10 outubro 2016

PAULO, VIDA E OBRA - II

Resultado de imagem para Biografia Apóstolo Paulo

Antecedentes: Era judeu da Tribo de Benjamim. Foi fariseu assim como seu pai. Estudou com renomado rabino Gamaliel.Falava o aramaico e, fabricava tendas.

Era cidadão romano por nascimento: Estudioso e inteligente, possuía vasta cultura grega.Tinha uma visão ampla do mundo: era a pessoa certa para pregar o evangelho aos gentios.

A Conversão: É difícil explicar exatamente o que aconteceu a Saulo. No entanto, a partir de seu próprio testemunho, não há dúvida de que a mudança em sua vida se deveu àquele encontro com Cristo e ao relacionamento com Ele. Embora a experiência de Paulo tenha sido repentina e dramática, o efeito foi duradouro. Aquele impacto deve ter exigido ajustes psicológicos e intelectuais muito grandes por parte de Paulo. Isso pode muito bem explicar o período que ele passou na Arábia e em Damasco, antes de sua primeira visita a Jerusalém (Gl 1.16-19).

A Conversão no caminho de Damasco: A conversão de Paulo na estrada para Damasco deve ter sido vista por Lucas como um dos mais importantes acontecimentos do cristianismo primitivo.O elemento importante é que a experiência na estrada de Damasco transformou Paulo de um perseguidor fanático da igreja em seu mais ardente e capaz defensor e propagador.No entanto, Paulo nos mostra claramente que Cristo o escolhera como apóstolo e lhe revelara o evangelho “para que eu o pregasse entre os gentios” (Gl 1.1-20).

O Ministério de Paulo: Os primeiros anos - Os trabalhos missionários de Paulo se iniciaram com o convite de Barnabé para que o apóstolo se juntasse a ele em Antioquia da Síria. Nas duas décadas seguintes, Paulo desenvolveu um extenso ministério.Começando em Antioquia (At 11.25,26), Paulo evangelizou as províncias da Galácia, da Macedônia, da Acaia e da Ásia, além de outras regiões menores. Ele fundou, estruturou e organizou igrejas em todas essas áreas.

O Ministério de Paulo:  Os primeiros anos-2-Juntamente com Barnabé, Pedro, Tiago e outros líderes da igreja, Paulo teve participação importante na solução dos problemas que se levantaram com relação à fundamentação da salvação dos gentios e da comunhão entre judeus e gentios (cf. At 15.1-35; Gl 2.1-10). Sua ampla perspectiva e sua preocupação genuína para que o evangelho alcançasse todo o mundo prevaleceram sobre o ponto de vista estreito e a limitada preocupação por parte dos apóstolos em Jerusalém. Realmente, Paulo assimilara a visão de seu Senhor de que a mensagem do evangelho deveria ser pregada a todas as nações.

A Antioquia e o Cristianismo: A fundação da cidade remonta a 300 a.C, mas segundo pesquisas arqueológicas, havia povoações no local do ano de 1700 a.C. Localizada ao sul da Turquia atual, próxima à Síria, hoje há uma cidade moderna nas imediações de onde outrora fora a Antioquia. Uma cidade que foi de grande importância para o cristianismo.

A Antioquia e o Cristianismo-2: Antioquia, à margem do Orontes, a capital da província romana da Síria, terceira cidade do Império depois de Roma e Alexandria ocupa um importante lugar na história do Cristianismo. Foi aqui que Paulo de Tarso pregou o seu primeiro sermão cristão (numa sinagoga).

A Antioquia e o Cristianismo-3: Antioquia antiga foi a capital da reinado de Seleucida, fundada por Nicator. Destacou-se como um grande centro urbano e abrigou edifícios, bibliotecas e vários monumentos importantes. Foi dominada por vários povos até cair sob domínio do Império Romano. Os vários povos que dominaram a localidade influenciaram na cultura local. A cidade foi de suma importância para o cristianismo, um dos primeiros centros de irradiação do cristianismo. Foi dali que os cristãos começaram a expandir o evangelho.Foi em Antioquia, pela primeira vez, que os discípulos foram chamados de "cristãos" (Atos dos Apóstolos 11.26).

O Ministério Registrado por EscritoSe alguém cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor”. (1 Coríntios 14 : 37)

O Ministério Registrado por Escrito-2: Pelo menos treze exemplares da correspondência paulina estão preservados e, sem dúvida, Paulo escreveu muitas outras cartas que não chegaram até nós. Seu ministério escrito demonstra bastante diversidade. Ao mesmo tempo, suas cartas podem ser divididas em quatro diferentes grupos, cada um deles refletindo uma ênfase comum. Tem-se procurado estabelecer a sequência cronológica aproximada do registro dessas epístolas; mas é praticamente impossível determiná-la com certeza.

O Ministério Registrado por Escrito-3: CARTAS ESCATOLÓGICAS: 1 e 2 Tessalonicenses (data: cerca de 50 ou 51 d.C.) – Essas epístolas enfatizam a doutrina das últimas coisas e enfocam principalmente a segunda vinda de Cristo e as implicações desse acontecimento na vida dos crentes.CARTAS SOTERIOLÓGICAS: 1 e 2 Coríntios, Gálatas e Romanos (data: cerca de 55 a 58 d.C.) – Essas cartas delineiam vários aspectos da doutrina da Salvação. As epístolas aos coríntios reforçam a aplicação da salvação no cotidiano da igreja; Romanos e Gálatas apresentam a doutrina da justificação e sua expressão externa no viver cristão.

O Ministério Registrado por Escrito-4: CARTAS CRISTOLÓGICAS: Colossenses, Filemom, Efésios e Filipenses (data: cerca de 60 a 62 d.C.) – Geralmente chamadas de “epístolas da prisão”, porque foram escritas (de acordo com a tradição e a partir de evidências internas) de Roma, onde Paulo esteve preso (At 28.30,31). Essas cartas apresentam a doutrina da pessoa de Cristo de maneira bastante distinta. Elas contêm passagens notáveis que destacam o caráter e a obra de Jesus de modo bastante definido (Cl 1.14-22; 2.3,9-15; Fm 15-20; Ef 1,7-12; Fp2.5-11).CARTAS ECLESIOLÓGICAS: 1 Timóteo, Tito e 2 Timóteo (data: cerca de 63 a 67 d.C.) – A doutrina da igreja (local) é o tema principal dessas últimas três cartas de Paulo, geralmente chamada de “epístolas pastorais”. Contêm instruções detalhadas com relação aos ministérios, administração e atividades da igreja. Os últimos dia da vida de Paulo estão refletidos no capítulo final de 2 Timóteo
O Ministério Registrado por Escrito-5-Paulo foi decapitado em Roma: perto do fim do reinado do imperador Nero (c. 67 d.C.)."Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé." 2Tm.4.7.

Fontes:

A PALESTINA SOB O IMPÉRIO PERSA. BÍBLIA SAGRADA. BÍBLIA DE ESTUDO VIDA. Tradução de João Ferreira de Almeida, Revista e Atualizada, 2ª edição, publicada por Sociedade Bíblica do Brasil. São Paulo: Editora Vida, 1999. BÍBLIA DE REFERÊNCIA THOMPSON. Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Contemporânea. Flórida:  BIBLIOTECA BÍBLICA. Sua Biblioteca Cristã Virtual. INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO. Disponível em:ww.bibliotecabiblica.blogspot.com
DUNNETT, Walter M. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO– Curso Vida Nova de Teologia Básica; v. 3. São Paulo: Vida Nova, 2005-GUNDRY, Robert H. PANORAMA DO NOVO TESTAMENTO. São Paulo: Vida Nova, 1998. HALE, Broadus David. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO NOVO TESTAMENTO. Rio de Janeiro: JUERP, 1983. PACKER, J.L. TENNEY, Merril C. WHITE, William. O MUNDO DO NOVO TESTAMENTO. São Paulo: Vida Nova, 2006. PERSPECTIVA DE VIDA/ NOVO TESTAMENTO. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário