19 dezembro 2016

TIAGO, ERA IRMÃO BIOLÓGICO DE JESUS - CONFIRA COM A BIBLIA

Resultado de imagem para OUTROS IRMÃOS BIOLOGICOS DE JESUS

O SENHOR JESUS TEVE VÁRIOS IRMÃOS BIOLÓGICOS, isto é, filhos do casal Maria e José. O que diz a Bíblia:
    “Não é este o filho do carpinteiro? E não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas? E não estão entre nós todas as suas irmãs? De onde lhe veio, pois, tudo isto?” (Mt 13.55-56; Mc 6.3). Quatro homens e pelo menos duas mulheres foram os irmãos de Jesus.

  O texto, por sua clareza, dispensaria maiores comentários. Maria conservou-se virgem até o nascimento de Jesus; [José] “não a conheceu até que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe por nome Jesus” (Mt 1.25). “Conhecer” traduz-se como ter relações íntimas. A Bíblia [católica] de Jerusalém, contendo a chancela do então arcebispo de S.Paulo, Paulo E. Arns, datada de 1980, reconhece tal fato ao comentar que “o texto não considera o período ulterior e por si não afirma a virgindade perpétua de Maria, mas o resto do Evangelho, bem como a tradição da Igreja, a supõem”. Isto é, a tradição supõe uma coisa, a Bíblia diz outra. Não é correta a afirmação de que “o resto do Evangelho supõe” o contrário. Não há contradição na Bíblia. Fiquemos com a Palavra.

Outra Bíblia aprovada pelo Vaticano apresenta comentário semelhante:
 “Enquanto (ou até que): esta palavra portuguesa traduz o latim donec e o grego heos ou, que por sua vez estão calcados sobre a expressão hebraica ad ki que se refere ao tempo anterior a esse limite, sem nada dizer do tempo posterior, cf. Gn 8.7; Sl 109.1; Mt 12.20; 1 Tm 4.13. A tradução exata seria: “Sem que ele a tivesse conhecido, deu à luz...”, pois a nossa expressão “sem que” tem o mesmo valor” (Bíblia Sagrada, Edição Ecumênica, tradução do padre Antonio Pereira de Figueiredo; notas e dicionário prático pelo Monsenhor José Alberto L. De Castro Pinto, Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro; edição aprovada pelo cardeal D. Jaime de Barros Câmara, Arcebispo do Rio de Janeiro; BARSA, 1964).

  Referida Bíblia confirma o que foi dito na Bíblia de Jerusalém, isto é, que a Palavra nada diz sobre a virgindade APÓS o nascimento de Jesus. Enquanto não nasceu Jesus, José não a conheceu. O texto não considera o período posterior ao nascimento.  Em outras palavras, a Bíblia não confirma a doutrina da virgindade perpétua de Maria. Outro texto:
  “Depois, passados três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro, e fiquei com ele quinze dias. E não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor (Gl 1.18-19). Aqui vemos a distinção entre ser apóstolo do Senhor e ser irmão. Encontramos também essa distinção em 1 Co 9.5: “Não temos nós direito de levar conosco uma esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas”?”.

  Vejamos os registros do livro História Eclesiástica, de Eusébio de Cesaréia, que viveu entre 263 e 340 d.C.:
  “Nessa época o rei Herodes preparou-se para afligir alguns da Igreja e matou à espada a Tiago, irmão de João...” (pg 56). Veja a distinção entre Tiago irmão de João, e Tiago irmão de Jesus (V. Mt 10.2).
  “... voltam-se contra Tiago, o irmão do Senhor... Ora, Tiago, o irmão do Senhor”...” (Pg. 72).
  “... Tiago, o Justo, que era o irmão daquele chamado Cristo...” “... e levando o irmão de Jesus chamado Cristo, cujo nome era Tiago... “(Pg. 74).
  “Durante esse tempo, a maior parte dos apóstolos e discípulos, o próprio Tiago, o primeiro bispo da cidade, em geral chamado irmão de nosso Senhor, ainda vivo em Jerusalém...” (Pg. 89; cf. Mt 13.55, Mc 6.3 e Gl 1.19).
  “Após o martírio de Tiago e a captura de Jerusalém, que se seguiu de imediato, registra-se que os apóstolos e discípulos de nosso Senhor que ainda viviam juntaram-se de todas as partes com os que eram parentes de nosso Senhor de acordo com a carne (grifo meu) Eles se consultaram para determinar a quem deviam julgar digno de suceder Tiago” (Pg.93).
  “Ainda viviam da família de nosso Senhor os netos de Judas, chamado irmão de nosso Senhor de acordo com a carne (grifo meu). Esses foram delatados como pertencentes à família de Davi...” (Pg. 97; cf. Mt 13.55 e Mc 6.3). Entenda-se “irmãos ou parentes na carne” como gerados de uma mesma raiz: Maria e José.
  “O primeiro [bispo], portanto, foi Tiago, chamado irmão de nosso Senhor...” (Pg.123).

  Filhos e netos de Maria, e demais parentes distantes, entraram em acordo para escolher um substituto para Tiago no episcopado (v. ref. Pg. 93, retro). 

   O historiador Flávio Josefo, em História dos Hebreus, à página 465, CPAD, 2001, também faz referência a Tiago: “Ele aproveitou o tempo da morte de Festo, e Albino ainda não tinha chegado, para reunir um conselho, diante do qual fez comparecer Tiago, irmão de Jesus, chamado Cristo”.

  Outro irmão de Jesus é citado por Eusébio de Cesaréia: “Alguns dos hereges acusaram os descendentes de Judas como irmão de nosso Salvador de acordo com a carne [Mt 13.55], porque eram da família de Davi...” (Pg. 96).  “Ainda viviam da família de nosso Senhor os netos de Judas, chamado irmão de nosso Senhor de acordo com a carne” (Pg. 97; cf. Mt 13.55 e Mc 6.3).


O dogma da perpétua virgindade de Maria não tem apoio nem na Bíblia nem na história secular.

Ouça o vídeo a seguir:


Viva vencendo os engôdos dos que querem desmentir a Palavra de Deus!!!

Abraços.

Seu irmão menor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário