faladas.
-O homem é um "pequeno deus" capaz de criar da mesma forma como fez Deus.
-O homem, através de palavras cheias de fé, cria ou faz com que venha acontecer aquilo que é falado. Assim, por um ato de palavras faladas, a saúde, a cura, a riqueza e a prosperidade são criados para a pessoa.
-Jesus ganhou a nossa redenção não na cruz, mas no inferno.

Benny Hinn: um apostata desenfreado em suas loucuras de perdição que, tenta passar a imagem de um homem cheio do Espírito Santo(que derruba muita gente com seu paletó, ou com um sopro no microfone), quando na verdade, não passa de um bruxo no meio evangélico. Nada tem da parte de Deus.

Ouriel de Jesus: Escritor do livro TEI(Triunfo Eterno da Igreja), onde relata sua ida ao céu, vendo a Jesus e Deus preocupados com o futuro da igreja aqui na terra e sem terem alguém para a 'restaurar'. É quando ele, Ouriel, se apresenta para Deus, se prontificando a voltar para a terra para 'restaurar' a igreja e ser então, o 'anjo de fogo', para mudar a igreja. Heresias de perdição!!!
Ouriel de Jesus, foi pastor da Assembleia de Deus Brasileira nos EUA, em Boston. Foi excluído da igreja e desligado da Convenção Geral das AD(CGADB). 

Abílio Santana: Falso pregador, falso profeta e um inventor de heresias. A pouco tempo, afirmou que Jesu era rico e possuía uma casa na praia. Casa grande, aliás.
Também afirmou que Jesus ficara rico por haver herdado de seu pai José a carpintaria. Como Filho de Deus todo poderoso como Seu Pai, passou a fabricar móveis sem mesmo tocar na madeira. Ele apenas dizia: "apareça mesa", ou "apareça mesa com quatro cadeiras", ou ainda, "apareça cama" e então, logo tudo isso aparecia.
Então, Jesus era um mágico,né?

Renê Terra Nova: É o Paipóstolo do Brasil. Lidere do Movimento G-12, crê que ele e mais onze pessoas(apóstolos do Brasil), vão resgatar o Brasil para Cristo e essa 'nação será do Senhor Jesus!'.
Cheio de interpretações bíblicas equivocadas, é tido por seus seguidores como o homem mais importante, depois de Jesus. Inclusive, aceita que pessoas se dobrem diante dele para o adorar.

Miguel Ângelo - Apóstolo: Líder da igreja Evangélica Cristo Vive. Se auto intitula 'Bispo Primaz'. Veja o que ele mesmo disse de si:"... teve revelações especiais do próprio Deus, e com essa unção única expõe suas doutrinas a esta geração. Veja o que ele afirma em um dos seus livros:
“Eu estou pregando e ensinando o que nunca ninguém pregou, porque ninguém sabia disto”. “Esta é a razão da minha existência na obra de Deus, pregar com tenacidade nas rádios, na TV, nos púlpitos e em todos os lugares onde vou.” (Predestinação: Uma Visão de Deus, p. 16, volume XIV, Série Crescendo em Graça).
“Pela primeira vez no Brasil em cento e cinqüenta anos de evangelho, se manifesta esta palavra de graça que vai colocar a igreja de Jesus no seu devido lugar.”(Rudimentos de Obras Mortas, p. 32, volume 24, Crescendo em Graça).
Jerônimo Onofre da Silveira: Pastor lider do Templo dos Anjos da Igreja Quadrangular, que em Belo Horizonte, 'recebeu a revelação de Deus', para tratar as pessoas com a 'Unção do Esquecimento e/ou 'A Unção de Manassés'. Uma heresia que vai além da estupidez teológica. Nem merece comentários aqui.
Esses e tantos outros mais que em outro momento estarei abordando dentro de um Artigo específico.
Viva vencendo SÓ com a bíblia. SOMENTE com ela, conseguirás sair ileso dessas heresias e desses hereges!!!
Abraços.
Seu irmão menor.


Um comentário:

  1. Que impressionante, lamentável saber que esses aí mencionados e tantos outros caíram da Graça do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!!!

    ResponderExcluir