07 agosto 2016

O PRESIDENTE RUSSO PUTIN APROVOU LEI QUE RESTRINGE EXPRESSÃO DE FÉ SOMENTE NOS TEMPLOS

Vladimir-Putin1_0

Os evangélicos russos lamentam e dizem:”isso nos leva de volta a um passado vergonhoso”. O presidente Russo Putin(foto), aprovou lei que controla a distribuição de informação e restringe expressão de fé somente nos templos.

Na quinta-feira (07/06), o presidente russo Vladimir Putin assinou a controvérsia lei denominada “Lei Irina Yarovaya” - que acabou sendo apelidado com o sobrenome de sua própria autora - que proíbe evangelismo nas praças -aprovada pelas duas câmaras governamentais russas, a qual outorga poderes especiais para o governo controlar e consequentemente restringir certos direitos conquistados pela população, incluindo nestes direitos a de expressão pública de fé em espaços públicos.

A lei tem sido fortemente criticada por organizações internacionais para defesa dos direitos humanos e também por cristãos evangélicos, cujos lideres haviam assinado uma petição ao Presidente Putin pedindo para que o mesmo não assinasse a norma exposta, pois para a aprovação era o último passo para que este procedimento fosse aplicado.

O projeto de lei aprovado altera dezenas de leis existentes, as quais podem ter consequências graves para as pessoas. A aprovação amplia os poderes do estado, com endurecimento e controle sobre os cidadãos e uma limitação de alguns direitos civis garantidos pela Constituição Russa.

Autoridades russas terão total poder para acessar todas as conversas telefônicas e também as mensagens enviadas e recebidas pelo e-mail feias nas linhas de comunicação do território russo.

A lei está sendo definida como “a legislação mais dura e mais repressiva da história pós-soviética que foi votada na Russia”.

A “lei Yarovaya”, atinge o trabalho missionário realizados pelas igrejas evangélicas no país, pois aumenta as pressões sobre as questões religiosas dentre as quais redefine o “trabalho missionário”, onde qualquer pregação religiosa ou cerimônia realizada fora de um local de culto passa a ser tratada como uma atividade missionária.

Qualquer missionário(a) crente deve obter uma permissão do governo russo através de uma organização religiosa registrada para desenvolver atividades públicas evangelísticas e não poderá realizar em nenhum lugar a não ser na igreja as pregações religiosas.

As restrições se aplicam também nas residências privadas e na internet. Assim se um pastor protestante ou um sacerdote ortodoxo que precise fazer uma simples visita a um doente ou oficializar um funeral, deve enviar um pedido solicitando a autorização às autoridades estaduais.

A nova Lei estabelece multas que variam de 780 dolores para pessoas físicas e 15.500 dolores para as organizações. Os estrangeiros que violarem a lei são expulsos do país.

O porta voz das Igrejas protestantes da Russia Sergei Ryakhovsky, um dos líderes evangélicos que assinaram a carta ao Presidente Putin disse que “A história soviética continua a nos mostrar como muitas pessoas de diferentes religiões tem sido perseguidas por espalharem a mensagem da Palavra de Deus. Esta lei aprovada nos leva de volta a um passado vergonhoso”, definiu o porta voz.


A necessidade de oramos pelos irmãos em Cristo na Russia aumenta mais, portanto, continuemos em oração para que o Senhor dê estratégia para que o Evangelho consiga alcançar pessoas para Jesus também fora das quatro paredes dos templos.

Redação Radar

COMENTÁRIO DE WÁLDSON LIMA

Conforme a  nova Lei, é obrigação de cada crente, ter uma autorização especial para compartilhar suas crenças, bem como distribuir literaturas e materiais religiosos fora dos locais de culto e estruturas utilizadas. Isso não é só absurdo e ofensivo, mas também cria uma base para a perseguição em massa de crentes, pela violação dessas disposições.

A nova Lei está “usando a desculpa da legislação anti-terrorista para reprimir quaisquer outras igrejas que não sejam filiadas à Igreja Ortodoxa Russa – que está intimamente ligada ao nacionalismo russo.

O Comunismo(Socialismo), está ganhando terreno e isso nos alerta que o Brasil é alvo de Leis parecidas. Existe aqui, no Brasil, algumas Comissões com parlamentares e líderes de Movimentos Socialistas procurando meios de 'parar o avanço dos protestantes'.

Jesus disse que alguns sinais antecederiam Sua volta e esse, é um deles. Fiquemos atentos e vigilantes com o que vêm surgindo por ai, disfarçado de Leis.

Oremos por nossos irmãos na Rússia que, além de já serem perseguidos pelas autoridades, noite e dia, até estão proibidos de pregar o santo Evangelho a qualquer cidadão. 

Vejam bem, a força dessa Lei, contra nossos irmãos em Cristo: "Mesmo em uma casa particular, a adoração e a oração só serão permitidas se não houver incrédulos presentes", descreve uma organização cristã local. Assim, se, por exemplo, um membro da igreja mencionar sua fé em uma conversa com um colega de trabalho, não só o membro da igreja, mas também a própria igreja dele poderão ser punidos, decreta as 'linhas miúdas da nova Lei.

Acreditem-me, amados leitores, o Brasil não está longe de começar uma perseguição semelhante para com os evangélicos. Que todos possamos estar preparados e pregar o santo Evangelho "...atempo e fora de tempo... usando bem cada oportunidade".

Que Deus, em Cristo Jesus, socorra nossos irmãos Russos e nos livre de tais medidas que se aprovadas, estagnaria ainda mais, o trabalho evangelístico sério que muitas igrejas fazem.

Viva vencendo os ataques do diabo contra a igreja, em nome do Senhor Jesus!!!

Abraços.

Seu irmão menor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário