30 outubro 2016

A IGREJA PARA BOÊMIOS, GÓTICOS E JUVENTUDE TRANSVIADA.

Resultado de imagem para A IGREJA PARA BOÊMIOS, GÓTICOS E JUVENTUDE TRANSVIADA
Muitos pastores têm uma visão errada a respeito da missão da igreja. Uma ideia pervertida da função da igreja é uma tragédia. Alguns líderes têm a igreja como um clube, como uma associação tipo Rotary. Nesse contexto, as atividades da igreja passam a ser um tipo de entretenimento prazeroso. Ser membro da igreja é coisa hiper-agradável, especialmente se a igreja é da moda, incluindo, em sua membresia, algumas pessoas de elevado status.
Nas igrejas de visão deturpada, as construções de características recreacionais são proeminentes. Elas têm equipamentos de ginástica, piscinas, salões de jogos, banheiros com chuveiros, telões de alta definição, home theater, cafeteria. Todo o prédio da igreja é usado como maneira das pessoas a verem como um lugar para passar um tempo agradável. Comidas são vendidas na porta da igreja. Vende-se também CD’s, camisetas e broches com propaganda da igreja, jornalzinho da mocidade e, até tatuagens são feitas. A igreja virou parque de diversões. Atende muito bem os boêmios, os góticos e a juventude transviada.
Se o Senhor Jesus entrasse em uma dessas igrejas de visão deturpada, viraria e jogaria fora os equipamentos de ginástica, as mesas de sinucas, as raquetes de ping-pong, as máquinas de cinema e tantas outras bugigangas e parafernálias de entretenimento, assim como chutou e derrubou as bancadas dos comerciantes expulsando-os da porta do templo. A verdade é que o templo do Senhor está secularizado. A igreja através desses líderes caiu na gandaia. Mexe o lixo em busca de algo valioso. Esses pastores têm levado para dentro do teto da igreja todo tipo de coisas seculares. Estão seguindo exatamente os passos dos judeus que Jesus enxotou do templo.
Há líderes que defendem a ideia humanitária da igreja. Para eles, a função primordial da igreja não é a preparação das almas para se encontrar com o noivo Jesus, mas a transformação da sociedade como um todo até que esse mundo se torne um paraíso, um lugar melhor para as pessoas habitarem durante a vida atual. Os pastores da igreja dos boêmios, dos góticos e da juventude transviada advogam que a ênfase principal da missão da igreja não está no depois, mas no agora. Eles insistem que a igreja se engaje em todo tipo de projetos humanitários, inclusive aqueles que recebem benefícios do Governo local. Esses líderes defendem o engajamento dos crentes na política a fim de legislar e desenvolver programas de serviços e reforma social. É a igreja marxista. É a igreja com cheiro de Leonardo Boff, Nelson Mandela, Desmond Tutu, Madre Teresa de Calcutá. É a igreja da Teologia da Missão Integral (TMI). É a igreja de Ariovaldo Ramos, Ed René Kivitz, Paulo Cappeleti e Carlos Queiroz. Esses homens perderam a visão de que nunca poderemos produzir discípulos pelas leis do Parlamento. Os homens têm que nascer de novo. Isso só é possível pela loucura da pregação!
Os sermões dos pastores de visão deturpada giram em torno da preservação do meio ambiente, aquecimento global, desarmamento, combate a pobreza, evolução sociológica das raças, fontes alternativas de energia, autoestima, eliminação do estresse. Os sermões são aguados, pois o Evangelho é um evento a ser dito, não uma doutrina a ser preservada. O escândalo da cruz, a singularidade de Jesus Cristo, as exigências da obediência e a realidade do inferno passam longe em seus sermões.
É necessário salientar que as condições sociais melhoram e as reformas morais acontecem como subprodutos da proclamação de todo o Conselho do Senhor pela igreja. A melhoria física dos homens vem como resultado da influência da igreja através da pregação da genuína mensagem da cruz. Por isso, a missão prioritária da igreja não é lutar para a melhoria das condições sociais. A igreja não precisa levantar a bandeira em prol da melhoria do sistema carcerário, do sistema de saneamento ou de uma escola pública mais eficiente. A missão real da igreja não é fazer projetos humanitários, mas salvar almas pela pregação do Evangelho.

A função principal da igreja é fazer discípulos (Mat 28:19,29). Nada menos, nada mais que isso. No momento que uma igreja prioriza educação, cursos profissionalizantes, construção de orfanatos, hospitais e colégios está indo em caminho oposto à Grande Comissão. Discípulos são feitos pela proclamação do Evangelho. O problema dos pastores dos boêmios, dos góticos e da juventude transviada é que eles querem ser conhecidos pela construção de maga-templos. Querem a garantia de reconhecimento socialQuerem ser o pastor da onda, bacana, pop, legal. Na verdade esses líderes estão atingindo os boêmios, os góticos e a juventude transviada bem no alto da cabeça com um martelo de veludo, de modo que eles ficam sem saber quão danosos são esses pastores.

No Brasil a expressão popular “cair na gandaia” ficou bastante conhecida entre as pessoas na época do carnaval, no sentido de “cair na folia”, festejar a vida fútil. Na realidade, o que esses pastores têm feito é levar as pessoas a caírem na gandaia. Mas, o destino de quem celebra a vida fútil é o inferno.

Deus nos livre desse formato de igreja.

Viva vencendo os modelos 'falsificados de igreja de Cristo'!!!

Abraços.

Seu irmão menor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário