21 agosto 2016

MARCOS: O EVANGELHO EM AÇÃO


Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus (Mc 1.1)

Os evangelhos narram a história do Senhor Jesus desde o nascimento até a ascensão aos céus. Os fatos descritos tratam dos seguintes acontecimentos: nascimento, batismo, milagres por Ele operados, e por fim, o ministério público e particular.

Os quatro evangelhos são Mateus, Marcos, Lucas e João. Os três primeiros compõem os chamados evangelhos sinópticos, ou seja, obras semelhantes em suas narrativas. Sendo que cada obra foi escrita para um povo específico. O evangelho de Mateus foi escrito para os judeus tendo como foco principal Jesus o Rei. Já o evangelho segundo Lucas foi escrito para os gregos tendo como foco Jesus o Filho do Homem. O evangelho segundo João foi escrito para a igreja tendo como foco Jesus o Filho de Deus.

Porém, o evangelho segundo Marcos que juntamente com Mateus e Lucas compõe os sinópticos apresenta Jesus como Servo e foi escrito para os romanos. E com base neste evangelho estaremos estudando a vida e obra do Senhor Jesus.

PANORAMA HISTÓRICO

1- Escritor- Os evangelhos de Marcos e Lucas possui como semelhança outro fator importantíssimo, ambos foram escritos por personagens do cristianismo que não faziam parte do grupo dos doze apóstolos.
Marcos, autor do evangelho quando jovem, foi batizado por Pedro tendo este como seu mestre(1 Pe 5.13). Cujo nome (Marcos) do latim significa martelo grande. Anteriormente o mesmo foi reprovado por Paulo para realizar viagem missionária. Porém, tornou-se importantíssimo para a propagação do evangelho e segundo narrativas o mesmo foi martirizado no Egito.

2- Objetivo - A chave do livro encontra-se em Marcos 10.45: “Porque o Filho do Homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos”. O evangelho foi escrito para a igreja que se encontrava em Roma, que segundo dados históricos, sofria naqueles dias terrível perseguição que havia se originado do incêndio provocado por Nero. Porém, Nero culpou os cristãos pelo o incêndio e produziu em seguida a perseguição aos cristãos. A obra foi escrita provavelmente em 65 a 67 d.C.

PANORAMA GERAL DA OBRAL

1- Classificação do Livro - No primeiro versículo torna-se clara a classificação do Evangelho de Marcos “princípio do evangelho”, isto é, início das boas novas. Que nas narrativas do evangelista, inicia se com o ministério profético de João Batista e se conclui com as aparições de Jesus após a ressurreição. Logo, tais fatos define o evangelho em apreço como obra biográfica.
O levantamento biográfico realizado por Marcos apresenta Jesus como servo e realça a missão do Messias em resgatar a muitos.

2- Jesus segundo o evangelho - Jesus é apresentado como o Messias e também como Filho de Deus. O termo Cristo utilizado pelo evangelista corrobora para com a fé e a esperança dos judeus recém-convertidos que sofriam forte perseguição romana.
Já a nomenclatura Filho de Deus, define a natureza divina de Jesus, ou seja, o termo indica que Jesus é Deus.

EVANGELHO EM AÇÃO

1- Ação de Jesus - Jesus em Seu ministério público, curou os enfermos, libertou os cativos e salvou os oprimidos do pecado. Porém, a principal obra realizada pelo Messias foi a Sua entrega na cruz para a salvação de todos aqueles que Nele crerem (Jo 3.16).

2- Ação da igreja - Por fim, a obra é concluída descrevendo a missão da igreja em pregar o evangelho a toda criatura. E conforme o último versículo, os discípulos partiram pregando o evangelho por todas as partes e receberam a cooperação do Senhor na confirmação da palavra, que os sinais os seguiriam (Mc 16.20).


Por fim, o evangelho segundo Marcos nos seus dezesseis capítulos e nos seus seiscentos e setenta e oito versículos poderá se resumir na seguinte frase: “o evangelho em ação”. Pois, o mesmo trata-se do ministério em ação tanto de João Batista como do ministério do Senhor Jesus. E tem como conclusão a ação da igreja primitiva em proclamar as boas novas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário