19 setembro 2016

HERESIAS DE PERDIÇÃO - ED RENE KIVITZ E A HERESIA DO UNIVERSALISMO

Resultado de imagem para heresia do universalismo

Já escrevi aqui nesse Blog que um dos stars dos evangélicos  moderninhos brasileiros: Ed Rene Kivitz, pastor da Igreja Batista Água Branca/ SP ensina falso evangelho. Ele já disse que Adão e Eva são apenas mito; que a alma morre quando o ser humano morre. 

Ele vai dizer também que Jesus só se torna filho de Deus, após Sua ressurreição. Ora, isso é herético e desvio da verdade. Jesus sempre foi(na eternidade passada), é hoje e será na eternidade futura o mesmo Filho de Deus.

Agora 'ele melhorou' e disse que Paulo é muito confuso, que deveria assistir aulas na Faculdade Batista de São Paulo para escrever melhor, e que ele, Ed Rene 'vai melhorar o que Paulo quer dizer'. Com isso ele diz que que alargou a sua visão (vídeo abaixo minuto 29 e seguinte), e culmina com ele afirmando o Universalismo, ou seja, que no final todo mundo está salvo mesmo(veja a partir do minuto 34). Para ele a mensagem que diz: "você é pecador; Deus vai requerer de você todos os seus atos maus; você precisa se arrepender e se converter" não deve ser a mensagem da igreja, isso está errado. Segundo ele a igreja deve pregar a todos: "você é um filho de Deus, faz parte da família de Deus(minuto 35:50). E no fim ele afirma que no céu quem acreditou em Cristo e quem não acreditou. 

Universalismo declarado. Ricardo Gondim foi por menos expulso da revista Ultimato, vamos ver o acontece já que Ed Rene escreve por  lá também. 

Veja o vídeo:

Veja esse outro vídeo onde o pastor 'alivia o pecado', não o colocando como um problema e usa personagem da bíblia, comparando-o, a homens perversos de nosso tempo. Inconcebível!!


COMENTÁRIO DE WÁLDSON

Aparentemente ele não ensina heresia, pois seu "argumento do amor" é capaz de convencer seus adeptos e a audição destreinada dos ouvintes esquecidiços que, infelizmente pelo visto, não se alimentam com a verdade (Mateus 4:4), mas deixam-se levar pelas filosofias e vãs sutilezas típicas dos falsos mestres (classe à qual ele aderiu com todo fervor). O "assombro paulino" frente à legalista igreja da Galácia que começava pelo Espírito e acabava pela carne (Gálatas 3:3) retrata realmente o espírito de nossa época.

Em resumo, Ed René Kivitz em face de suas diabólicas crenças, figura no hall dos aborrecedores de Deus (Romanos 1:30), desobedientes à verdade e obedientes à iniquidade (Romanos 2:8), ouvinte assíduo dos espíritos enganadores e das doutrinas de demônios (I Timóteo 4:1), pisoteadores do Filho de Deus, profanadores do Sangue da Aliança, e opressores do Espírito da graça (Hebreus 10:29). Sobre o(s) tal(is) repousa maior castigo e só lhe resta certa expectação horrível de juízo e ardor de fogo que há de devorar os adversários (Hebreus 10:27).


"Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de CRISTO para outro evangelho, o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o EVANGELHO DE CRISTO. Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos vos temos pregado, seja anátema. Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema." (Gálatas 1:6-9)... Paulo estava admirado pelo equívoco dos Gálatas... É de fato uma triste realidade estes equívocos... Assim, após estes 2000 anos desta advertência, o que vemos hoje em muitos que em outros tempos confessaram a CRISTO e agora preferiram a "anátema", é igualmente uma surpresa, uma tristeza, mas um cumprimento desta advertência no "ainda que" do texto, que amplia para todos os tempos a aparição destes equivocados que adentram o anátema com mais ousadia que o amor a SUBLIME PALAVRA DO SENHOR.

ADÃO E EVA SÃO MITOS?

De vez em quando chegam aos meus olhos e/ou ouvidos textos, mensagens e comentários de pastores que professam o Cristianismo, mas adotaram um proceder de questionar as Escrituras Sagradas. De início digo: Creio no relato de Gênesis todo, porque aceitei a Cristo, O qual, através da obra do Espírito Santo de Deus em meu viver, dá-me a fé necessária para aceitar o relato como verdadeiro e inspirado. O próprio Jesus confirmou o relato(Mateus 19:4, 5; João 8:44). Paulo também(Romanos 5:12, e João também(Apocalipse 12:9). Todavia, o pastor ED RENÊ KIVITZ, escreveu o seguinte texto, procurando reinterpretar Gênesis 3. E eu, que nem chego aos pés das Graduações Acadêmicas de tal homem, propus refutar o texto dele.

ED RENÊ KIVITZ - "Você pode interpretar a história de Adão e Eva como uma descrição de como as coisas aconteceram. Mas pode também interpretar como descrição de como as coisas acontecem. Pode ser uma história que conta como as coisas foram, ou como as coisas são. Pessoalmente, opto pela segunda alternativa. Não me interesso tanto em saber se as coisas foram daquele jeito ou não, não estou preocupado com a literalidade da narrativa, que aliás, me traz mais embaraços que esclarecimentos: houve mesmo um bonequinho de barro? Antes de enganar o casal a serpente andava ereta? Que fruta era aquela da árvore do conhecimento do bem e do mal, será que está sendo vendida na feira sem que a gente saiba que é ela? Quais as coordenadas do jardim do Éden? Será que os anjos com espadas de fogo ainda estão por lá?"

Adão e Eva somos nós. Construtores de jardins de pedra e ferro, edificadores de comunidades muradas, empreendedores prepotentes, espoliadores da riqueza e da beleza dos bichos, do verde, das águas – extrativistas predadores. Todos quantos nos dedicamos à busca do prazer a qualquer preço, que nos contentamos com o máximo de felicidade pessoal em termos de conforto e satisfação individuais, presos nas garras da Sensualidade-sensorialidade, pés fincados na terra, carne agarrada à carne, a orgia pluri-glutônica viciante e viciada-anestesiada."

"Adão e Eva somos nós. Fugitivos da realidade, fantasiosos, vítimas do pensamento mágico, iludidos pela possibilidade da reedição do paraíso perdido sem o concurso do divino. Adão e Eva somos nós. Também damos ouvidos à serpente. Também matamos irmãos. Também nos abandonamos ao hedonismo desvairado. Também queremos apenas nosso nome pronunciado com reverência. Adão e Eva somos nós. E somos também Caim, somos o povo ao redor de Noé, os empreiteiros da torre de babel. Mas somos também a descendência do filho da mulher, que esmaga a cabeça da serpente. Somos também Abraão. Sobre nós repousa um chamado sagrado: fazer benditas todas as famílias da terra. Gênesis não é um veredito. Gênesis é uma profecia: aponta a injustiça e o juízo, convoca ao arrependimento, suscita a esperança e promete a vitória d’Aquele cuja vontade é boa, perfeita e agradável: novo céu e nova terra."

Para concluir:

Bom o seu truque textual, senhor Ed Renê. Novamente, a ressurreição de Jesus ocorreu, seria uma fantasia ou magia de quem a criou? Confesso que esperava tais palavras de um poeta, de um crítico textual ateu ou agnóstico, não de um pastor. O senhor se esqueceu de dizer que se mata também a história bíblica, a verdade de Deus, e se as ressuscita como textos humanos, com teor social, alegorizados para atualidade. Por isso afirmo, valendo-me de um texto literal, verídico, mas que com uma boa dose de liberdade textual, poderia em sua mesma linha de criatividade, espiritualizá-lo da seguinte forma:
  • Alguns são Adão e Eva quando creem que não foi bem assim que Deus disse. - Gênesis 3:4, 5.
  • Alguns são Adão e Eva quando diante de Deus se cobrem de vergonha da realidade bíblica para atender às exigências acadêmicas e se prostituir para conseguir diplomas. - Gênesis 3:7.
  • Alguns são Adão e Eva por se querer ser como Deus, determinando quando a Bíblia fala a verdade e quando não. - Gênesis 3:22.
  • Alguns são a descendência da serpente, que ferem o calcanhar das Escrituras, mas serão feridos por toda a eternidade. - Apocalipse 22:19.
  • Alguns são Caim, que levam seus irmãos ao campo para assassiná-los espiritualmente com sua conversa fiada. - Gênesis 4:8.
A Bíblia diz que muitos se desviariam da fé por prestarem atenção a doutrinas de demônios. (1 Timóteo 4:1) Muitos são demônios também, por negarem a Palavra de Deus em troca de apoio popular, tendas cheias, salários pastorais altíssimos, enquanto missionários têm deixado de receber ajuda. Não sou perfeito, não tenho a menor chance de me equiparar aos diplomas do senhor Ed Renê. Mas sou cristão! E creio na inerrância da Palavra de Deus. Se eu não fosse cristão, certamente eu zombaria de um relato que, diante dos olhos da crítica textual e da ciência dura, são meros mitos, escritos por mãos humanas, inspirados não por Deus, mas pela própria vontade de escrever.

DE QUE ADIANTA 'PREGAR TÃO BEM', PRENDER A ATENÇÃO DE MULTIDÕES, COM UMA MENSAGEM CRISTÃ, SE O INDIVÍDUO SE ACHA NO DIREITO DE QUESTIONAR E ZOMBAR DAS ESCRITURAS?

Viva vencendo os ensinos enganadores com capa de 'teologicamente aplicado para se entender melhor'!!!

Abraços.

Seu irmão menor

Nenhum comentário:

Postar um comentário